ZTOP+ZUMO 10 anos!

Estabilizador e filtro de linha reinam no mundo das tomadas

raios!

E saiu o resultado da primeira pesquisa Zumo de opinião dos leitores. Perguntamos como eles se comportam na hora de proteger seus computadores e eletrônicos de consumo ao ligá-los na tomada. Usam estabilizador? No-break? Ou não usam nada? Eu, paranoico, uso um no-break no PC e, quando chove forte, desligo tudo da tomada.

Em seis dias no ar, obtivemos 411 respostas dos leitores (obrigado a todos que responderam!) no que chamamos pelo codinome “pesquisa Zumo de no-breaks“.

Em resumo, o filtro de linha é o rei da proteção entre os eletrônicos (TVs, home theaters etc.) e o estabilizador leva esse título para o computador. Em ambas as categorias de produto, o uso de no-breaks fica abaixo dos 30% nos PCs e apenas 8% nos eletrônicos.

grafico_01

Na pergunta “como você conecta seu computador à rede elétrica?”, 11% das respostas foram “direto na tomada”. 29% dos respondentes disseram usar um no-break, outros 40% adotam o filtro de linha e a grande maioria (55%) aposta no velho e bom estabilizador (a soma dessa questão pode dar mais de 100%, já que era possível escolher mais de uma opção).

grafico_02E são conscientes nas respostas: 90% dos leitores se dizem preocupados com a segurança da rede elétrica das suas casas e outros 99% afirmam saber que a oscilação na energia pode trazer problemas e danificar seus equipamentos.

Além disso, 51% dos respondentes dizem ter tomadas aterradas em casa, mas 45% têm certeza de que a instalação foi feita corretamente. Outros 23% informam que suas tomadas com fio-terra não estão aterradas, e os demais 32% não sabem se o aterramento foi feito ou não (o que é um problema… para seu eletrônico, certo?). Ainda no tema “tomadas”, 77% dos leitores dizem estar informados sobre a existência de um novo padrão brasileiro de tomadas. Os 23% que não sabem podem descobrir no texto do Nagano, tá?

Questionamos também ao leitor do Zumo como (e se) ele protege outros equipamentos eletrônicos de casa – TV, som, home theater, entre outros. Mais da metade (53%) das respostas indicam nenhuma proteção (pô, gasta uma grana na TV full HD e nem pensa que ela pode “queimar” na primeira chuva?). Nesse ponto de vista, o item mais protegido são as TVs LCD (24% das respostas), seguido por sistemas de som (19%), home theater (18%), outros (15%) e TVs de plasma (6%) – essa questão também era de múltipla escolha.

Você protege outros eletrônicos?

E o que usam para proteger (os poucos que protegem)? Filtro de linha é o campeão (43% das respostas), seguido por 18% do estabilizador e 8% dos no-breaks. Quem não usa nada vai direto para a tomada, claro.

Como protegem outros eletrônicos?

Curiosamente, o pessoal se preocupa com as oscilações na rede elétrica, mas não sabe o preço médio dos equipamentos. Uma busca rápida na web mostra estabilizadores abaixo dos 100 reais e no-breaks com variações enormes (de 170 reais a mais de 1.000 reais). Justifico com as respostas das intenções de gastos para proteger seus eletrônicos:

intenção de gastosAs respostas indicam que o bolso não está muito aberto para gastos com proteção: 60% das respostas pretendem gastar menos de R$ 300; 29% entre R$ 300 e R$ 500 e apenas 11% acima de R$ 500 com equipamentos desse tipo.

Perguntamos também quais as marcas utilizadas em estabilizadores e no-breaks para os nossos leitores:

Popularidade de marcasTirando o grande salto de respostas “não tenho” para os dois itens, nos no-breaks as marcas mais conhecidas são APC e SMS  (15% e 14% das respostas, respectivamente). Em estabilizadores, a SMS lidera com 27% das respostas, mas a APC pode atingir até 16% de participação se somarmos sua fatia do bolo (8%) com a fatia da Microsol (outros 8%), recém-adquirida pela empresa. Em no-breaks, a Microsol obteve apenas 1% das respostas.

Ah, sim, não nos surpreendemos ao descobrir que 90% das pessoas que responderam ao formulário são homens (poderia fazer várias piadas machistas aqui relacionadas ao tema da pesquisa, mas deixa pra lá!). No geral, 32% dos leitores têm entre 19 e 25 anos, 42% ficam entre 26 e 35 anos, 12% estão na faixa dos 36-40 anos e 9% dos leitores têm mais de 41 anos. E só 5% têm 18 anos ou menos.

De novo, agradeço a todos que gastaram 5 minutos respondendo ao questionário e, em breve, coloco mais uma Zumo-pesquisa no ar.

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

  • dflopes

    Srs,

    em muitas casa é dificil ter um projeto elétrico, com divisão de fases, balanceamento de carga e bitola dos fios, qto mais aterramento.

    Geralmente pegam o pedreiro que já fez a casa da tia, que entende um pouco de eletricidade, e ele vai puxando fio da entrada da casa até a cozinha e “puxando” para as tomadas e interruptores – basta um disjuntor para a casa toda!

    Emfim, ligar qualquer coisa direto na tomada é pedir para comprar outro – é uma boa estratégia se vc tem um ps3, mas usa um tv de tubo!

    agora, a pergunta de 1 milhão: é para buscar patrocínio para o blog? 🙂

  • Oi David,

    Aqui vai a minha resposta de 2 centavos:

    “Quem me dera ter ganho um real toda vez que ouvi uma insinuação dessas!”

    [ ]s

    M.

    • @david @mario idem, idem. e lembre da velha máxima “não existe almoço grátis”. 😉

  • Walter Mercado

    Refizemos a instalação elétrica de casa (aterramento decente e instalação de alguns disjuntores pra separar melhor as coisas) e tomei coragem de comprar fontes decentes para os computadores, resultado?
    Ao invés de queimar uma fonte por ano, já são uns 4 anos sem fonte queimada.

    A economia de dinheiro foi pra dois no-breaks. 🙂

    • @walter acho que o lance dos no-breaks (e eletricidade em geral) é que nem software de segurança para o PC: todo mundo tem e diz que se protege direitinho, mas também navega em site pornô…

  • Realmente eu acho impressionante o cara gastar uma grana numa full HD e não pensar que essa chuvarada pode mandar ela para o espaço. Nós mesmos fazemos “gato” de eletricidade o tempo todo em casa, essa é a verdade – e depois falamos mal de quem faz isso “assumidamente”. Isso que eu não vou nem comentar o velho costume de pendurar quatro aparelhos, no mínimo, em um benjamim. Para o nosso próprio bem (e o do planeta) hoje e no futuro, seria importante que as pessoas se preocupassem mais em manter uma rede elétrica saudável em suas casas. Para mim, nessa questão, o amigo Fábio Saba (ex-Gizmodo) é um exemplo: o cara cabeou e aumentou a bitola da força na casa nova toda antes de mudar. Virou meu exemplo de cara esperto. Mas mesmo que seja impossível fazer um investimento desse, seria bom pelo menos pensar em usar a eletricidade de forma mais inteligente.

  • rogerio

    pqp, sacanagem… os caras trabalhando duro pra dar informações úteis para os leitores da zumolândia e o povo pensando que eles estão atrás de umas moedinhas hahaha

    quanto a pesquisa, no meu apartamento tb não tem terra, por isso comprei um módulo isolador da microsol por R$ 299,00 para ligar minha nova tv-de-plasma-ultra-high-definition-large-version que me custou os olhos da cara. Embora eu não faça a menor ideia se esse negócio funciona :o/ mas pelo menos deixei minha conciência tranquila ;o)

    e esse euipamento não tava na pesquisa, por isso informei que usava filtro de linha.

  • henrique e nagano,

    desculpe a insinuação sobre patrocínio, foi uma brincadeira e peço desculpas se fui entendido errado.

    Sei do trabalho abnegado de blogueiros em busca de informação séria e coerente. Por isso o Zumo está na minha página principal a long time ago!

    abs

    • @david tá perdoado 😉 afinal, se não fosse você o nagano nunca faria o teste do superPI

  • Claudiney

    Olha….

    Que bom que a maioria põe pelo menos um estabilizador entre a tomada e seu equipamento.
    Mas se voces querem proteger MESMO seus equipamentos, usem no-breaks ou isoladores (é um estabizador melhor).

    Pois filtros de linhas apenas filtram ruídos elétricos e estabilizadores baratos (menos de R$100,00) apenas estabilizam a tensão, mas se cair um raio num poste de luz, mesmo que seja em outro quarteirão, vai tudo pro espaço. Se tiver um no-break ou isolador, suas chances são muito maiores de não danificar o equipamento.

  • Paulo

    Henrique,

    seria uma boa se você colocasse as perguntas que foram feitas junto aos resultados.

    Fui procurar o post da pesquisa, pois uma das questões me pareceu dúbia, era algo sobre a instalaćão. Achei o post, mas não as questões.

    • @paulo atualizei o post original com as perguntas. como usei o google docs, ele retirou o formulário ao tirar a pesquisa do ar.

  • Paulo

    Henrique,

    Eu me referia a essa pergunta: “Você sabe se suas tomadas com fio-terra estão efetivamente aterradas?”

    No meu caso particular, eu _sei_ que elas _não_estão_ aterradas.

    A pergunta é “Você sabe…? ” A resposta é “Sim”.

    []s pedantes,

    P.S.: Grato pela pesquisa… deu pra ver que estou um tiquinho acima da média, mas ainda negligencio muita coisa =]

  • Anderson

    Embora tenha total consciência dos problemas, eu uso apenas um filtro de linha, não pq acredito que ele protege, mas sim apenas por conta do número de tomadas que uso. Conforme a característca do pico de tensão, mesmo queimando o fusível, ele pode danificar algum dispositivo. O mesmo vale para os outros dispositivos de proteção.

    O instituto Pro-Teste já avaliou alguns estabilizadores, no-breaks, filtros de linha, etc) e pelo que me lembro, nenhum deles foi aprovado 100%, o que nos obriga a escolher entre qualquer é o “menos pior”.

    Há outras questões envolvidas na escolha de um dispositivo de proteção elétrica. A principal delas é a presença do fio-terra, sem ele, por mais sofisticado que seja o estabilizador ou no-break, ele, no mínimo, terá sua eficiência comprometida.

    E há também a velha história do médico que ligou o monitor cardiaco num estabilizador que, por conta do perfil de onda desse, resultou no funcionamento errátido do monitor cardíaco.

    Teoricamente o emprego do fio terra é obrigatório há anos, mas por conta do “jeitinho brasileiro” de burlar regras, além de outras coisas que ajudam (como fiscalização precária ou total desprezo por normas, ou o velho “funcionou tá bão”) tal condição dificilmente é respeitada.

    Talvez com a uniformização das tomadas, regida pela NBR 14136, tal comportamento comece a mudar.

    Ou seja, a instalação elétrica é extremamente negligenciada no Brasil, e o efeito cascata disso é desastroso…

  • Anderson,

    me corrija se estiver errado, mas o padrão brasileiro de tomadas não vai permitir tanto a bipolar qto tripolar?

    pois só será obrigatório nos equipamentos que exigem fio-terra:

    “A partir de janeiro de 2010 todos os produtos que têm o fio terra (geladeira, ar-condicionado, lavadora de roupas e microondas) só sairão de fábrica com o plugue de três pinos. ‘É comum encontrar nesses equipamentos fios verdes soltos como se fossem fio terra, mas que não têm utilidade. Com o novo plugue, o fio terra vai funcionar adequadamente, garantindo a segurança’, diz Gustavo Kuster, gerente do Inmetro.”

    fonte: Advogado de Defesa do Estadao.

    Então, ainda teremos no mercado a bipolar (e adaptadores), ainda permitindo fugir do aterramento! O isdeal seria obrigar sempre o padrão tripolar.

  • Muito boa a pesquisa. Sou Técnico e atendo diversos clientes. Nos últimos dias acompanhei muitos micros com placa-mãe queimada. Muita gente não dá importância a rede elétrica e aos riscos.

    Sugiro que seja feito um artigo sobre estabilizadores, no-breaks e filtro de linha, aterramento eletrônico.

    Qual realmente funciona? Seria muito interessante!

  • Só um detalhe: Aterramento não existe para proteger os equipamentos, mas sim para proteger os usuários da morte.

    Descargas elétricas atmosféricas vão danificar os seus equipamentos, com ou sem aterramento. A diferença é que a chance de você sobreviver é muito maior se a rede elétrica tiver um aterramento.

    Quanto ao estabilizador, os estabilizadores de baixa qualidade são tão ruins quanto ligar o equipamento direto na rede elétrica.

    Para todos os casos, a única salvação é o no-break True RMS com um bom filtro de linha.

    Att,
    Renato

  • Uma dica para quem mora em casa/apartamento antigo no qual não dá pra fazer aterramento: usem um Transformador de Isolação (em conjunto com um filtro de linha ou estabilizador).
    Mas fiquem atentos na hora de comprar, pois os transformadores de isolação tem limitação na corrente máxima de operação.

  • Lucas Jardim

    Não há nada como uma boa instalação elétrica e um aterramento bem feito! Tudo e inútil se a tensão varia muito, ou o aterramento ta feito errado, com os pólos neutro e negativo invertidos ou a haste de aterramento frouxa ou mal colocada.

    Eu aqui em casa uso o estabilizador mesmo porque não vejo a necessidade de um no-break, já que a tensão aqui não varia muito, mas o aterramento para os aparelhos eletrônicos eu não abro mão!

    Pra quem não pode colocar o aterramento, pode-se colocar também um modulo isolador, (aqueles da microsol que dispensam aterramento) que cumprem o que promete!

    Pra quem não usa nada na tomada eu relato aqui um dia em que a concessionária de energia da minha cidade foi mexer na rede externa e entrou 220 na minha rede 110 e lambeu todos os meus filtros de linha (derreteram). Perdi os filtros mas salvei os equipamentos!

  • lucas

    Pessoal tenho um ps3 + 1 monitor lcd 22 ” + 1 som para saida de audio do video game, ligados em 1 estabilizador. quando estou jogando sempre ouço estalos do estabilizador. Preciso de dicas de no-break ou filtro de linha e qual a melhor marca/modelo.

  • Marco Aurélio

    Acho que, antes de um pensar em nobreak, estabilizador, filtro de linha e coisas do gênero, o mais importante é arrumar a rede elétrica da casa. Eu refiz a da minha ano passado: fio terra, disjuntores para cada cômodo, DPS. Aliás, DPS e DR, anotem isso: o DPS vai salvar seus equipamentos (e é obrigatório faz algum tempo… tem concessionária de energia que não ressarce danos nos equipamentos quando não tem DPS instalado na residência); o DR vai salvar sua vida ou de seus filhos.

  • CCRider

    Pena que gastam tanto dinheiro em estabilizadores, que comprovadamente não protegem em NADA: http://jefferson-ryan.blogspot.com/2007/05/estabilizador-de-computador-no.html

  • Pingback: Zumo Blog: Tecnologia. Opinião. Inteligência. » Zumo: Top 10 posts de 2009()