Números enormes: a disputa das baterias

N

Vida de dono de smartphone significa viver no limite da bateria (pelo menos é o meu caso). Comprar baterias extras – ou “powerbanks”- é algo comum e, pelo menos duas fabricantes oferecem modelos de capacidade razoável para três ou mais recargas em qualquer lugar, longe da tomada, com preço muito interessante: Asus e Xiaomi.

O design das duas fabricantes é muito parecido: peças únicas e sólidas com acabamento em alumínio e detalhes em plástico, recheadas de íons de lítio.

A Xiaomi oferece a sua Mi Power Bank de 10.400 mAh (número proporcional à marca: 3,4 cargas completas no Redmi 2, com bateria interna de 2.200 mAh) e a Asus, sua ZenPower de 10.050 mAh (ou 2 cargas completas no Zenfone 2 de 3.000 mAh).

Preços sugeridos? R$ 99 para o da Xiaomi (em todas as cores que quiser, desde que sejam prata), R$ 98 na da Asus (em prata, rosa, dourado, preto e azul). Ambas vêm com um cabinho microUSB para USB (fácil de perder, por sinal).

Na prática, óbvio, você pode usar qualquer uma com qualquer smartphone (ou tablet) que quiser.

Colocando as duas lado a lado (a da Mi eu ganhei no lançamento da marca no fim de junho – por isso o “Eu fui”, a da Asus, no do Zenfone 2 semana passada), dá pra perceber que, apesar das capacidades muito parecidas, a da Xiaomi é um tanto mais larga – cerca de 1,8 cm e pesada – 35 gramas a mais). 

Medidas oficiais: 90,5 x 59 x 22 mm, 215 gramas na Asus; 90,5 x 77 x 21,6 mm, 250 gramas na Mi.

baterias xiaomi asus - 2

Comparando com uma caneta Bic: baterias xiaomi asus - 3

A parte de conexão/recarga é muito similar entre a ZenPower e o Mi Power Bank: uma entrada microUSB para recarga de bateria, uma saída USB para recarga do smartphone, botão de liga/desliga do indicador de carga. Ambas dizem ter inúmeros modos de proteção do dispositivo para maior segurança (11 na Asus, 9 na Xiaomi).

Aperte o botão, os LEDs se acendem para indicar o nível de carga da bateria (4 luzes: forte / 3 luzes: bom / 2 luzes: médio / 1 luz: ruim / 0 luz: nada). A Xiaomi cita o botão como algo para “reiniciar” o processo.
baterias xiaomi asus - 4

Mas como o diabo está nos detalhes, existem outras diferenças – quase imperceptíveis ao comprador – entre os dois produtos. A da Mi tem os 10,400 mAH (ou 37,44 watts/hora), entrada de 5,0v/2,0A e saída de 5,1V/2,1A. É um grande tijolão aparentemente inviolável:

baterias xiaomi asus - 5

baterias - 1 (1) baterias xiaomi asus - 7

Já a da Asus tem sua capacidade nominal um pouco menor (10,050 mAh), seguindo o padrão “não tem o que fuçar aqui dentro, cai fora cara”. Capacidades: 36 watts/hora, entrada de 5,0v/2,0A e saída de 5,1V/2,4A (o que fornece ao modelo maior velocidade de recarga num smartphone).

baterias xiaomi asus - 8baterias - 1

Em tempo: qual comprar? Soa ridícula minha resposta (ainda mais com preço tão similar): a que você conseguir comprar/encontrar (visto que os concorrentes grandes cobram muito mais caro). Cá entre nós, eu acho a da Asus mais bonita e mais fácil de carregar no bolso (errr).

A Xiaomi vende a sua somente (por enquanto) nos seus estranhos Eventos de Venda semanais  no site direto (a partir de 25/8) – em pacote com o Redmi 2 ou a Mi Power Bank sozinha e a Asus tem pra vender no site/loja online (os estoques oscilam entre indisponível e disponível – vale checar o site à noite).

Vale a tentativa: Asus | Xiaomi

Nosso astuto leitor Leonardo lembrou que a TP-Link também tem um powerbank de 10.400 mAH… com duas portas USB! Seu preço sugerido no varejo é de R$ 150, em média.

Captura de Tela 2015-08-24 às 17.20.38

E nosso amigo Samir “o louco do PowerBank” tem uma da Samsung (Battery Pack de 5.200 mAh) que é do tamanho de um Galaxy S6 Edge (incluindo as bordas curvas e bem mais leve: 143 gramas. Não sei o preço dela no Brasil). Aqui ela junto da Xiaomi e da Asus.

20150824175446 (1) 20150824175446

Em tempo: fique esperto que voar com muitos PowerBanks na mala significa ter que carregar na bagagem de mão (e não despachar junto com sua roupa suja). Lá fora, a FAA (a ANAC dos EUA) já tem suas regras para baterias portáteis de íons de lítio.

Bônus track: algo a mais no modelo da Asus é um bumper opcional (=capinha/camisinha de borracha) que protege a bateria externa de riscos/arranhões. A minha trouxe de Taiwan na Computex (era de um modelo anterior da ZenPower de 6,510 mAh), mas a Asus promete vendê-la por aqui também como acessório (preço sugerido: R$ 14,99, deve aparecer no site nos próximos dias, segundo a Asus Brasil).

Benefícios? Escorrega menos na mão…

baterias xiaomi asus - 9 baterias xiaomi asus - 10

e escorrega menos quando o telefone está em recarga. O contato da traseira do smartphone (genericamente falando) com a superfície de alumínio dá uma sensação esquista, confesso. A capinha de borracha minimiza bastante isso.

baterias - 2 baterias - 3

Sobre o autor

Henrique Martin

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos