ZTOP+ZUMO

Pocket review: Sony Xperia U

Os fabricantes de smartphones Android estão na fase dos três modelos: um topo de linha, um intermediário e um mais básico. O fenômeno ocorre com a LG e seus Optimus L, com a HTC e seus One e com a Sony e sua nova família Xperia NXT: já testei o mais avançado Xperia S e agora é a vez do caçula Xperia U (falta apenas o Xperia P, irmão do meio).

O Xperia U entra na categoria “meu primeiro Android“: traz recursos interessantes e até algumas melhorias em relação ao Xperia S, mas não é uma máquina de alto desempenho. E ele terá (algum dia) atualização para Android 4.0 (a do Xperia S está acontecendo aos poucos, de acordo com a Sony).

E o que é legal no Xperia U? A tela de 3,5 polegadas com boa definição (480 x 854), a barrinha transparente que muda de cor e a câmera (de dia, com luz boa). E diferente do seu irmão maior Xperia S, cabe direitinho na palma da mão e não ocupa muito espaço no bolso.

Nas especificações técnicas, o Xperia U vem com um chipset STE U8500 com processador Cortex A9 de 1 GHz (dual-core) e GPU Mali 400. Na frente, os três botões sensíveis ao toque abaixo da tela e uma curiosa barrinha colorida abaixo da faixa transparente…

O Xperia U é simples no design: apesar de parecido com o Xperia S no formato, não tem portinholas para esconder conectores. No lado direito, o botão disparador da câmera (dispensável), controle de volume e o botão de liga/desliga.

Acima, o conector para fone de ouvido padrão 3,5 mm…

E do lado esquerdo o conector microUSB, bem mais fácil de acessar que o do Xperia S.

Mas a grande diferença no design do Xperia U é a barrinha iluminada que muda de cor conforme o tema usado no aparelho ou o conteúdo da tela (se for uma foto azul, fica azulado, e assim por diante). A barra transparente se ilumina sempre que a tela está ligada e você toca um dos botões acima dela (voltar/home/menu).

E a parte inferior do telefone – essa peça rosa – é destacável. O modelo que a Sony nos enviou veio com a base em preto e a adicional rosa.

Ao remover a base, dá para ver mais de perto alguma coisa da antena do aparelho – todos os novos Xperia têm antena na parte inferior do telefone.

Ao remover a tampa traseira do Xperia U, vemos a bateria removível – e só (!). Nada de cartão de memória para expansão do aparelho (buuu)…

E o SIM card fica na lateral do telefone, perto do conector USB.

Falando em SIM card, o Xperia U usa um de tamanho convencional, mas dentro da caixa veio um adaptador para microSIM (que é usado no Xperia S e na maioria dos novos smartphones topo de linha). Simpático por parte da Sony, e espero que isso venha na caixa do produto final.

Para efeito de comparação de tamanho, o Xperia S e o Xperia U lado a lado:

O Xperia U é tão menor que cabe inteiro e sobra espaço em cima do Xperia S.

A câmera do Xperia U tem resolução de 5 megapixels de qualidade razoável para um smartphone básico, e o resultado é melhor que o do LG Optimus L3, um Android 2.3 ainda mais básico. Grande problema é o botão disparador, que é lento de focar/clicar. Tem um monte de exemplos no nosso Facebook.

Sob testes: 

  • Vellamo Browser (navegador): 885 pontos
  • Quadrant Standard Edition (desempenho geral): 2.145 pontos
  • Antutu Benchmark (desempenho geral): 5364 pontos
  • Nenamark 1 (vídeo): 51,5 quadros por segundo
  • Nenamark 2 (vídeo): 29,4 quadros por segundo

Na prática, o desempenho é muito parecido com o do Samsung Galaxy S II Lite, que concorre com Xperia U na mesma faixa de preço (R$ 900 a R$ 1.000).

Bateria: em um dia de uso intenso (vídeos, 3G, GPS, e-mail, ligações, Twitter, Foursquare, Facebook, Internet, SMS), a bateria levou 7 horas para atingir o nível de 36%. Não é o ideal, mas poderia ser melhor.

Conclusões
O Sony Xperia U é para quem procura seu primeiro Android, mas não quer comprar o telefone mais barato (ou simples da loja). Tem seus bons atrativos: é rápido, tem uma tela com boa resolução, promessa de atualização para Android 4.0 e a câmera não é a pior do mundo, apesar de lenta. Como pontos negativos, a duração da bateria deixa a desejar e falta um slot de expansão para cartões de memória.

Com a base colorida e a barra transparente iluminada, o Xperia U deve ganhar fãs entre o público jovem. O preço sugerido de R$ 899 (desbloqueado) e suas configurações o deixam em pé de disputa com o Galaxy S II Lite e o Huawei Honor, que têm telas maiores e baterias mais eficientes. Com Android 4.0 – quando chegar – o pequeno aparelho poderá se tornar ainda melhor.

Resumo: Sony Xperia U
O que é isso? smartphone básico com sistema operacional Android 2.3.
O que é legal? interface rápida, bom desempenho.
O que é imoral? duração da bateria.
O que mais? Boa câmera, base colorida pode ser trocada.
Avaliação: 6,5 (de 10). Entenda nosso novo sistema de avaliação.
Preço sugerido: R$ 899 (operadoras podem ter ofertas com planos de dados e voz melhores)
Onde encontrar: Sony

Aviso: Pocket Reviews no ZTOP são testes mais curtos e com o que achamos mais interessante em equipamentos eletrônicos recém-lançados. 

 

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin