X850: o primeiro Android da ZTE

X

Chega às lojas em setembro o ZTE X850, primeiro Android 2.1 da fabricante chinesa. O aparelho simplifica recursos de hardware ao extremo – e por isso acreditamos que ele venha a custar muito, muito barato.

Na Europa, o X850 foi lançado recentemente sob o nome Racer. Sua tela é resistiva (com direito a stylus pra tocar a tela) de 2,8 polegadas, com câmera de 3,1 megapixels, rádio FM e o pacote básico de Android: GPS, Wi-Fi, Bluetooth e 3G. Infelizmente, nem ZTE nem Vivo divulgaram o preço do aparelho ainda, que só chega às lojas em setembro.

Uma coisa é certa: com tela resistiva (bem mais barata que uma capacitiva) e com carcaça toda em plástico, o X850 não deve sair caro não – no Reino Unido, sai por 100 libras desbloqueado (mais ou menos uns R$ 280, sem impostos). Aqui, se chegar a R$ 500 (chute meu), é muito  – sem contar, claro, o desconto da operadora. Parece que, mesmo com as tentativas de Samsung (Galaxy 3, 5) e Motorola (FlipOut), o X850 tem tudo pra ser o Android mais barato do mercado brasileiro. Mas isso só saberemos em breve, quando o aparelho for lançado.

A única coisa que me incomodou bastante nesse aparelho foi a baixa resolução da tela (QVGA, 230 x 340), numa primeira impressão:

A ZTE não comentou nada também sobre um possível upgrade para Android 2.2 no X850. Se o preço for realmente baixo, pode ser o primeiro Android de muita gente.

Além do X850, a ZTE também anunciou o X990, um featurephone com teclado QWERTY, câmera de 2 megapixels e sistema proprietário. Seu grande “destaque” é o fato de ter acesso direto ao Windows Live Messenger. Vai sair pelo preço sugerido de R$ 299 no pré-pago, já nas lojas.

Zumo fotografou este post com uma Panasonic Lumix G1

Sobre o autor

Henrique Martin

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos