Windows Phone 7 no Brasil: um update (e a HTC vai voltar! E o Galaxy Tab saiu!)

W

Além da Nokia, o Windows Phone 7 vai chegar ao Brasil pelas mãos da ZTE e (cruzem os dedos) da HTC. Durante o QPartner Forum Brazil 2011, que acontece hoje em São Paulo, os principais fabricantes (exceto Nokia, por razões óbvias) que usam plataforma Qualcomm em seus smartphones mostraram aparelhos e algumas novidades para o segundo semestre. Principais destaques na sequência:

  • Celso Winik, gerente-geral da divisão de mobilidade da Microsoft Brasil, reafirmou o compromisso de Redmond com o mercado brasileiro. Perguntei pra ele dos rumores de lançamento do Windows Phone 7 em 1 de setembro. Não confirmou (claro), mas disse que o lançamento do WP7 Mango será feito em etapas e por regiões, diferente do anúncio original do Windows Phone no ano passado. O prazo de lançamento local está mantido para o final do ano.
  • Winik disse ainda que a plataforma Windows Phone 7 já tem 28 mil apps disponíveis para download. Em maio, eram 17 mil.
  • Outra fabricante que vai lançar Windows Phone 7 no Brasil é a ZTE, como dá para ver na foto que abre este post. A previsão oficial é para o final do ano, com “preços agressivos”, segundo Bernardo Weisz, diretor de vendas da ZTE. A concorrente Huawei deve lançar um Windows Phone 7 em 2012.
  • E a HTC, sumida do mercado local por N problemas (incluindo o fechamento da fábrica da Celestica… que foi comprada pela ZTE, e desencontros entre a matriz da HTC e suas filiais pelo mundo, com foco na América Latina direcionado principalmente para o México), tem um stand no evento: o demonstrador diz que serão mais dois aparelhos com Android (não definidos ainda) até o final do ano, e também um Windows Phone (“não é o HTC HD 7, será um smartphone mais básico“).
  • A Acer está em processo de definição da sua estratégia mobile por aqui. Pelo que entendi, uma empresa chamada MGI International (baseada no Texas) representa os smartphones e tablets da Acer no Brasil. A matriz (que traz notebooks e netbooks para cá) reavalia a posição dos smarts/tablets com Android (e, por que não pensar no Windows Phone 7?) e uma possível fabricação local para reduzir preços. De qualquer modo, a MGI deve lançar alguns modelos Android até o final do ano com a marca Acer no Brasil.
  • Comentário geral ouvido entre fabricantes: tablets Android estão vendendo mal, mal, mal.
  • Em notícias não-relacionadas, mas já que estou falando de tablets, a Vivo anunciou agora de manhã que começa a vender o tablet Samsung Galaxy Tab 10.1 amanhã (13), em sua versão de 16 GB. Preços sugeridos: R$ 1.999 sem plano de dados, R$ 1.399 com plano Internet Brasil de 2 GB. Vem com dois meses grátis de aluguel de filmes na Netmovies. O tablet terá exclusividade da Vivo até o final de agosto.

Sobre o autor

Henrique Martin

Henrique Martin é o fundador do ZTOP+ZUMO e da newsletter de tecnologia Interfaces. Já escreveu na PC World, PC Magazine, O Estado de São Paulo, Folha de S. Paulo e criou o ZTOP+ZUMO em 2007, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC.

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos