Windows Phone 7: apenas no fim do ano

W

Steve Ballmer anunciou hoje em Barcelona uma versão novinha, fresquinha e bonitinha do Windows Phone 7. Um monte de fabricantes já disse que vai apoiar a plataforma, mas aparelho mesmo, só no final do ano. À primeira vista, o Windows Phone 7 é lindo, e está cheio de recursos que, pra variar, não vão funcionar por aqui.

Primeiro, parabéns pra Microsoft: jogou o Windows Mobile 6.5 fora e recomeçou do zero. A interface é bem parecida com a do Zune (na verdade, o smartphone vira um Zune por padrão), com mais recursos e conectividade. Ballmer diz, no comunicado oficial: “Em um mercado entupido cheio de aparelhos que fazem o mesmo e parecem os mesmos, desafiei a equipe a criar um novo tipo de experiência móvel. Windows 7 Phone Series marca um momento de virada em direção aos telefones que refletem de verdade a velocidade da vida das pessoas e sua necessidade de estarem sempre conectadas a outras pessoas e todos os tipos de experiências diretas”.

Tem as firulas de interface: widgets em tempo real, contatos com fotos, integração com Xbox Live e Zune Marketplace (e aí a coisa pega pro dono-de-smartphone-brasileiro, certo?) que só funcionam nesses aparelhos Windows Phone 7-enabled, mais integração real com Office – isso tudo me lembra, pela primeira vez, que a Microsoft está fazendo um sistema operacional para o consumidor final, não para o mercado corporativo, como eram os Windows Phones até então (e eram horríveis, por sinal).

Curiosidade do momento: botão exclusivo de buscas no Bing em todo Windows Phone 7.

Quem vai fazer? Os Windows Phone-amigos de sempre: Dell, Garmin-Asus, HTC, HP, LG, Samsung, Sony Ericsson, Toshiba e Qualcomm. Apoio de operadoras: AT&T, Deutsche Telekom, Orange, Sprint, Telecom Italia, Telefonica, Telstra, T-Mobile EUA, Verizon Wireless e Vodafone.

Tanta recriação tem seu preço, afinal: Só veremos Windows Phones no final do ano, na temporada do Natal. Tem um vídeo bem legal no Channel 9 mostrando o Windows Phone 7 em ação.

Nagano comenta: Muito interessante essa iniciativa da Microsoft de aposentar o Windows CE (que já vai tarde) e criar um SO novo e específico para dispositivos  móveis. O que mais me chamou a atenção nessa interface é o esforço da MS em estabelecer seu próprio padrão visual na sua interface ao invés de copiar o pessoal da empresa com nome de fruta.

De um certo modo isso me lembra a velha rivalidade entre Pepsi e Coca-Cola ou seja, a Pepsi nunca vai passar a perna na Coca copiando seu sabor e estilo, ele deve sim é fazer com que o público prefira sim o sabor e a marca da Pepsi, mas isso se o Guaraná MeeGo não entrar forte na disputa e embolar o meio de campo. :^P

Mais telas do Windows Phone 7:

Sobre o autor

Henrique Martin

Henrique Martin é o fundador do ZTOP+ZUMO e da newsletter de tecnologia Interfaces. Já escreveu na PC World, PC Magazine, O Estado de São Paulo, Folha de S. Paulo e criou o ZTOP+ZUMO em 2007, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC.

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos