Windows 7 tem um mascote: o peixe betta

W

betta_splendens_win7

Uma coisa vinha me incomodando desde que comecei a ver as primeiras telas do Windows 7 por aí: o peixinho do fundo de tela me parecia conhecido demais.

Pesquisei um pouquinho e vi que o bicho é um velho e bom peixe betta (Betta splendens), daqueles que vivem solitários em aquários de vidro e têm fama de brigões – até mesmo com seu reflexo no espelho.

Com isso, mesmo que extra-oficialmente, a Microsoft entra na simpática onda dos “bichinhos” do sistema operacional (desculpe, Longhorn não conta, tá?). Tem o Mac OS X e seus gatinhos, o Ubuntu com sua vida selvagem africana e agora o Windows e os peixinhos. (aaaah)

Complemento tecno-ecológico: o pessoal da Softpedia diz que o peixinho do Windows 7 é uma variante tailandesa do betta, mais bonita que a da vida selvagem. E que ele não estava nas versões prévias do sistema – que até então eram mais parecidas com o Vista. A Microsoft, quem diria, estudou biologia para lançar um software.

Sobre o autor

Henrique Martin

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos