ZTOP+ZUMO 10 anos!

Vertor: BitTorrent com garantia (ou quase isso)

vertor-heroes1Conheça o Vertor, ou “Verified Torrents”. Seria mais um site com listas de torrents disponíveis, se não tivessem a enorme boa vontade de checar cada arquivo por vírus, senhas, proteção contra cópias ou simplesmente se não é um download falso.

Dizem os criadores do site que baixam cada arquivo individualmente nos seus servidores (cinco máquinas dual-core com 8 GB de RAM). Para provar a autenticidade do filme ou série, publicam alguns frames do episódio em questão (como o de Heroes, uma das séries mais baixadas nas redes Bit Torrent, no screenshot acima) ou alguns segundos da música desejada.

Desse modo, só os torrents aprovados vão ao ar. Uma olhada rápida nas estatísticas do Vertor prova que, sim, tem muita porcaria circulando pelos downloads na rede (tem mais arquivos com erro ou bloqueados pelos moderadores do que com vírus propriamente ditos). Curiosamente, ao navegar pelo site eles admitem que estão com problemas com o antivírus e vão trocar seu software.

torrent-ver1

Como a maioria dos outros sites de BitTorrent, o Vertor ainda permite navegar por categorias (anime, músicas, vídeos etc.) e, além de trazer o link do torrent para baixar em um cliente no PC/Mac, oferece um link para baixar via browser com o Bitlet. O pessoal do TorrentFreak lembra que alguns torrents devem demorar mais para aparecer no Vertor, por conta do processo de verificação (vale a dica pros fãs de Lost que adoram baixar os episódios logo depois que vão ao ar nos EUA).

Claro que o mundo do combate à pirataria não deve ter descoberto (ainda) o Vertor – só pra pegar no pé dos caras não pelos downloads, mas provavelmente pela publicação de trechos de músicas ou cenas de filmes e seriados, né? Bem, se  o ThePirateBay continua no ar, não vejo razão para o Vertor sumir.

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin