ZTOP+ZUMO (tech, opinião, inteligência)

Vencedores do Japan Media Arts Festival 2007

japmediaarts_2007.jpg

Um dos concursos que costumo acompanhar todo ano é o Japan Media Arts Festival, uma espécie de Oscar hi-tech que destaca o os melhores trabalhos que utilizam tecnologia no campo da arte, entretenimento e cultura, principalmente no Japão.

Criado em 1997, o evento premia setores até meio desprezados como criadores de “arte”, como entretenimento interativo (games), anime (animação japonesa) e mangá (HQ japonesa). O mais interessante é que, além de consagrar trabalhos de artistas renomados e até de profissionais de software, ele também revela novos talentos e títulos que, outro modo, poderiam até passar despercebidos no meio do turbilhão de opções que sobrecarrega o cenário de cultura pop da Terra do Sol Nascente, principalmente para nós que vivemos do outro lado do planeta.

Sob esse ponto de vista, esse prêmio também funciona como um valioso guia para aqueles interessados em conhecer e até descobrir o que há de melhor na área de artes visuais modernas do Japão e que podem até fazer algum sucesso aqui no ocidente ou mesmo no Brasil. Bons exemplos de vencedores de anos passados estão animes como A Viagem de Chihiro, de Hayao Miyazaki (2001), Millenium Actress, de Satoshi Kon (2001) e Neon Genesis Evangelion (1997), mangás como Yunagi No Machi, Sakura No Kuni, de Fumiyo Kouno (2004), Monster, de Naoki Urasawa (1997) e Vagabond (2000) de Inoue Takehiko, games como Zelda, Ocarina of Time (1998), Pikmin (2001), de Shigeru Miyamoto, e Seaman,(1999), de Yooti Saito e até gadgets como o finado AIBO ERS-110 (1999) da Sony.

Entre os melhores de 2007, destaques para:

Entretenimento:

Anime:

  • Grande Prêmio — Summer days with Coo, de Keiichi Hara /Summer Days & Coo Committee.
  • Prêmio de Excelência — Den-noh Coil, de Mitsuo Iso / Tokuma Shoten.
  • Prêmio de Incentivo — Ushi-nichi, de Hiroko Ichinose.

Mangá:

Informações completas de todos os premiados com resumos, análises, entrevistas e até clipes podem ser encontrados aqui.

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.