ZTOP+ZUMO (tech, opinião, inteligência)

Usando pendrives lentos com ReadyBoost

ReadyBoost é uma tecnologia incorporada ao Windows Vista que permite o uso de pendrives como uma espécie de “cache” para dados frequentemente acessados. A idéia é que é mais rápido fazer acesso aleatório aos dados no pendrive do que no HD, o que acaba acelerando o sistema (que espera menos pela informação que precisa). É como se o pendrive fosse uma espécie de “scratch disk”. Vale notar que isso não é o equivalente a usar o pendrive como RAM, esse não é o propósito do ReadyBoost.

A idéia é boa, mas tem uma pegadinha: só funciona com pendrives com mais de 256 MB e velocidade de acesso superior a um mí­nimo definido pela Microsoft (3.5 MB/s para leitura, 2.5 MB/s para escrita). Isso significa que os pendrives mais baratinhos estão fora da jogada, pois geralmente são lentos demais para isso.

Mas achei um artigo na Windows Vista Magazine (ela também circula no Brasil, procurem nas bancas) que mostra uma modificação que permite o uso de pendrives mais lentos com o ReadyBoost. Envolve uma alteração no registro do Windows (que hack não envolve?), mas nada que me pareça potencialmente perigoso. Qual a utilidade de forçar o uso de um drive lento em uma operação que deveria acelerar o sistema é algo que foge da minha compreensão, mas tem louco pra tudo…