TV 3D: a disputa pode continuar dentro de casa

T

Passado o oba-oba em cima das TVs 3D durante a última CES, os fabricantes  japoneses já começam a divulgar as datas de lançamentos de seus produtos, entre eles a Panasonic, que já anunciou a chegada de uma linha completa de produtos de A/V com surporte para 3D liderada pela nova família de TVs de plasma VT2 de 50 e 54 polegadas.

Pelo que vi nas especificações, são equipamentos muito interessantes, mas temo que eles possam provocar brigas, desentendimentos e até algumas trocas de sopapos entre os moradores da casa e até mesmo entre seus televizinhos.

Segundo a empresa de Osaka, as TVs Viera série VT2 chegam às lojas japonesas no próximo dia 23 de abril os modelos TH-P50VT2 (50″) e TH-P54VT2 (42″), ambos com resolução Full HD e equipados com porta de rede Ethernet (para acesso de conteúdo na web como Picasa e YouTube) e slot para cartões SD/SDHC com suporte para fotos em jpeg e vídeo AVCHD (MPEG4-AVC/H.264), MPEG2 e AVCHD Lite.

O preço sugerido para o modelo de 42″‘ é de 428.000 ienes (~R$ 8.652) e 528.000 ienes (~R$ 10.688) para o modelo de 50″. O primeiro Blu-ray player e sistema de home-theater compatíveis devem chegar também em abril.

Como muitos já sabem, em vez dos óculos com lentes polarizadas, a Panasonic optou por adotar um sistema de óculos cujas lentes possuem uma camada de LCD que funcionam como uma espécie de “cortina” que controla que imagem será mostrada para cada olho. Batizado de TY-EW3D10W, esse acessório mede  17,7 x 4,6 × 17,4 cm (LxAxP) e 63 gramas de peso e funciona com uma bateria de lítio CR2032.

Mas uma coisa que realmente me chamou a atenção nas especificações desse produto é que cada aparelho de TV virá com apenas um óculos 3D incluso (UIA!) e esse acessório avulso deve ser vendido na faixa dos 10.000 ienes (~R$ 202). Se o consumidor marcar bobeira na hora da compra e esquecer de levar uns óculos extras, arrisca-se a arrumar uma briga danada em casa para ver quem vai usar o dito cujo e por quanto tempo.

Para uma TV com preço acima de R$ 10 mil, bem que a Panasonic poderia cobrar um pouco mais e incluir um segundo óculos no pacote. Agora é só esperar para ver se essa política de um óculos por TV vai ser a regra ou exceção nesse novo mercado de 3D.

Sobre o autor

Mário Nagano

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World.
Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

Disclaimer: o ZTOP+ZUMO tem links de afiliados com a Amazon e pode ser
remunerado caso você clique em links neste artigo e compre algo.

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos