ZTOP+ZUMO 10 anos!

Todo mundo ama o gPC

gpc.jpgNo iní­cio desse mês, noticiamos a chegada do primeiro desktop sub-US$ 200 do mercado americano – o Everex TC2502 Green gPC – que, aparentemente, está vendendo que nem pão quente na terra do Tio Sam.

O mais curioso é que, os comentários postados no site do Wal-Mart pelos consumidores sugerem que eles não gostaram só do preço, mas também do seu sistema operacional pré-instalado, o gOS baseado no Linux (vale lembrar que esse gOS vem sendo confundido com “Google OS” e na verdade significa Green OS”).

Dos 57 comentários postados – até a hora da elaboração desse post -, 47 deles deram de quatro a cinco estrelas (pontuação máxima) para o Green gPC e apenas duas pessoas deram apenas uma estrela. Um porque sua máquina não dava boot e outro que alegou que esse desktop não tem desempenho suficiente para rodar Windows XP (o que eu até discordo).

Meu ex-chefe e amigão Duda Salvato costumava dizer que apenas dois tipos de pessoas se dão ao trabalho de mandar um comentário para uma revista ou site de compras (principalmente se não estiverem ganhando nada com isso): aqueles que estão muito felizes ou muito p***s irritados com a matéria/produto, ao ponto de desejarem manifestar isso de algum modo, seja jogando confete ou soltando os cachorros num comentário público. No geral, as pessoas mais ou menos satisfeitas ou insatisfeitas nem se manifestam, teorizava ele.

Se levarmos em consideração que o produto está esgotado na loja on-line do Wal Mart e que o mesmo provavelmente vendeu bem mais do que 57 Green gPCs, podemos concluir que todos os seus compradores estão mais ou menos satisfeitos com seu brinquedo novo.

Isso pode ser um interessante estudo de caso para aqueles que acham que num desktop desempenho é tudo, ou que um PC com Linux serve apenas para instalar Windows pirata.

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.