ThinkPad Tablet: olha, é aquele lá… (tem mais um com Honeycomb)

T

A Lenovo anunciou hoje oficialmente aquele tablet que nós vimos (e furamos meio mundo) algumas semanas atrás. Seu nome oficial é ThinkPad Tablet, ele roda Android “Honeycomb” e tem dois irmãozinhos: o IdeaPad Tablet K1 (também com Android) e o P1 (com Windows 7).

 

As configurações do ThinkPad Tablet incluem processador NVidia Tegra 2 Dual-Core (1 GHz), Android 3.1, tela de 10,1″ (1280 x 800) com Gorilla Glass, até 8 horas de bateria, até 64 GB de armazenamento, opções com Wi-Fi ou Wi-Fi + 3G e portas nativas USB 2.0 e micro USB (que nem o Asus Transformer), slot SD e saída mini-HDMI. Como a gente já tinha dito, ele pode trabalhar com uma caneta stylus sobre a tela sensível ao toque.

O ThinkPad Tablet é a a máquina corporativa – dá pra perceber no design clássico “ThinkPad” dela. Vem com um monte de apps de produtividade instalados (Citrix Receiver, MyScript Notes, Documents To Go, Printer Share, entre outros). Preço sugerido? Com Wi-Fi, US$ 479 para o modelo de 16 GB sem a caneta, ou US$ 509 com ela. O modelo Wi-Fi de 32 GB com a caneta vai sair por US$ 589. Uma capa adicional com o teclado será vendida por US$ 99, a partir de agosto – e depois o preço dos modelos com 3G será anunciado.

Já a versão para consumidor final do tablet se chama IdeaPad Tablet K1: 

Com traseira colorida e design mais arredondado, o tablet vem com um processador NVidia Tegra T20 de 1 GHz (também dual-core), tela de 10,1″ (1280×800), Android 3.1, até 10 horas de bateria, até 1 GB de memória DDR2, até 64 GB de armazenamento, conectividade Wi-Fi, leitor de microSD, porta miniHDMI e câmeras (2 megapixels na frente, 5 megapixels atrás).

A oferta de software no K1 é mais generosa: são “mais de 30 apps” pré-instalados (ponto pra Lenovo), de desenvolvedores como Netflix, Amazon, EA, Rovio, Zinio, Dataviz, entre outros (e, sim, o K1 e ThinkPad Tablet são os primeiros tablets “certificados” para o DRM da Netflix).

O IdeaPad Tablet K1 será vendido pelo preço sugerido (e promocional) de US$ 499 a partir de hoje nos EUA, em uma configuração com 32 GB de armazenamento. E a Lenovo terá uma lojinha (App Shop) para vender seus aplicativos também.

Dois vídeos do K1:

E o P1? Nada muito para se impressionar: máquina com processador Intel de 1,5 GHz, Windows 7, caneta stylus opcional. Nada de preço ainda, sai no final do ano.

 

Sobre o autor

Henrique Martin

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos