ZTOP+ZUMO

Tchau, Symbian Foundation (e o Symbian vai pra Nokia)

E a Symbian Foundation mó-rreu. Depois da Samsung e Sony Ericsson pularem fora do barco da fundação, assim como seu CEO Lee Williams, hoje foi feito o anúncio definitivo: “a Nokia se compromete a transformar a plataforma Symbian disponível sob um modelo alternativo aberto”.

Em resumo, todo o desenvolvimento do Symbian vai passar para as mãos da Nokia (que já expressou seu profundo interesse em que os desenvolvedores usem o Qt para Symbian e MeeGo) e a fundação vai se tornar “responsável por licenciar software e outras propriedades intelectuais, como a marca registrada Symbian”.

Diz a Nokia para não confundirmos “o fim da fundação com o fim da plataforma Symbian. A fundação foi muito importante em direcionar a plataforma em águas cada vez mais desafiadoras, mas a fundação e a plataforma não são a mesma coisa. A Nokia não tem intenção de mudar seus planos anunciados em 21 de outubro para continuar a desenvolver e evoluir o Symbian”. O mais doido desse anúncio é ele ter sido feito durante o SEE 2010 (Symbian Exchange & Exposition), que começou hoje em Amsterdã.

Enquanto o MeeGo não vem (e temo que, quando vier, possa ser tarde demais), espero que os novos “donos” do Symbian na Nokia consigam deixar o sistema um tanto mais fácil e simples de usar. Estou brincando com um N8 há uma semana e, bem, dá pra confirmar o que os reviews lá fora disseram do aparelho: hardware lindo, software nem tanto – em comparação ao seus primos iOS e Android, o Symbianˆ3 tem muito serviço a mostrar ainda. Conclusões a caminho…

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

  • Fabiano 09/11/2010, 08:00

    Isso cheira como se a Nokia já tivesse percebido que o Meego não vai dar conta do recado…

    • rogerio ferreira 09/11/2010, 09:03

      to pensando na mesma coisa… é isso mesmo…

      • Guilherme TW 09/11/2010, 12:31

        Eu usei o Maemo 5 e estou ansioso para conhcer o meego, pois eu gostei demais do Maemo (que é a base do MeeGo), Não sei se o MeeGo será um sucesso comercial, mas vejo-o como um S.O. com muito potêncial, o duro é saber como será a aceitação.

  • mnagano 09/11/2010, 10:44

    Outro ponto de vista — mais do lado da Nokia — seria algo como: Já que todo mundo saltou fora dessa fundação, deixa eu assumir logo esse negócio para garantir o meu.

    Para quem não se lembra o Symbian não foi criado pela Nokia e sim pela Psion cujo excelente sistema operacional EPOC (usado em seus handhelds das Séries 3, 5 e Revo) evoluiu para o Symbian e que foi posteriormente adquirido pela Nokia que transferiu o produto para uma fundação para que outras empresas pudessem apoiar ($$$) o desenvolvimento, além de ajudar a espalhar o mesmo pelo mercado, a exemplo do que ela está fazendo hoje com a Intel com o desenvolvimento do Meego.

    Para mim está claro que o pessoal de Santa Clara se juntou com os Finlandeses para entrar de sola no mercado de handhelds e tablets com seus chips x86 baseados no Atom. E se viajarmos ainda mais na maionese, pode até ser que a Nokia segurou o anúncio do N9 (ainda baseado em ARM) só para que ele nunca saia e seja substituído por um novo hardware com Atom Meego.

    Sob esse ponto de vista, o Symbian se torna uma peça fundamental na sua estratégia de dispor de um SO bom e confiável para equipar suas outras linhas de produtos ainda baseados em ARM (o que não é pouca coisa).

    Curiosamente é que numa dessas pode até sobrar para o N900, já que caso o N9 nunca chegue ao mercado, todo o desenvolvimento do Meego para ARM pode ser transferido para o N900, colocando assim um ponto final no dilema do Maemo 5 (que pode sobreviver como um SO de código aberto) ao mesmo tempo que pode trazer boa base de usuários do N900 para o lado do Meego, baixando os mesmos produtos baseados em Qt.

    (Eu sei, eu sei… preciso parar de misturar pinga no meu café…)

    • Fabiano 09/11/2010, 13:22

      Essas coisas corporativas todas me deixam sempre com tontura…
      Bem, de qualquer forma, a ver. Se o pessoal da Nokia der uma recauchutada boa no Symbian, tudo bem!

    • Zenriq 09/11/2010, 16:50

      "Eu quero acreditar" no Meego… Concordo que o futuro do Meego está diretamente relacionado a entrada da Intel no mercado de smartfones / tablets. De toda forma o tempo está correndo… Penso que a Nokia que já fez três tablets e um smartfone sobre a plataforma ARM/Maemo poderia já ter lançado um produto para concorrer com o iPad. Os N8X0 mesmo com um processadores inferiores eram capazes de multitarefa e flash. Assim pode ser que no final o problema seja a idéia de plataforma aberta. Explico… na Symbian Foundation todo mundo tinha medo de investir e ajudar o concorrente. O Maemo parecia uma autentica comunidade linux com colaboradores entusiasmados mas poucos softwares comerciais. Acho que só mesmo o Google sabe como capitalizar os investimentos em códigos abertos. A Nokia precisa encontrar o caminho das pedras das "App Stores"… talvez o Qt ajude. Uma iniciativa que me surpreendeu pela ousadia foi o do Bada da Samsung. Eles fizeram uma forte ação de captação de desenvolvedores e estou curioso para saber no que resultará.

  • Paulo 09/11/2010, 21:14

    putz to numa dúvidaa de loco se compro o N8 ou não, sera que vale a pena, mesmo com o sistema "desatualizado" ?? tera como "atualizar" depois ???

    • henriquem 09/11/2010, 21:48

      nokia promete atualizações contínuas com novos recursos.

      • Paulo 11/11/2010, 19:58

        até mesmo se o sistema for outro ? Meego, android ??

        grato pela atenção.

    • brower 01/12/2010, 06:48

      Na minha opinião fuja do Symbian. Vá de Android ou até mesmo iOS 😛

      Symbian tá meio morto e afundando cada vez mais. Eu vejo isso por varias empresas lançando aplicativos ótimos apenas para andoid e iOS e esquecendo sempre o Symbian. =(

  • henriquem 11/11/2010, 20:30

    não falaram nada de novos OSs ainda. não deve ir além do Symbian mesmo