Tag2133

A guerra dos nanicos (MMVIII D.C.)

A

Enquanto a empresa de Santa Clara canta de galo (e até karaokê sem música de fundo) no mundo dos PCs, no redescoberto e aparentemente supervalorizado terreno dos computadores pequenos, baratos e de baixo consumo com acesso í  internet, a competição pode não vir de Sunnyvale, muito menos de Cupertino e sim de um pessoal de Taiwan com subsidiária em Austin, no Texas. Estou falando da VIA Technologies que, nas últimas semanas, tem feito uma série de pequenos anúncios muito interessantes que, quando combinados, podem ser o maior concorrente para a plataforma Atom da Intel.

(mais…)

O que vem dentro de um netbook?

O

protótipo de netbook da Fujitsu

A Intel aproveitou a Computex 2008, em Taiwan, para falar um pouco mais da sua plataforma Atom e vender o peixe dos netbooks/nettops que virão por aí­ na onda do Asus eeePC e seus parentes informáticos.

Até onde eu sei, apenas o MSI Wind foi anunciado oficialmente com o Atom, mas a Intel liberou um documento que fala das configurações sugeridas para os futuros notebooks ultraportáteis e ultrabaratos a serem usadas pelos integradores de sistemas.

Um netbook tí­pico, na visão da Intel, usa o processador Atom N270 de 1,6 GHz, chipset Mobile Intel 945GE Express com ICH7M, telas de 7″ a 10″, WLAN 802.11b/g, miniteclado, memória interna rodando a 400 MHz ou 533 MHz com 256 MB a 512 MB de RAM, armazenamento de 2 GB a 4 GB em flash sem disco rí­gido ou drive óptico, tudo isso com Linux ou Windows XP, pelo modesto preço estimado e sugerido (na teoria, ao menos), de US$ 250.

Há ainda a possibilidade de configuração com discos SSD Intel Z-P230 (sim, a Intel é outra na onda do SSD).

Essa é a configuração mí­nima a se esperar, então, nas futuras gerações de Asus eeePCs (espero), Positivo Mobo, HP 2133 e tantos outros notebooks ultraconectados e teoricamente baratos que surgem a cada dia no mercado. Vale lembrar que a Asus Positivo e HP usam chips Via nessa categoria de produto.

Mais fotos de netbooks e dispositivos portáteis de acesso í  internet com Intel Atom depois do clique.

(mais…)

Asus eeePC ganha novos sabores

A

A Asus é meio reticente ao falar muito dos seus novos modelos de eeePC, sem dar muitas configurações básicas (que não devem ser muito diferentes dos eeePC atuais). Mas os novos modelos 901, 1000 e 1000 (H) demonstrados essa semana na Computex revelam algumas novidades interessantes.

As telas continuam a crescer: 8,9″ (já presente no eeePC 900) e 10″, o teclado também – no modelos da série 1000, chegam a 92% do tamanho do teclado de um notebook convencional (como no HP 2133). A webcam de 1,3 megapixel continua lá, e a Asus pretende oferecer um serviço de armazenamento online de 20 GB para os donos do eeePC.

E a tecnologia Super Hybrid Engine ajuda a ajustar a frequência da CPU, brilho do LCD e a voltagem do portátil para economizar mais energia ou aumentar o desempenho do sistema (que continua a rodar Linux ou Windows XP). A Asus estima que a bateria dos novos eeePC podem chegar a 7,8 horas de uso.

A Asus não divulgou os preços dos produtos, nem quando chegam ao mercado. Mas guardou uma cereja do bolo para a Computex: um dos eeePC mostrados lá tem tecnologia 3,5G integrada.

Vejo que os eeePCs começam a chegar onde eu esperava: telas maiores, preço provavelmente econômico, algum poder básico de processamento e bastante conectividade. Estou bem curioso para ver os Intel Atom em ação em breve.

Em tempo: a companhia já vendeu mais de 1 milhão de eeePCs em todo o mundo.

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos