ZTOP+ZUMO (tech, opinião, inteligência)

Números enormes: Tag Heuer Connected Watch

A Tag Heuer lançou seu primeiro smartwatch no mercado brasileiro: o Tag Heuer Connected Watch, que roda uma versão do Android Wear.

Com uma tela circular de 1,5″ (320 x 320) em uma caixa de 46 mm de diâmetro, 1 GB de RAM / 4 GB de armazenamento, processador de 1,6 GHz dual-core (fornecido pela Intel, por sinal) e conectividade Bluetooth/Wi-Fi, o Connected Watch poderia ser seu smartwatch convencional, mas não é.

Primeiro, é um smartwatch produzido por uma marca de luxo. E ele permite – de forma acessível (na medida do possível) – ter acesso ao seu primeiro relógio Tag Heuer.

Como? Você compra o Connected e, em dois anos, pode trocá-lo por um relógio mecânico feito na Suíça. Claro que o preço inicial do Connected no Brasil começa em R$ 8.000 e, ao trocá-lo em dois anos, é preciso pagar pela “transição” de produto – do digital para o analógico.

O Tag Heuer Connected é produzido com acabamento em titânio e tem diversas opções de pulseiras: borracha preta, vermelho, azul, branco, laranja, verde e amarelo, ou pulseira de couro ou de titânio. Funciona com smartphones Android e iOS. Não é um smartwatch para todos, mas o fato de permitir (pra quem pode) trocar por um relógio “de verdade” é uma ideia muito interessante.

[Tag Heuer Connected Watch / Tag Heuer]

th-connected-watch-orange-strap-dial-on th-connected-watch-black-dial-on-2 th-connected-watch-blue-dial-on th-connected-watch-red-dial-on

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

  • Eduardo Papa

    Oh loco! se der certo vou me contentar com apple watch mesmo… senão, vou continuar com meu analogico da technos…