ZTOP+ZUMO

Tablet Dell Venue 7 3000 SD também faz chamadas de voz

Nova versão do Venue 7 3000 vem com processador Intel Atom Z3735G quad-core de 1,83 GHz (uia!) e modem 3G incluso. Modelo com 4G sai de linha.

Da série “se eles podem, por que a gente também não pode?“, a Dell no Brasil anunciou hoje uma nova versão do seu tablet Venue 7 com Android conhecido como Venue 7 3000 SD (modelo 3741):

Se comparado com o Venue 7 3000 “original” (modelo 3740) — anunciado no ano passado e já analisado por este ZTOP — no lugar do processador  Intel Atom Z3460 “Bay Trail“ dual core de 1,6 GHz, este novo modelo “SD” (3741) vem com um SoC ainda mais interessante: o Intel Atom Z3735G, um chip quad-core “Silvermont” com 2 MB de cache e clock máximo de 1,83 GHz ou seja, com dois núcleos de processamento a mais e clock 14,4 % mais veloz, o novo modelo SD deve ter um ganho notável de desempenho se comparado com o seu antecessor.

Dell_venue_7_SD_overview

Porém, notamos que a resolução das câmeras dianteira e traseira também caiu respectivamente de 1 MP e 5 MP do modelo 3740 para 0,3 MP e 2 MP no modelo 3741. A interface Wi-Fi que no 3740 era 802.11 AC volta a ser 802.11 bgn no 3741 e a quantidade de armazenamento interno também passou de 16 GB (3740) para apenas 8 GB (3741), o que é uma tendência do nosso mercado já que, na prática, muitos usuários contornam essa limitação adicionando até mais 64 GB por meio de cartões micro SD/SDXC.

Fora isso, suas características técnicas são praticamente as mesmas: Tela de 7″ com resolução nativa de 1.024 x 600 pontos com interface touch para até cinco toques simultâneos, 1 GB de RAM (Boo!), suporte para sistema Dell Cast (= Miracast), bluetooth 4.0, GPS embutido, sistema de som MaxxAudio da Waves (microfone + alto-falante), bateria interna de íons de lítio de 4.100 mAh e sistema operacional Android 4.4 “KitKat”. Seu gabinete apenas na cor preta mede 10,3 x 19,9 x 1 cm (LxAxP) e pesa apenas 315 gramas.

Apesar disso, a grande atração desse modelo “SD” é o fato do mesmo já vir com modem 3G embutido e capacidade de fazer chamadas de voz, um recurso que, pela nossa experiência, não vai fazer com que os consumidores acampem na porta das revendas da Dell e se estapeiem para levar um desses para casa.

Porém, trata-se de um valor adicional muito bacana para empresas, setores do governo e até de serviços, onde colaboradores que exercem suas atividades fora do escritório — como pesquisadores de campo, peritos de seguros, fiscais de trânsito/zona azul e até taxistas — poderiam tirar muito proveito da possibilidade de manter seus equipamentos conectados com os computadores da empresa via rede 3G para coleta e consulta de dados on-line, e isso sem falar que cada um deles também teria à sua disposição uma linha de voz para uso no trabalho à parte da sua particular.

Vale a pena observar que, ao visitarmos o hoje site da Dell hoje (19/março) notamos que o Venue 7 3000 com suporte para 4G não está mais a venda (uia!). Aí confirmamos com a Dell Brasil que esse modelo de fato está saindo de linha, sendo que os estoques remanescentes ainda podem ser encontrados no varejo.

Mas se de um lado a empresa deixou de ofercer o o modelo 4G cujo preço sugerido era relativamente “salgado” (a partir de R$ 999). O novo modelo SD vem com processador mais parrudo, modem 3G e chamada de voz tem preço inicial bem mais em conta — R$ 799 — R$ 1oo a mais que o modelo 3740 equipado só com Wi-Fi.

Mais informações aqui.

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • dflopes 19/03/2015, 20:10

    hum… apenas 8Gb, mesmo com slot mSD, nāo é legal.
    Muitos aplicativos nāo instalam no cartāo, e com 8Gb apenas, a disponibilidade de espaço ficam prejudicada – igual ao meu Galaxy K Zoom.
    E qual a diferença de preço da memória entre 8 e 16Gb que justifique esse downgrade?

    P.S.: Dell, cadê o Venue 8 Pro? Esquece, já comprei o Asus T100.

    • Mario Nagano 20/03/2015, 07:31

      Bom, meu palpite é que a diferença 8 para 16 GB de preço deva ficar na faixa de ~R$ 100 — mas isso antes do dólar a R$ 3,30 né?

      Eu já conversei com um executivo do mercado sobre essa tendência de pouca memória nos dispositivos móveis e, num primeiro momento, a resposta “oficial” era que eles acreditavam que a tendência era que as pessoas armazenassem cada vez menos arquivos “localmente” mantendo o grosso dos seus dados na nuvem.

      Bons exemplos são os produtos da Apple, do Google e até da Motorola que vinham com uma quantidade fixa de memória (8/16/32 GB) sem opção de expansão via slot micro SD.

      Mas com a excelente qualidade das nossas redes de dados via celular, aparentemente essa idéia não deu muito certo por aqui ao ponto de algumas empresas recuarem e voltarem a oferecer slots micro SD em seus aparelhos.

      Um bom exemplo é o festejado Moto G que, na primeira versão de 2013 (http://goo.gl/jVdU1r) vinha com apenas 8 GB de memória fixa ou 16 GB na versão “di luxo”. Já a segunda versão de 2014 (http://goo.gl/w32pk1) o slot micro SD estava de volta.

      O que já ouvi de outro colega do mercado, é que boa parte dos consumidores finais (entenda-se mais leigos) não enxergam vantagem em investir mais em um aparelho com 16/32 GB se ele pode pagar menos nesse mesmo modelo com apenas 8 GB (ou até 4 GB), expandindo depois o armazenamento por meio de cartões de memória de acordo com sua necessidade e/ou possibilidade.

      Resumindo: Essa mudança da Dell para mim é um bom exemplo do samba do crioulo doido que os gerentes de produtos tem que sapatear toda vez que especificam um produto para o nosso mercado, já que eles precisam encontrar a melhor combinação de recursos x desempenho que resulte numa configuração que o mercado concorde em pagar — e ai do cara se o produto encalhar na prateleira!

      Como disse no post, o Venue 7 topo do ano passado vinha com 16 GB de eMMC (= memória de armazenamento), Wi-Fi 802.11 AC, câmeras de 5 MP/1 MP e opção de modem 4G. Já a nova versão anunciada ontem vem com apenas 8 GB de eMMC, câmeras de 2 MP/0,3 MP, Wi-Fi 802.11 bgn e modem 3G — e nessa brincadeira, eles ainda conseguiram baixar em R$ 100 o custo do modelo topo de linha.

      O que vejo nessa história é que como no caso da memória, aparentemente a maioria dos nossos consumidores ainda não viram vantagem no modem 4G, WiFi AC e na câmera de 5 MP.

      C’est la vie né?

      • Vagner "Ligeiro" Abreu 20/03/2015, 15:42

        Interpretando a mente de um consumidor brasileiro comum:

        4G ainda não pega bem em muitos lugares (hoje fui auxiliar uma pessoa em uma instalação de um “box 4G”, e o mesmo pegava só em 3G).

        WiFi AC nem eu sei o que é só pelo termo (se for o padrão pós-n, não vejo roteadores neste padrão à venda por aí), e câmera de 5 MP, que gera fotos pesasdas que demoram o upload em redes 3G/2G?

        O mercado em um todo deve estar preparado para os produtos. Se um produto tem desempenho acima do que o mercado pode usar, isso empaca. Se pensar um pouco, é como a teoria de ter um carro de alta potência, e a legislação limitar nossa velocidade em no máximo 110 km/h (que acho certo – questão de segurança). Para quê ainda insistir em ofertar produtos acima dos limites disponíveis?

        • Mario Nagano 09/04/2015, 12:13

          Bom, às vezes alguma empresa precisa dar um pé no traseiro do mercado para ver se ele se pelo menos avance um pouco. O problema é que, aparentemente, só aquela empresa com nome de fruta tem conseguido esse feito.

          Se não fosse o iMac original, o que seria da porta USB?

      • Rafael Machado de Souza 25/03/2015, 18:08

        tambem nunca entendi por que vários aparelhos vêm com 512 de RAM. poxa, não estamos mais em 2012…., aí os fabricantes ficam com a reputação ruim (cof samsung, cof sony)

        • Mario Nagano 25/03/2015, 19:12

          É a velha história da economia de escala (http://goo.gl/pbMg7l) somada ao argumento de que se os requisitos mínimos do sistema exige apenas 512KB de RAM pra funcionar, pra que vou colocar mais? Só pra ouvir desaforo de consumidor reclamando que “tá muito caro!”

          E isso sem falar que — com menos memória — o consumidor se enche mais cedo e troca logo de aparelho 9 (= mony! mony! mony!).

          E imaginar que a ASUS já anunciou um Zenfone com 4 GB de RAM…