ZTOP+ZUMO

[SXSW 2015] Um passeio no zoológico de robôs

O povo do SXSW Interactive juntou vários robôs numa sala de reuniões de hotel e chamou isso de “Zoológico de Robôs”. a ideia, excelente, serve para mostrar que nem sempre robô é um brinquedo ou coisa fofinha pra brincar com você.

Sim, brinquedos estavam lá, assim como inúmeros experimentos e projetos realmente úteis – que ajudam a salvar vidas. Meus favoritos na sequência:

02a

DAR-1: um robô-aranha construído com o conceito de “ser mágico”. Não faz muita coisa, mas consegue reconhecer e rastrear – acompanhando com movimentos – o rosto humano.

03 04

Nikko: fusão de drone, macaco (?), câmera e controle mental. Ou, na prática, um drone com câmeras controlado por ondas cerebrais (!). Os criadores garantem que funciona.

05 06 07 08

Matternet One: um dos primeiros que vi com funções práticas – serve para transportar remédios e suprimentos em caso de acidentes/incidentes da natureza.

09 010

XFold Cinema X8/X12: também para envio de suprimentos / materiais / transporte geral.

011 012

Telepresence Robot: um par de rodas, um suporte e um iPad te levam para qualquer lugar sem que você precise sair de casa (aguardo o comentário do Nagano sobre um episódio de The Big Bang Theory aqui).

013 014 015

Nagano comenta: Naah… Quem se importa com essas cópias wannabe, quando você já teve acesso à celebridade real em pessoa na forma robótica:

Auodesk_realidade_aumentada6

Calma pessoal, brincadeirinha… De qualquer modo, tenho que reconhecer que esse sistema de movimento/locomoção auto-equilibrável tipo monoclico é muito interessante.

Ilumiloon: projeto incrível de ajuda/resgate em casos de emergência quando o telefone e a internet param de funcionar. Os balões são distribuídos para a população, que os inflam e indicam por meio de cores (externas) suas necessidades – água, remédio, ajuda médica. Os balões criam uma rede própria e informam as autoridades.

016 017
Bujold: foi um dos primeiros robôs a serem usados em operações de resgate. Sua missão inicial? ajudar a localizar feridos após os atentados de 11 de setembro de 2001 em Nova York.

021 022

McCaffrey: também um robô de ajuda no resgate. Tem câmeras integradas que ajudam a localizar pessoas – e é leve o suficiente para passar por cima de uma vítima sem machucá-la. Ninguém foi ferido na foto abaixo. 023 024 025 026

Ozobot: uma das poucas soluções comerciais já disponíveis, o Ozobot é um robô educacional que ensina crianças a programar desenhando linhas e comandos. Está à venda na Amazon  por US$ 99.

027

028 029

 

E ele dança!

Mupette: drone com uma impressora 3D integrada. Ainda é protótipo, mas pode ajudar a reconstruir áreas ou imprimir peças/partes em qualquer lugar (os eixos X/Y/Z são comandados pelo drone).030 031 032 033 034

BlabDroid: é um experimento social interessantíssimo para verificar a empatia dos humanos com as máquinas. Câmeras, sensores e voz de criança questionadora  ao pressionar os botões. 035 036 037 038Vale ver o documentário deles com as reações das pessoas – e o vídeo foi totalmente “captado e dirigido” pelo robozinho:

 

 ZTOP cobre o SXSW 2015 a convite e patrocínio da Dell.

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

  • Mario Nagano 17/03/2015, 05:57

    Henrique, com relação ao Nikko vc perguntou para os desenvolvedores como são esses comandos mentais?

    Até onde sei não é algo como falar mentalmente “sooobe”, “deeesce”, “dááá uma raaazante naaaquele caaareeeecaaaa eee tiiira uuuma foooto daaaquela coocootaaaa!!!!”

  • dflopes 19/03/2015, 14:17

    Ilumiloon seria muito útil em deslizamentos e encnehentes.
    Vou além, tentar colocar um chip repetidor GSM (femto-cell), pra tentar repetir o sinal GSM que se achar quando o balão estiver nas alturas.