ZTOP+ZUMO

[SXSW 2015] Números enormes: Dell e o streaming em 4K

Como se monta a infraestrutura para transmitir quarenta shows pela internet, ao vivo, em resolução 4K? Fui ver de perto em um dos eventos de abertura do SXSW Music, no dia 17, o que a Dell e seus parceiros prepararam para as festas da revista The FADER em Austin.

Em resumo, é isso aqui (clique para ampliar):

dell sxsw fort fader 2015 - 01

Mas, antes de tudo, é preciso ter um show no palco principal (no caso, Passion Pit):

dell sxsw fort fader 2015 - 03

Que é capturado por câmeras RED Epic e Scarlet equipadas com módulos de transmissão RED 4K e sensores 6K (!).

dell sxsw fort fader 2015 - 02

De lá, via fibra óptica conectada (via adaptador Nipros LS-750 GTS) nas câmeras, o material segue em tempo real para um contêiner (que também serve como área VIP para ver os shows do alto – sem contar em drinks que brilham no escuro).

dell sxsw fort fader 2015 - 04

Dentro do contêiner, uma central de fibra óptica (Nipros LS-850) recebe o sinal e envia para um transmissor de sinal Blackmagic Multiplex e para o switcher Blackmagic ATEM 2ME 4K, controlado por um painel high-tech da Sharp (abaixo)…

dell sxsw fort fader 2015 - 05 dell sxsw fort fader 2015 - 06

E por duas workstations portátil Dell Precision M3800, usadas também para editar vídeos em 4K com Adobe Premiere, assim como inserir vinhetas e publicidade no stream. O áudio vem direto da mesa de som em um canal separado.

dell sxsw fort fader 2015 - 09

A partir do switcher, o sinal em 4K segue para monitores Dell UltraSharp e TVs Sharp via HDMI espalhados pelo local do evento e para uma workstation Dell Precision Tower 7810 (com processadores Intel Xeon), que faz o encoding do vídeo e envia para a internet a 6Mbps para uma rede de distribuição de conteúdo (CDN) e de lá para o site do Fader.com e sua audiência global (transmissões ao vivo vão até amanhã, dia 21). Uma segunda workstation Dell Precision Tower 7810 serve para edições offline.

dell sxsw fort fader 2015 - 07

Lá no evento, falei com Scott Hamilton, um dos estrategistas da área de workstations da Dell, e ele explicou que, apesar de a transmissão principal ser em 4K, o sinal para a CDN sai em quatro formatos distintos (640 x 480, 1280 x 720, 1920 x 1080 e 3840 x 2160) – e o streaming se adapta direto à sua resolução de tela do computador (no meu caso agora, 1280 x 720).

E a latência? “É quase zero, mesmo com os quatro streams simultâneos”, explica. De qualquer modo, o link de 6Mbps é garantido por um backup de 100Mbps.

dell sxsw fort fader 2015 - 10

E o que a Dell tem a ver com o SXSW?

dell lounge sxsw 2015 - 2

Com suas três verticais – Interactive, Film e Music -, a companhia de Round Rock, ao lado de Austin – quer encontrar suas audiências principais: durante o Interactive, falar com empreendedores e startups, no Music, mostrar suas tecnologias para o consumidor final que visita a área criada em parceria com a The Fader/Converse, e, no Film, falar das suas soluções de hardware para produção de filmes.

“É um bom modo que encontramos para falar com o consumidor final de uma forma diferente, demonstrando nossos produtos e soluções no Fort Fader”, comentou Bryan E. Jones, vice-presidente de marketing da Dell para América do Norte.

Pausa para uma explicação técnica:

O SXSW Interactive é muito descentralizado (e eu achava a CES uma zona). Não é um evento de produtos (como a CES e o MWC), mas sim de troca de ideias.

São centenas de palestras por dia em diversas áreas – Centro de Convenções de Austin, hotéis como o Hyatt e o JW Marriott – e inúmeros eventos paralelos criados por marcas que estão (ou não) participando de palestras. E toda noite tem um monte de festas. É impossível acompanhar tudo.

É melhor pensar no ponto de vista de que a vida é feita de escolhas e você vai na que achar mais interessante (acertei nas minhas opções em quase tudo, só errei no último dia quando troquei um painel sobre futuro da saúde por um marqueteiro – pelo menos foi engraçado)

Como o centro histórico de Austin (a “capital mundial da música ao vivo”) é lotado de bares e restaurantes, fica fácil para marcas montarem seu acampamento temporário em um deles e encontrar parceiros, clientes, curiosos e participantes do SXSW.

Exemplos: na sexta (13) quando cheguei a Austin, a 3M tinha uma tenda enorme montada num terreno na frente do Centro de Convenções. Três dias depois, a tenda sumiu e, na terça-feira (17), já tinha um palco de outra marca para o SXSW Music.

Ou a Samsung, que fechou um restaurante ao lado da Casa Brasil: no térreo, demonstrações de produtos, sala pra blogueiros e um monte de brindes (camisetas e sacolas, no geral). No andar de cima, um espaço para shows. Fora marcas desconhecidas que fazem guerrilha na rua e te dão camisetas, sacolas, bobagens em geral.

dell lounge sxsw 2015 - 4

A Dell também tem seu espaço – fora do Centro de Convenções (e ao lado da incrível Spotify House). Enquanto montavam a estrutura de palco e barraquinhas de comida e parceiros (Converse, DJI, Vitamin Water etc) do Fort Fader (onde foi o show que eu fui), visitei no dia 15 um lounge cheio de produtos e soluções Dell que servia de palco para conversas sobre empreendedorismo, incluindo uma competição de startups (abaixo) e e-health.

dell lounge sxsw 2015 - 3

Além disso, a Dell participou de palestras oficiais do SXSW em temas como uso de tecnologias para produção de filmes e pela maior participação de mulheres no empreendedorismo. No lounge, produtos como o incrível novo XPS 13, tablets para usuário final e corporativo e soluções de ecologia e sustentabilidade.

dell lounge sxsw 2015 - 1

ZTOP participou do SXSW Interactive 2015 a convite da Dell. 

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

  • Juan Lourenço 20/03/2015, 11:34

    A gente acha que é tudo bonitinho, aí vai ver os bastidores e tem coisas empilhadas, fios pra todo lado haha. Mas, incrivelmente tudo funciona (não digo pela bagunça, mas pela transmissão em 4k)

    • Henrique Martin 20/03/2015, 11:41

      Sempre funciona. E tô esperando pra ver se a Dell (o tal do Scott) vai me dizer os dados pós-evento!

    • Vagner "Ligeiro" Abreu 20/03/2015, 15:35

      “Para um criativo, toda bagunça é organizada 🙂 “

    • dflopes 23/03/2015, 08:23

      Coisa da engenharia, se funcionou, não precisa ficar bonito…
      😛

  • dflopes 23/03/2015, 08:39

    Post interessante.
    Apresentou o patrocinador mostrando qualidades, não apenas com descrições.
    Será que vão disponibilizar pra download aqui, pqnpq streaming não rola.