Steve Jobs (1955 – 2011)

S

Obrigado, Jobs.

Pela estética, reinvenção da forma e do produto, pela renovação, pela vida inspiradora, pela mudança como ouvimos músicas e consumimos mídia, pela liderança incrível, pelas histórias malucas de supercontrole/superproteção/pessoas com medo de andar de elevador, pelos grandes passos que o mundo deu por tua causa, pela Pixar, pela dor de cabeça que você deu aos concorrentes e forçou a inovação acontecer, sempre e sempre.

Fico muito feliz de ter te visto de perto, mesmo debilitado, uma vez na vida. Nos vemos na “iCloud” 🙂

Valeu mesmo.

Nagano comenta: Nas minhas conversas com meus colegas eu sempre disse que as pessoas — e porque não dizer o mundo — ainda não reconheceram a real importância de Steve Jobs por que ele está vivo. E a partir de agora ele sai da vida para se tornar um mito ao lado de seus heróis como Einstein, Shakespeare ou Gandhi. 

Para mim, a única coisa estranha nessa história é que esse triste anúncio ocorreu um dia após o lançamento do iPhone 4s, mas acho que não é hora de tocar nesse assunto.

No mais para homenagear esse grande figura, segue abaixo o melhor insight que já vi de Steve Jobs feito por ele mesmo:

Stay hungry… Stay foolish…

Sobre o autor

Henrique Martin

Henrique Martin é o fundador do ZTOP+ZUMO e da newsletter de tecnologia Interfaces. Já escreveu na PC World, PC Magazine, O Estado de São Paulo, Folha de S. Paulo e criou o ZTOP+ZUMO em 2007, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC.

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos