ZTOP+ZUMO (tech, opinião, inteligência)

Sony: novas Bravia e o sintonizador de TV digital

Sony Bravia S - Red

A Sony mostrou hoje suas novas TVs da linha Bravia. No total são 27 modelos (em contraste com os sete lançados no ano passado), divididos entre as linhas XBR (a maior, Full HD com uma tela de 70 polegadas), W (40, 46 e 52 polegadas, também Full HD), S (WXGA, 1333×768 pixels com telas de 26, 32, 40 ou 46 polegadas) e M (37 polegadas, WXGA). Além disso, a Sony também mostrou, pela primeira vez (pelo menos oficialmente) seu decodificador de TV digital, exclusivo para seus televisores, e com preço!


Em comum, os aparelhos compartilham recursos como o Bravia Theatre Sync, que permite comandar via HDMI, com um único controle remoto, o Home Theater e a TV, som surround S-Force, o Bravia Engine, sistema que ajusta automaticamente a imagem para a melhor qualidade possí­vel, sensores de luz ambiente para ajuste automático do brilho, painéis de 10 Bits que exibem melhor as nuances de cor em cenas com gradação suave (exceto no modelos de 26 e 32 polegadas da série S e na série M), 24p True Cinema, para movimentação mais suave das imagens em filmes e mais.

A lista de recursos das novas Bravia é extensaO modelo da série XBR, o topo da linha, tem tela com taxa de contraste de 16.000:1 e o recurso MotionFlow, que atualiza a imagem a 120 Hz para melhoria das cenas em movimento. Já a série S é para quem não aguenta mais TVs pretas e quer um pouco mais de cor na sala: os modelos estão disponí­veis em preto, branco, prata, azul, rosa e vermelho. Os preços começam em R$ 3.299 (série S, 26 polegadas), e um modelo de 52 polegadas da série W sai por R$ 12.999.

A Sony também mostrou seu receptor (e não conversor, eles fazem questão deste ponto) de TV digital, o “Receptor HDTV Bravia“. Ele é exclusivo para as TVs da linha Bravia, tem saí­da HDMI e pode ser montado atrás da TV ou ao lado, como uma set-top-box comum. O controle remoto da TV também controla o receptor (via Bravia Theatre Sync). O receptor chega ao mercado em dezembro, com preço sugerido de R$ 999. Se você tem uma Bravia, tem condições de pagar.

A diferença entre conversor e receptor, segundo a Sony, é que o primeiro recebe o sinal de TV digital da antena, decodifica, reduz a resolução para SD (720×480 no máximo) e o converte para analógico, antes de mandar para aquela sua velha TV de tubo. Já o receptor apenas decodifica a transmissão e manda um sinal digital, na resolução nativa, para a TV, o que faz a diferença na qualidade de imagem. Curiosamente Marcus Trugilho, gerente de comunicação e propaganda da Sony no Brasil, afirma que a empresa ainda não tem planos para lançar uma TV com o receptor de sinal digital embutido.

Segundo Masakazu Sonoda, presidente das operações de TV da Sony nas Américas, as TVs de LCD superarão as de CRT no mercado mundial em 2008, ano em que a empresa espera vender 10 milhões de TVs Bravia. Já William Lima, gerente de produto para os televisores Sony no Brasil, afirma que o mercado nacional de LCDs cresceu 400% entre 2005 e 2006, e 200% entre 2006 e 2007. Com os novos aparelhos, a Sony espera abocanhar 30% do mercado nacional (em valor) até o final de 2008.