Sony Mobile, um encerramento em 2019

S

Nas duas últimas semanas, venho questionando a Sony Mobile sobre o estado da sua operação no Brasil.

As respostas oficiais não vieram, mas tenho muitas perguntas.

Update 18h48: A situação da Sony Mobile no México é bem parecida (e no Sudeste Asiático também).

Atualizado em 3/4, 11h: a empresa acabou mesmo, tive duas confirmações.

Atualizado em 26/4, 13h30: a Sony, em seus resultados financeiros, finalmente confirma a saída do mercado das Américas do Sul e Central e do Oriente Médio.

20/03: Alguém comentou em uma coletiva que a Sony estava apenas dando suporte a telefones em seu site oficial, sem mostrar nenhum produto novo – achei suspeito e fui atrás.

22/03: entrei no chat de suporte da Sony (na página da empresa-mãe) e fiz algumas perguntas, com respostas bastante evasivas – o site da área de smartphones estaria “em manutenção”:

Fui verificar na loja online da Sony e vi que só tem um modelo de smartphone à venda (XZ2 Compact, da linha de 2018) – os demais itens são acessórios como capas e baterias externas:

E no principal site da Sony, o link de Celulares / Acessórios – Smartphones Xperia também leva à página de suporte.

Ainda nesse dia, também mandei um e-mail para a agência de comunicação da Sony Mobile com cópia para um contato meu no marketing da empresa no Brasil.

Esse e-mail não teve resposta.

Mas uma terceira pessoa da agência me respondeu no mesmo dia, pedindo um prazo de resposta. Dei para a semana seguinte (26/03), mas não recebi nada nesse dia ou nos próximos. Estava ocupado e acabei deixando de lado.

01/4: Cobrei hoje uma nova resposta.

Tive o seguinte retorno:

Na prática, isso quer dizer que a agência de comunicação (InPress Porter Novelli, que atendia a conta desde… sempre? Não tenho lembrança de outra agência) não está mais com a Sony Mobile a partir de hoje, 1o de abril.

O contato indicado pela InPress é de um vice-presidente de marketing para América do Norte da Sony Mobile. Fiz uma dupla checagem com a assessoria de imprensa da Sony Brasil (a parte de eletrônicos) e eles me redirecionaram para o mesmo executivo em San Francisco, nos Estados Unidos. Mandei mensagem para ele, mas ainda sem resposta.

Mas a trama se complica. Lembra do meu contato no marketing da Sony Brasil? Encaminhei o e-mail enviado em inglês para o executivo nos EUA para ela e… resposta automática.

Em resumo, todos os assuntos relacionados a marketing e vendas devem ser tratados com outra pessoa. Se ela era a diretora de marketing, e marketing não é mais com ela… (update: 18h10: acabou de atualizar o perfil do LinkedIn dizendo que ficou na empresa até março de 2019).

Uma busca rápida mostra que o contato indicado, apesar de ter nome e sobrenome de algum país do leste europeu, é o controlador geral (=financeiro) da Sony Mobile no Brasil. Minha experiência corporativa diz que, quando o financeiro assume o poder, é pra fechar as portas mesmo.

Questionei uma fonte de mercado e ela disse que, recentemente, todos os produtos da Sony Mobile eram importados ao Brasil e que todos seus conhecidos não estão mais trabalhando na companhia.

Pessoalmente, acho muito triste ver uma marca – ou ainda que parte dela – dar tantos sinais de que está deixando o mercado brasileiro (ou como tudo indica, o mercado latino-americano inteiro). Caso o executivo nos EUA – ou alguém em nome da Sony Mobile – mande alguma informação, atualizo este post.

Se isso tudo for verdade (e tudo indica que sim), a Sony Mobile parece ter sido vítima do pacote “aparelhos caros com menos recursos que a concorrência + disputa sangrenta por lucros com Android no mundo”. Uma pena, porém uma triste realidade.

Atualização 3 de abril

Chequei com duas fontes independentes que dizem o seguinte:

  • O processo de encerramento da Sony Mobile no Brasil vinha sendo realizado aos poucos nos últimos dois anos. Restavam alguns contratos com operadoras a serem cumpridos, agora encerrados.
  • Apesar do fim da Sony Mobile no Brasil, a Sony-mãe – por ser uma empresa grande e que continua por aqui – assume o suporte técnico/garantia aos consumidores.

Sobre o autor

Henrique Martin

Henrique Martin é o fundador do ZTOP+ZUMO e da newsletter de tecnologia Interfaces. Já escreveu na PC World, PC Magazine, O Estado de São Paulo, Folha de S. Paulo e criou o ZTOP+ZUMO em 2007, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC.

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos