ZTOP+ZUMO

Seagate mostra sua nova cara (e produtos, é claro!)

Tradicional fabricante de HDs se redefine como empresa que cria espaços para preservar a chamada “experiência humana”.

Durante um evento de canais promovido ontem (11/março) pela Seagate no Brasil, a empresa reuniu alguns jornalistas para apresentar a nova estratégia da empresa e alguns novos produtos que chegam ao nosso mercado neste ano.

Segundo Daphne Chicarino gerente de produtos da Seagate no Brasil, sua empresa aproveitou a CES 2015 para revelar a sua nova logomarca que procura se desvincular da imagem de fabricante de componentes de hardware, adotando uma nova estratégia batizada de “Living” que mostra os dados como algo energético que dá vida às criações humanas, sua cultura e avanços — ou mais resumidamente — a experiência humana.

Seagate_2015_new_logo2

Baseado nisso, a Seagate está redefinindo seus relacionamentos com as empresas, parceiros e consumidores, oferecendo uma grande variedade de componentes e soluções completas que dão para os usuários total flexibilidade no gerenciamento e acesso à todo o seu conteúdo digital.

Entre os lançamentos deste ano para o segmento de varejo/consumidor final, destaque para o Seagate Seven, um disco externo com porta USB 3.0 de 500 GB com apenas 7 mm de espessura…

Seagate_2015_seven_1a

…o que é algo notável se levarmos em consideração, que no seu interior, existe um disco rígido de apenas 5 mm!

Seagate_2015_seven_3

Criado em comemoração aos 35 anos da empresa, o visual do Seven foi inspirado no desenho industrial dos tradicionais HDs de desktop criando assim uma associação com a história da empresa.

Seagate_2015_seven_2

Seu gabinete é feito em aço estampado o passa uma impressão bastante rústica e utilitária. Mas além do fator estético, esse material proporciona uma excelente rigidez estrutural permitindo assim a criação de um produto tão fino. Ele já está disponível no Brasil pelo preço sugerido de R$ 649.

Seagate_2015_seven_4

Já o Seagate Wireless é a evolução do modelo homônimo de 2013 (já analisado por este Ztop), mas que adota um novo desenho de gabinete e mais opções de cores.

Seagate_2015_wireless_1

Para quem nunca foi apresentado, ele é um disco rígido de 500 GB equipado com uma interface 802.11 bgn que faz transferência de arquivos e/ou streaming  de conteúdo por Wi-Fi para outros dispositivos móveis, como tablets e smartphones, funcionando assim como um “disco remoto” — o que é um recurso particularmente interessantes para aqueles aparelhos que não possuem capacidade de expandir a sua memória interna.

Seagate_2015_wireless_1a

O interessante desse produto é que ele também pode funcionar como um mini-roteador já que ele pode se conectar com a internet via Wi-Fi e compartilhar esse acesso com até três dispositivos móveis ao mesmo tempo que dá acesso ao seu conteúdo armazenado no seu disco interno.

Fora isso, ele também conta com uma bateria interna com autonomia estimada de 9~10 horas de uso contínuo e seu preço sugerido no Brasil é de R$ 849.

Já o Seagate Personal Cloud vem para substituir o Seagate Central (também analisado por este Ztop) , que é uma solução completa de backup, armazenamento e compartilhamento de conteúdo digital ligado na rede local, especificamente voltado para o uso doméstico e até mesmo pequenos escritórios — desde que suas necessidades se limitem ao essencial.

Seagate_2015_Personal_Cloud

A grande novidade desse novo modelo é sua maior facilidade de transmitir e compartilhar o seu conteúdo em smarphones, tablets, setup-boxes, PCs e até Smart TVs com SmartHub. Fora isso ele também é compatível com a tecnologia DLNA e pode se comunicar com consoles de games como Playstation 3/4 da Sony ou o XBox 360 da Microsoft.

Seagate_2015_Personal_Cloud2

E como o próprio nome sugere, esse sistema também pode compartilhar seu conteúdo remotamente pela Internet por meio de um serviço de autenticação da Seagate. Isso também permite que o mesmo transfira informações de e para outros serviços de armazenamento na nuvem como DropBox, Amazon S3, Google Drive, HiDrive, etc.

A empresa também possui uma versão desse dispositivo equipado com dois discos, o que permite armazenar dados em discos formatados em RAID.

Por enquanto, a única versão comercializada por aqui é a de 3 TB com preço sugerido de R$ 1.299.

Mais informações no site da empresa.

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • Lucas Lira Oliveira 13/03/2015, 09:05

    E como sempre: Caríssimos…

    • Mario Nagano 13/03/2015, 20:29

      Com o dólar comercial acima de R$ 3,20 a gente ainda não viu nada…

      • Lucas Lira Oliveira 14/03/2015, 01:21

        o que já era caro piora mais um pouquinho…

  • dflopes 15/03/2015, 17:32

    com esse dolar, tá difícil gostar de tecnologia no Brasil.