ZTOP+ZUMO 10 anos!

Samsung encolhe o LED no futuro das TVs

[CES 2018] Na prévia da CES 2018, a Samsung mostrou ontem (7) em Las Vegas o conceito de uma nova tecnologia a ser utilizada em TVs modulares. Tudo ainda muito sigiloso, porém muito interessante.

O conceito se chama The Wall, e é a TV mais imersiva (sem usar óculos especiais!) que já vi de perto nesses anos todos cobrindo o mercado de eletrônicos de consumo. É um modelo de 146 polegadas (!) que usa a nova tecnologia chamada pela Samsung de MicroLED, com diodos emissores de luz (LEDs) em escala micrométrica(µm) que servem como sua própria fonte de iluminação – trabalhando de forma muito parecida que um OLED.

A Samsung falou durante o evento de prévia da CES (hoje, 8, ainda tem uma coletiva de imprensa para apresentar os produtos propriamente ditos) sobre os potenciais do MicroLED – como maior durabilidade, eficiência luminosa e, na prática, tornando filtros de cor desnecessários, assim como um backlight na tela, gerando imagens com contraste enorme e demonstrando a cor preta de forma realmente muito escura (o eterno nirvana dos fabricantes de tela).

Mas o mais interessante é a Samsung citar que o MicroLED pode ser usado em telas modulares. Pelo que entendi, para “montar” uma tela como a The Wall e suas 146 polegadas será possível “colar” módulos de telas distintos – tornando a instalação de uma TV gigantesca muito mais simples, por exemplo (me lembrou um pouco do que a Sony mostrou na CES do ano passado num formato e tecnologia diferentes). Entretanto, a Samsung disse que os produtos com MicroLED serão anunciados mesmo só em março e começam a ser vendidos até o meio do ano.

Para dar uma ideia do tamanho do LED em comparação com o MicroLED. Aqui, um painel LED… …visto no microscópio:

E aqui um painel MicroLED…

E seu resultado extremamente maior no microscópio:

8K é o futuro?

Demais temas mostrados na prévia da Samsung para TVs em 2018 incluíram a chegada da assistente virtual Bixby aos televisores da marca (o que faz muito mais sentido, já que os modelos topo de linha, como os QLED de 2017, têm recursos de reconhecimento de comandos por voz). 

E uma atualização das linhas de QLED para novos modelos com resolução 8K com uso de inteligência artificial para fazer upscale de qualquer imagem, em qualquer formato, para qualidade 8K (uma demonstração que não podia ser mostrada comparava imagens de altíssima definição em uma QLED 8K com uma TV OLED do concorrente e deu para perceber algo muito interessante e que perturba no uso diário de uma TV: o protótipo da Samsung tem uma redução de reflexos considerável quando a tela está escura). 

E tinha até uma explicação de como AI funciona para melhorar uma imagem em baixa resolução: aumentar os detalhes, reduzir o ruído e restaurar as bordas para ter um resultado razoável.

Hoje à tarde (14h em Vegas, 20h no Brasil) tem a coletiva de imprensa para anunciar novas TVs e, quem sabe, dar mais detalhes sobre o MicroLED. A conferir.

Bônus track: Um dos modos de imagem do The Wall é chamado de “Arte”. É indescritível a perfeição das imagens abaixo quando as vi de perto – e isso é uma foto tirada da TV.

Disclaimer: Henrique viajou a Las Vegas a convite da Samsung. Opiniões e fotos são nossas, assim como escrever textos com seis horas de fuso horário e torcer para não ter cometido nenhum erro de digitação no caminho. 

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin