ZTOP+ZUMO

Samsung Ativ 9 Lite: o estranho caso do processador sem marca

Conheça o Samsung Ativ 9 Lite. Tem cara de ultrabook (1,7 cm de espessura), peso de ultrabook (1,58 kg), mas não é um ultrabook nem é definido pela fabricante como tal.

Roda Windows 8, mas a Samsung não informa quem é o fabricante do processador x86: a máquina tem apenas um selo genérico “quad-core x4” na sua parte exterior.

Mistério? Nem tanto.

A máquina foi apresentada ontem à noite no anúncio oficial do Galaxy Note 3/10.1/Gear. E é essa coisa realmente fina e leve aqui:

samsung ativ 9 lite - 2

As especificações técnicas oficiais também não ajudam (afinal, se é um x86, tem que ser feito pela AMD ou Intel, certo?). Perguntei pro demonstrador qual era e a resposta foi: “é um quad-core exclusivo da Samsung”.

Ahn? Como assim? A Samsung faz chip ARM para celulares (alô Exynos!), mas a entrada da coreana no mercado de chips x86 seria uma novidade, certo? Curioso que durante a apresentação do produto, os representantes da Samsung também falaram em “chip quad-core”, sem citar fabricante.

samsung ativ 9 lite - 3

Uma visita ao painel de controle da máquina revela, porém, a verdade. O demonstrador ficou sem graça quando abri a tela – nem ele sabia que era um AMD.

O site da Samsung em Hong Kong nos diz que o processador a APU é um AMD A6-1450 quad-core de até 1,4 GHz (leia-se unidade de processamento avançada de última geração, codinome “Temash“) com placa de vídeo integrada Radeon HD 8250.

samsung ativ 9 lite - 4

O esquisito nisso tudo é que a maioria dos fabricantes de computadores faz questão de dizer se sua máquina é Intel ou AMD – ainda mais porque esses dois gigantes (junto com a Microsoft) costumam oferecer gordas verbas de marketing cooperadas para seus parceiros. Não é o caso aqui (ainda mais porque a mesma Samsung fala em Hong Kong que é um AMD).

(Atualização 13h15) a AMD comenta o seguinte (via agência de RP):

“O Samsung Book 9 Lite usa um processador AMD quad core otimizado para a Samsung”

Roberto Soboll, diretor de produtos mobile da Samsung Brasil, me disse depois da apresentação que o processador quad-core é um produto exclusivo da AMD para a Samsung (algo que a equipe de comunicação da Samsung já havia me dito antes do evento, em uma bizarra conversa por email, e talvez aí exista um acordo de pouca divulgação da marca do parceiro).

Na prática, isso pode significar que só a Samsung terá máquinas com APU A6 no Brasil por algum período de tempo (e aí temos que checar com a AMD). Ou é um discurso maluco (uma olhada no NotebookCheck mostra que Samsung e Acer usam variantes dessa APU; uma lista de reviews diz que a máquina “está na média”).

Também falamos sobre o futuro dos notebooks Samsung: Soboll comentou que as máquinas mais baratas da marca, de entrada, devem aos poucos serem substituídas pelo tablet (uma escolha óbvia do consumidor e, já que a Samsung tem telas de smartphones e tablets para todos os tamanhos e bolsos).

E em um futuro não muito distante podem vir a existir apenas notebooks premium da Samsung no mercado (o que poderia confirmar, em partes, o rumor de corte de encomendas de peças na Ásia), assim como Chromebooks. Vale lembrar, na visão deste ZTOP (e de muita gente no mercado) que o conceito de premium no Brasil não é o produto, é a faixa de preço – e passou dos R$ 2.000, é premium.

Chromebooks? “Sim, mas não temos infra-estrutrura de rede no Brasil ainda para isso”, disse. Eu não me assustaria se a Samsung (ou a HP ou a Acer) lançasse um Chromebook por aqui só para testar mercado com um preço subsidiado, independente da internet ruim que as operadoras nos oferecem.

Voltando ao Ativ 9 Lite, seu preço sugerido é de R$ 2.799 (opções em branco ou preto, sem tela touch, modelo 905S3G) ou R$ 3.099 (em branco, com tela touch, modelo 915S3G).

Vale lembrar que seu irmão não-lite, o Ativ 9, vem com Intel Core i5 “Ivy Bridge” (terceira geração) e tela Full HD, foi anunciado no meio do ano e é vendido pelo preço sugerido de R$ 3.999.

O modelo com touch vai brigar nas lojas com o recém-anunciado Asus VivoBook S451LA, modelo com Intel Core i5 “Haswell” (quarta geração), 6 GB de RAM, 750 GB de HD e drive de DVD, que tem o valor sugerido inicial de R$ 2.999 – e a Asus gosta de afirmar que é líder no mercado de notebooks Windows 8 com tela touch no Brasil.

Mais fotos do Samsung Ativ 9 Lite e sua tela contorcionista:

samsung ativ 9 lite - 5

samsung ativ 9 lite - 6

samsung ativ 9 lite - 7

samsung ativ 9 lite - 8

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin