Robôs japoneses pisarão na lua em 2015

R

Com a conclusão da missão Hayabusa a próxima grande missão da agência espacial japonesa (JAXA) deverá ser a de colocar robôs exploradores na superfície da lua daqui a quatro anos

Batizada de Selene 2 essa missão faz parte de um projeto de maior envergadura que teve início em 2007 com o envio da nave Kaguya H-IIA F13 que orbitou a lua por quase dois anos transmitindo informações sobre nosso satélite natural.

Em 2010 a JAXA anunciou a segunda parte desse projeto que seria a de enviar uma nova missão (Selene-X), só que desta vez para aterrissar na superfície lunar e liberar um grupo de robôs que irão realizar o levantamento mais detalhado já feito na superfície do planeta.

Numa segunda fase, os robôs irão construir uma base de pesquisas o pólo sul da lua ao mesmo tempo que irão explorar a superfície do planeta coletando dados geofísicos. A última fase desse projeto seria de enviar uma missão tripulada para Lua em meados de 2020.

Assim como foi o projeto Apollo para os americanos, o programa Selene é uma maneira de incentivar a pesquisa e desenvolvimento de tecnologias avançadas que com o tempo, poderão ser aplicadas na indústria e no mercado de consumo além de ser, evidentemente um pouco do orgulho nacional. Interessante notar que o Japão de um certo modo não está sozinho nessa festa e conta com a concorrência de seu vizinho — a China — que também toca um programa de exploração lunar muito parecido (o chamado CLEP) o que me faz   ou seja, uma nova corrida espacial como nos tempos da guerra fria, com direito a embate entre uma potência capitalista x comunista pra ver quem chega primeiro aonde.

Na primeira partida a japonesada conseguiu lançar a Selene/Kaguya em julho de 2007 antes dos chineses conseguirem enviar a sonda Chang’ e 1 (24/out) que mapeou a superfície da lua em 3D. O próximo passo do CLEP é de enviar uma missão robótica para a superfície lunar já em 2012 e uma missão tripulada na próxima década.

Momento cultural Ztop:

Selene na mitologia grega é o nome de uma divindade lunar. Kaguya vem de Kaguya Hime nome de uma princesa da Lua e personagem de um conto folclórico japonês (Taketori Monogatari) e Chang’e também é o nome de uma deusa chinesa da lua.

Curiosamente a Coréia do Norte também diz ter colocado seu próprio satélite (batizado Kwangmyŏngsŏng) em órbita com a ajuda de um míssil balístico já em 1998 e que foi usado para retransmitir hinos revolucionários que idolatram seu líder Kim Jong Il, fato por sinal que o sistema de vigilância americano nunca confirmou. Um segundo satélite Kwangmyŏngsŏng-2 foi lançado em 2009.

Sobre o autor

Mário Nagano

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World.
Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos