Review: PixelView PlayTV USB SBTVD (TV digital no PC)

R

O PixelView PlayTV USB SBTVD difere dos demais sintonizadores de TV digital USB 1-seg do mercado por um simples, único e básico motivo: ele capta sinais em definições padrão e HDTV. E, para isso, precisa de uma configuração de hardware mais robusta: os requisitos de sistema são processador Intel Core 2 Duo, 512 MB de RAM, 1 GB de disco, DirectX 9, Windows XP ou Vista (nada de Linux ou Mac OS oficialmente) e porta USB livre.

Depois do clique, você vai entender porque o hardware é importante.

Minha configuração de teste era superior em quase tudo, menos no principal: o processador, e ele faz toda a diferença. A máquina tem um Pentium 4 3,2 GHz, e não um Core 2 Duo recomendado. Resultado? Ao ver TV em 1-seg, a imagem apresentou qualidade normal, sem engasgar. Ao mudar para qualquer canal HD, a transmissão engasgava, como dá para ver no vídeo abaixo (é o mesmo publicado ontem):

Quando trocava de canal 1-seg para HD, a imagem dava suas “congeladas”, apesar de o som continuar quase sempre bom. E a culpa, sim, é do processador: no 1-seg, o uso de CPU variava de 13% a 15%. No HD, pulava no primeiro para 20%, depois alternou entre 87% e 90% de utilização do processador. A memória se manteve inalterada nos dois modos de ver TV (em torno de 46%, com o Firefox e Live Messenger abertos simultaneamente).

O PlayTV USB vem com software de instalação em CD, cabo extensor USB, controle remoto – isso é ótimo para quem tem um media center -, antena com cabo extensor (igual à dos modelos 1-seg) com um extra bem interessante: um conector para antena interna padrão (yay). O software usado para controlar o dispositivo é o Presto PVR HD, velho conhecido de quem já testou qualquer sintonizador USB.

Ao plugar o dispositivo no PC e iniciar o Presto, você precisa sintonizar os canais (processo na tela abaixo). Consegui, na Zumo Caverna (Mooca, São Paulo, SP), o sinal de 14 sinais, mas alguns apareceram na lista porém não “pegavam”: foi o caso do SBT e Rede TV! (que já foram sintonizados aqui em outros momentos. Vai entender o sinal das emissoras!).

O Presto! PVR HD tem alguns recursos interessantes, porém que podem frustrar o usuário: ele grava a programação no seu disco rígido (e permite agendamentos) e permite fazer “pausa ao vivo” na TV, que funciona bem. O software entende direitinho o Guia Eletrônico de Programação (quando fornecido corretamente pelas emissoras, claro). Em tela cheia, acredito que pelo formato do meu monitor (17″ padrão, 1280 x 1024), o widescreen em HD ficou “quebrado”, sem centralizar na tela, deixando o mesmo espaço acima e abaixo da imagem.

O problema? Esqueça qualquer formato “amigável” para levar para qualquer outro dispositivo: os arquivos são gravados em formato .NTX (ahn?). E para rever uma gravação, usabilidade zero: tem que ir ao Presto e procurar o ícone Histórico – suas gravações estarão ali (ficam gravados na pasta Usuário | Documentos | Presto PVR HD). Nada de abrir em um editor e exportar pro YouTube, viu? (dang). Ah, pelo controle remoto dá para fotografar a tela (os JPGs ficam na mesma pasta das gravações).

O Windows Media Center também não “encontrou” o dispositivo da PixelView: tem que usar o Presto mesmo.

De resto, é sentar e assistir TV no seu PC, com qualidade melhor que os sintonizadores 1-seg que existem por aí. Mais abaixo, algumas telas comparando o sinal 1-seg com o sinal HD de diversas emissoras. Vale a pena comprar um dispositivo desses? Sim, se você tem um computador com um processador mais novo.

Pequeno adendo (baseado nos comentários abaixo): senti que o pessoal anda questionando a “resolução total” do gadget da PixelView. Não encontrei nada oficial ainda, e já perguntei à empresa. De qualquer modo, ele sintoniza os canais HD, o que já é uma ENORME diferença na tela do PC (vide screenshots abaixo) sendo 720, 1080 ou qualquer outra definição (a teoria corrente é de que é 960 x 520, o que é excelente para quem não é preciosista com imagem). Assim que tiver uma resposta, atualizo a nota, ok?

Pequeno adendo, parte 2: a Proview diz que o gadget não deve ser usado em uma TV Full HD, apenas no PC/notebook. A informação oficial “da fábrica” é que, no PC, ele atinge 1920 x 1080 – mas aguardem mais novidades.

Resumo: PixelView PlayTV USB SBTVD
O que é isso? Sintonizador USB de TV digital compatível com definições maiores de imagem
O que é legal? Ver HDTV na tela do PC
O que é imoral? Software apenas para Windows, padrão bizarro de gravação de arquivo, incompatível com Windows Media Center
O que mais? Vem com controle remoto e adaptador para antena de TV convencional
Avaliação: 3,5 (de 5,0)
Preço sugerido: R$ 299
Onde encontrar: Prolink

Exemplos da diferença entre 1-seg e transmissão HD no PC (tela reduzida e cheia)

Globo 1-seg:

Globo HD

Globo HD em tela cheia (perceba a borda):

Record 1-seg:

Record HD:

MTV 1-seg:

MTV HD:

Band 1-seg:

Band HD:

Band HD tela cheia:


Sobre o autor

Henrique Martin

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos