ZTOP+ZUMO

Review: Netbook MSI U130 (com Atom N450)

Se a Asus fez história por ter criado o primeiro netbook em 2008, a MSI merece crédito por ter bolado seu formato definitivo com o MSI Wind, que introduziu muitas novidades copiadas praticamente por todo mundo como o processador Intel Atom, a tela LCD-LED de 10 polegadas, a adoção de um disco rígido de verdade e do Windows como sistema operacional padrão.

Mesmo no Brasil, o Wind gozou de grande prestígio ao ser lançado pela Positivo Informática com o nome de Positivo Mobo White 1050. Agora em 2010 a MSI Brasil anuncia a chegada do Wind U130, equipado com o novo processador Intel Atom N450 Pinetrail — o que nos permite ter uma prévia do que esperar dessa plataforma em termos de experiência de uso e desempenho e que, com toda certeza, também será copiado pelo resto do mercado.

O que mais me chamou a atenção do U130 é o fato dele ser praticamente idêntico ao U100 original. Assim, a MSI aposta num visual simples e utilitário combinado com uma plataforma de última geração ao invés de investir em perfumaria ou no endosso de algum famoso. Algo como lançar um carrinho de frota modelo 2011 (com cara de modelo 2009) mas com um motor mais moderno e tinindo de novo.

Isso fica evidente quando colocamos o U130 ao lado (ou nesse caso embaixo) com o Mobo White da Positivo baseado no U100 com exceção da cor. O modelo analisado veio na cor preta com sua tampa superior com acabamento preto (marca de dedo) brilhante.

Com relação as portas de entrada e saída, podemos ver que também não houve mudanças tanto do lado direito com sua porta USB 2.0, slot para cartão SD, som, SVGA e rede Fast Ethernet…

Quanto do lado esquerdo com seu slot para trava anti-furto padrão Kensington, entrada da fonte, saída de ar e mais duas portas USB 2.0. Note porém que Mobo White vinha equipado com uma bateria de seis células de 4.400 mAh (com seu ressalto característico na sua base) enquanto que o U130 vem com o modelo padrão (BTY-S11 de 2.200 mAh) com apenas três células .

Entre os acessórios que já acompanham o produto está uma elegante capa protetora em couro sintético…

… e um pequeno carregador bivolt modelo PA-1400-12 da LiteOn com saída de 19 volts x 2,1 Ampéres + cabo de força com tomada tripolar (não mostrado na imagem abaixo).

Sua tela é a mesma de sempre: um modelo LCD-LED de 10 polegadas com resolução nativa de 1.024 x 600 pixels e acabamento anti-reflexivo.

Acima dela, podemos ver sua webcam de 1,3 megapixel …

… e o microfone embutido no canto esquerdo.

Seu teclado já veio com layout em português brasileiro e, por sinal, o mesmo adotado pelo Mobo White. No geral, seu teclado é bem macio mas seu espaçamento entre as teclas (~1,75 cm) ligeriamente menor que um teclado padrão (~1,9 cm) pode exigir um pouco de tempo para se acostumar. E, ao contrário dos modelos mais recentes, seu touchpad não aumentou de tamanho nem oferece suporte para multitouch (se é que alguém realmente sente falta disso).

Uma coisa que gostei muito nesse portátil é o acabamento interno do seu teclado em tons de preto fosco que lembram vagamente o tom “Gun Metal” muito popular entre plastimodelistas e muito melhor que o preto (marca de dedo) brilhante da sua tampa superior.

Se existe algo a ser criticado no U130 é seu painel de luzes de estado, em especial a de Bluetooth que, apesar de indicada, pode não estar presente no portátil (nosso caso). Isso pode causar alguma confusão entre os usuários, já que eles podem ser a impressão de terem pago por algo que não têm e só descobrem isso na hora que precisam do recurso. Outra indicação meio estranha é a do estado de dormência (a luazinha em quarto crescente), que fica ligada direto — informando talvez que o PC está ligado — e que passa a piscar quando colocamos o computador para dormir.

Na sua base nenhuma novidade: algumas entradas de alimentação e nenhum acesso fácil aos componentes internos do portátil, o que não é o fim do mundo já que basta remover a bateria e todos os parafusos da sua base…

… para removê-la…

… e termos acesso a todos os componentes da placa-mãe:

Se comparado com a placa-mãe do Mobo White/U100, seu desenho é praticamente o mesmo, com exceção da região onde ficava o processador Atom N270 e o chipset 945G (coberto por uma placa de metal que faz a vez do cooler)…

… que foi substituído pelo novo processador Atom N450 Pinetrail com vídeo integrado.

Para quem ainda não foi apresentado o N450 faz parte da nova geração de processadores Atom anunciados no final do ano passado e é um chip single core de 1,66 GHz, FSB de 667 MHz e TDP de 5,5 watts, o que pode ser um contrasenso se comparado com os 2,5 watts do N270. Isso ocorre porque o N450 já vêm com vídeo integrado Intel GMA 3150. Logo abaixo dele podemos ver o novo chip set NM10 que faz a interconexão do processador com os outros componentes do sistema. Vale a pena observar que, ao contrário do N270, todos os Pinetrail têm suporte para sistemas operacionais de 64 bits.

E assum como o U100, o U130 já vem com um banco de memória soldado na placa-mãe (nesse caso 1 GB de SDRAM DDR2 667) e um slot SODIMM já ocupado com mais um pente de 1 GB chegando aos 2 GB máximos recomendados pelo sistema. Na minha opinião, mais que suficiente para um equipamento do seu porte.

Seu disco rígido é um Hitachi SATA padrão de 2,5″ e 160 GB, capacidade um pouco abaixo da média do mercado mas nada que comprometa realmente a sua usabilidade e, mesmo que isso ocorra, basta trocá-lo por outro de maior espaco de armazenamento.

Sua interface Wi-Fi já segue o padrão 802.11b/g/n. Note que seu slot PCIe mini pode aceitar cartões maiores de 5 cm e que esse sistema não possui espaço para uma segunda interface WiMax/3G. Notamos até que seu gabinete possui marcações que indicam onde fica o slot para cartão SIM, mas acho que seria necessário o uso de outra placa-mãe com um desenho diferente da usada no U130.

 

E como dissemos anteriormente, o U130 analisado parece não vir, mas está preparado para receber uma interface Bluetooth. Notamos que na placa existe uma conexão BT1 e um cabo colado com fita crepe num espaço abaixo do disco rígido que deve ser usado para conectar a interface bluetooth (provavelmente uma daughter card) à placa-mãe.

Sob Testes:

.

Como alguns já podem ter notado, o U130 analisado não veio com Windows pré instalado, e sim com o Suse Linux Entreprise Desktop 11, mas nada impede que ele possa rodar outros SOs incluindo o Windows 7.  Para quem quiser continuar fora da influência do pessoal de Redmond, é interessante notar que os modelos da linha Wind é uma plataforma bastante popular entre os usuários de Linux e até mesmo do MacOS X. De fato, o U130 é uma das plataformas que já foi testada e aprovada pelos desenvolvedores do Meego 1.0.

Como é padrão aqui na Zumo-caverna, nós limpamos a máquina e instalamos o Windows 7 Ultimate. A partir disso pudemos ter uma visão mais clara das características do N450…

… e na sua aceleradora gráfica GMA 3150:

Como era de se esperar, no índice de experiência do Windows bateu 2,6 pontos devido ao desempenho do N450. Note que o novo Atom D510 dual core bateu 3,3 pontos no mesmo subscore.

Com relação aos outros resultados, o U130 bateu 39 pontos no Sysmark 2007 Preview 1.05 e 1.332 pontos no PCMark Vantage. No AutoGK 2.45 a placa da Intel levou aproximadamente 4h41m16s para transformar um filme em DVD para um arquivo AVI de 700 MB. O processo oposto (criar uma imagem de DVD a partir de três arquivos de vídeo) feito com o DVDFlick 1.3.0.6 foi de 12h48m18s utilizando um thread e 11h19m51s com quatro threads.

Nos testes com o HDxPRT da Intel que mede a experiência de uso em alta definição, o U130 marcou: 26 pontos para a criacão de conteúdo HD e 1,5 estrelas para reprodução de conteúdo HD.

Ah sim, o Super Pi do David Lopes:

Nos testes de autonomia de bateria realizadas com o Battery Eater 2.7 o sistema funcionou por aproximadamente 1h38m04s, uma autonomia dentro da média para um equipamento de seu porte.

Se comparado com o Mobo White/U100 os resultados mostraram um pequeno ganho de desempenho, mas nada que salte aos olhos, o que nos faz crer que como no caso do D510, o N450 representa mais uma modernização da plataforma — em especial num menor consumo e geração de calor — do que desempenho propriamente dito. As vantagens estão mais na presença de mais memória, no suporte para Wireless N e no nível de compatibilidade de seu hardware, o que faz dele uma plataforma muito apreciada entre os usuários de Linux e até de MacOS.

Pelo preço sugerido de R$ 999 com o Linux Suse pré-instalado, para mim fica claro que a estratégia da MSI com o U130 é de entrar de sola no segmento de netbooks de baixo custo, de modo que não me supreenderia ao entrar numa loja e topar com ele numa oferta arrasa quarteirão a R$ 899 — o que não seria um mau negócio 🙂

Resumo: MSI Wind U130
O que é isso? Netbook de uso geral baseado no processador Intel Atom N450.
O que é legal? Plataforma interna moderna e atualizada. Desenho simples, utilitário e bem servido de recursos.
O que é imoral? A ausência do Windows pré-instalado pode afastar clientes em potencial. O produto pode passar a impressão de vir com bluetooth (o que não é o caso desse modelo).
O que mais? Fácil upgrade de memória e disco. O fato dele não vir com Windows pode ser um atrativo para aqueles que desejam instalar outro SO.
Avaliação: 7,0 (de 10). Entenda nosso novo sistema de avaliação.
Preço sugerido: R$ 999
Onde encontrar: br.msi.com

 

 

 

 

 

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • rogerio machado 25/07/2010, 21:24

    O que é imoral? A ausência do Windows pré-instalado pode afastar clientes em potencial

    É segunda vez (a primeira foi a Dell com um latitude de 10", infelizmente o produto não tem wireless) que vejo algum netbook com Linux de qualidade, talvez eles queiram os consumidores cansados do "mais do mesmo", uso o (Open)Suse fazem 2 anos e minhas queixas com relação a esse SO são mínimas, eu sou um cliente em potencial

    • Rafael 28/09/2010, 12:19

      Uma pena, tem gente que ainda insiste em linux…

      não sou radica, acho que linux até pode ser util em determinadas situações, mas adotar linux como SO para uso doméstico, é coisa de recem formado, empolgado

  • Fernando Rodrigues 25/07/2010, 22:43

    Sou usuário Linux (Ubuntu) e há muito tempo estou aguardando um netbook que já venha com algum Linux de Gabarito como padrão.
    Se vier mesmo com o Suse, a MSI tem mais um provável comprador!
    Parabéns por diversificarem um pouco a linha de produtos!

  • Thiago 25/07/2010, 23:50

    Também uso Linux (Ubuntu 10.04) e estou gostando bastante. Sou a favor de netbooks e notebooks com Linux para baratear e manter uma qualidade de SO para o usuário final. Só não sou a favor de copias Linux que são na verdade imitações baratas do desktop do Windows, (Leia-se Satux Linux) esse sou totalmente contra, tomara que a positivo largue logo esse SO e use um realmente bom.

    • Rafael 28/09/2010, 12:20

      Vc é contraditorio,

      pq se torçe para a positivo usar um SO realmente bom, vc não deveria torcer pra vir com linux e sim wndows 7

  • rubens 26/07/2010, 13:37

    Se o trackpad for Synaptics (o que parece ser o caso), é possível instalar o Scrybe (disponível no site da Synaptics) e usá-lo como multitouch: http://www.synaptics.com/support/drivers
    (em alguns casos é preciso desinstalar o driver original, instalar a versão 14.0.3 e depois o Scrybe)
    O problema no caso do Wind é não caber dois dedos. :p

  • Ivan 26/07/2010, 14:11

    Pelo fato de ser um Pinetrail, acho um pouco improvável encontrá-lo por aí por R$ 899,00 em preço padrão, fora de promoções.

  • Leandro 26/07/2010, 11:39

    O HP – 2101030BR tem a mesma configuração básica + bluetooth + Windows 7 SE (mais familiar ao publico geral) + Bateria de 6 células e pelo mesmo preço sugerido.
    Bateria de 3 células? 3? Estão de brincadeira… Com essa configuração aí eu pagaria no máximo R$ 700,00.

    • mnagano 26/07/2010, 18:23

      Se vc se refere à oferta da Fast Shop, note que esse preço de R$ 987 é válido apenas para pagamento a vista, já que parcelado em 10x o preço já sobe para R$ 1.099.

      Isso é uma coisa muito honesta que a Fast Shop faz, ou seja, não esconde os juros nas compras a prazo, ao contrário de alguns concorrentes que anunciariam o mesmo equipamento à vista por R$ 1.099 ou em 10x "sem juros".

      Se minha teoria comspiratória estiver correta, a Fast Shop poderia vender o U130 por uns R$ 889 à vista, ficando assim ainda uns R$ 98 mais em conta que o equipamento da HP. E note que para chegar num netbook com Windows Starter + bluetooth + bateria de 6 cels a HP baixou a memória para 1 GB.

      • Leandro 26/07/2010, 19:50

        Pelo menos ele tem estas características, com os mesmos 1gb do msi… e o mesmo preço.

        Na verdade eu joguei o modelo da HP no buscapé.

        Não é só a FastShop que tem esse preço.

        • mnagano 26/07/2010, 19:20

          Nope, o U130 vem com 2 GB (1 GB soldado na placa-mãe 1 GB no slot SODIMM). Acho q isso não ficou muito claro no review, já estou consertando.

          Ah sim, dei uma olhada no Buscapé e notei que boa parte das lojas q vendem por menos de R$ 1.099, cobram juros na venda parcelada:

          Magazine Luiza – R$ 989 a vista ou 12x R$ 91,58 = R$ 1.098,96

          Techclube.com.br – R$ 997,48 a vista ou 6x R$ 196,95 = R$ 1.181,70

          Balcão da Informática – R$ 985 a vista ou 10x R$ 115,88 = R$ 1.158,80

          enquanto que outras como Saraiva.com.br, PontoFrio.com, Americanas.com, etc. vendem por R$ 1.099 ou em 10x sem juros.

  • Alessandro 26/07/2010, 13:49

    O que sinceramente eu não entendi, é porque a ausência de Windows é imoral? E porque somente depois que instalou-se o Windows que se conseguiu ter uma visão mais clara das características do sistema?

    O review foi muito bom, mas na minha opnião deveria ser um pouco mais imparcial. A inclusão desses comentários não adicionaram em NADA o review, e ainda deixaram alguns usuários indignados. É uma dica para o autor aí.

    • mnagano 26/07/2010, 17:57

      Chamei aquilo de imoral porque para mim fica claro que a ao trazer um produto desses por R$ 999 a MSI quer ganhar o consumidor pelo preço e não tenho dúvidas que boa parte desse público — alguns até comprando o seu primeiro PC — deseja comprar um PC com Windows (mesmo que seja um Starter).

      E isso não é uma questão de imparcialidade ou ideologia… O SO de Redmond ainda é o padrão de mercado e de um certo modo quase um sinônimo de PC.

      E cá entre nós… se isso for realmente o pior que vi nessa máquina, isso significa que o resto não deve ser ruim né?

  • dflopes 26/07/2010, 13:55

    E qual seria o preço com bluetooth?
    Tem a possiblidade de configura-lo e pedir com modem gsm?

    Bom preço por uma proposta honesta. E roda videos HD?

    • mnagano 26/07/2010, 17:56

      Bom, vamos por partes:

      Esse modelo não virá com bluetooth embutido nem como opcional. Melhor partir para aqueles micro adaptadores USB.

      Nope, para adaptar o modem 3G seria necessário utilizar uma outra placa mãe como fez a LG com seu modelo X110 onde o modem 3G ocupou o espaço do slot para o pente de memória extra.

      http://zumo.com.br/2009/01/30/review-lg-x-110

      Roda vídeos em HD? well… Not so well…

  • Francisco 26/07/2010, 15:48

    IMORAL ausência do Windows pré-instalado?? Comentário no mínimo bizarro…tenho o U100 há dois anos em dual-boot (Ubuntu+XP), 95% do meu uso é com Ubuntu e estou satisfeitíssimo. Aliás, quando comprei o meu no Paraguay com o SuseEnterprise, a tecla win veio sem o onipresente logotipo do Windows. Isso sim foi bem MORAL da MSI pois o SO do produto comprado não era o de Redmond.

    • mnagano 26/07/2010, 17:51

      Calma, de novo:

      Chamei aquilo de imoral porque para mim fica claro que a ao trazer um produto desses por R$ 999 a MSI quer ganhar o consumidor pelo preço e não tenho dúvidas que boa parte desse público — alguns até comprando o seu primeiro PC — deseja comprar um PC com Windows (mesmo que seja um Starter).

      Mas esse detalhe do botão do Windows eu não tinha notado: apesar desse U130 vir com Linux ele realmente veio com esse botão no teclado.

  • Dudu Guimaraens 26/07/2010, 23:31

    Nagano, estou decidido a comprar em uma viagem à NY um netbook Asus EEEPC 1201 com GPU Ion….Qual teria dentro das limitações (o 1215 ainda não está no mercado) a melhor compra o com chip dual N330 ou o Pinetrail N450

    • rubens 27/07/2010, 01:05

      Nesse tamanho não é (muito) mais negócio pegar um ULV?
      A bateria dura mais, e um Atom não é uma escolha boa pra jogos mesmo…

    • mnagano 26/07/2010, 23:43

      Se vc estiver falando em força bruta o Atom 330 com seus 2 cores em HT (= 4 threads) seria minha escolha, apesar do N450 ser uma opção interessante se for para consumir menos energia.

  • Ezek 26/07/2010, 20:47

    A um mês atrás adquiri um netbook parecido com este (Philco PHN10303) também com o N450 e com 2GB de ram e 250Gb de hd. e um linux que eu não lembro, por R$999,00. Instalei o Ubuntu 10.04 para netbook e acho o equipamento bem redondo. Se na época tivesse este MSI, era uma opção a ser pensada, apesar do HD ser menor.

  • Esmaltes 29/07/2010, 20:26

    Sempre tive placa mãe msi e sempre foi de qualidade
    recomendo msi a todos