ZTOP+ZUMO

Review: Motorola RAZR

O Motorola RAZR voltou. Agora não é mais um telefone simples, básico e lindo: o design evoluiu e o aparelho, agora um smartphone, é movido a Android. Apesar do belo visual, é um dispositivo com foco mais corporativo que pessoal, e pelo preço sugerido (R$ 1.999), deve fazer mais sucesso entre engravatados que com o público original do RAZR V3 (que, pelo que me lembro, também não era nada barato na época do lançamento na era paleozóica dos telefones celulares).

O RAZR, movido a Android 2.3.5 (e promessa de upgrade para Android 4.0 “Ice Cream Sandwich” no começo de 2012), usa um processador dual-core de 1,2 GHz. A navegação no aparelho, a execução de aplicativos, navegação na web (agora sem Flash, né?)  e até mesmo o intervalo de disparo são bastante rápidos, mas o desempenho em números ainda é um pouco inferior ao Samsung Galaxy S II.

Bons motivos para comprar um RAZR? A boa tela, a câmera  – talvez a melhor já feita pela Motorola – e o design diferenciado.

Sobre o hardware, já fizemos um hands-on mostrando todos os detalhes do RAZR. A interface, como dá para ver acima e abaixo, tem poucas adaptações da Motorola: os botões na tela (telefone/SMS/Câmera/Aplicativos) são fixos, e a navegação no menu de apps é  com a lista em lateral, não vertical. O MotoBlur, interface integrada a redes sociais presentes nos primeiros Androids da fabricante, não morreu: evoluiu e mudou de nome – agora se chama MotoCast – e se faz presente em várias partes do aparelho.

Outra novidade bem-vinda é o que a Motorola chama de Smart Actions: é um aplicativo para criar pequenas regras de funcionamento do aparelho dependendo da situação. São vários exemplos predefinidos, mas dá para editar e criar novas regras ao seu gosto.

Como esse abaixo, da Academia: basta plugar os fones de ouvido e o RAZR abre automaticamente o tocador de música.

 

Mas a Motorola inseriu diversos exemplos, e é um recurso bastante útil para lembrar o usuário ou fazer o smartphone realizar tarefas por conta própria.

O RAZR vem também com um medidor de consumo de dados bastante claro e simples – em tempos de planos caros para celular, é um jeito interessante de manter o controle.

Já o MotoCast aparece em vários aplicativos do RAZR: música e fotos são os principais. É preciso criar uma conta no serviço MyMotoCast e baixar um aplicativo para o computador (Mac ou PC), que transforma a máquina em um servidor de mídia que pode ser acessado pelo smartphone de qualquer lugar – basta o PC estar ligado e online e, claro, ter uma conexão de dados no RAZR (Wi-Fi ou 3G).

O MotoCast aparece como o símbolo de “O com seta” abaixo.

 

O player de música mostra todas suas músicas, e aquelas no servidor  têm o símbolo ao lado. Basta selecionar para ouvir/ver. 

E se quiser baixar a música, dá para fazer sem nenhum esforço.

 

O mesmo vale para as fotos. Configurar o MotoCast pode ser um pouco complicado – ainda mais quando o software MotoCast resolve sincronizar dados pelo cabo. Poderia ser mais simples (consegui criar a senha rápido na web, mas o celular demorou a entender que eu já tinha uma senha). 

 

Ainda no pacote de software corporativo, o RAZR vem com versões pré-instaladas de apps da Citrix, como o GoToMeeting…

 

E o Citrix Receiver, para acessar dados “na firma”. 

 

Multimídia: O RAZR é um aparelho superior ao Milestone 3 na questão multimídia. Reproduz vídeos AVI quase sem nenhum problema (480p)…

 

 

Mas há controvérsias entre formatos: alguns AVI foram bem, sem engasgos.

 

Outros, por conta do formato de tela, se adaptaram.

 

E outros nem rodaram – assim como vídeos em 720p (no DicePlayer a reprodução em 720p também não funcionou). 

 

Outra novidade do RAZR é o fim da dock padrão presente no Atrix, lançado em janeiro e que vinha com uma base de expansão com porta HDMI e USB para conectar a um teclado/monitor/mouse e usar os recursos de webtop (ambiente Linux que emula um PC a partir do aparelho). O RAZR vem com os mesmos conectores microUSB e microHDMI, mas agora traz na caixa um adaptador/extensor:

 

Basta plugar seu mouse/monitor aí e usar o webtop. 

Uma questão importante: como e quanto é fino o RAZR? O aparelho, de 7,1 mm de espessura na parte mais fina, ao lado de um iPod touch (segunda geração):

 

De um iPhone 3GS na parte mais fina:

E de um iPhone 3GS na parte mais espessa:

E ao lado do Atrix:

É fino e leve? Sem dúvida, mas o desnível causado pela câmera + fone + conectores USB/HDMI deixa o aparelho mais pesado nessa parte, e acredito que ele possa forçar a quebra da tela nessa área se cair no chão.

Câmera

A câmera do RAZR é a grata surpresa da Motorola. Pela primeira vez em muito tempo acertaram a mão nessa área, tão sensível e cada vez mais necessária.

Primeiro, ela faz vídeos em 1080p. Três exemplos abaixo, à luz do dia:

Segundo: o nível de detalhe é muito bom, com pouco ruído. O único problema é deixar a foto um pouco mais escura (subesposta) que outras câmeras, como demonstro a seguir:

Foto tirada com o iPhone 4S (obrigados ao Pedro Burgos pelo empréstimo da câmera da Apple):

Foto tirada com o Motorola RAZR:

E no detalhe dos 100% do RAZR:

Foto tirada com o iPhone 4S:

Foto tirada com o Motorola RAZR:

Fotos subespostas?  Sim, mas nada que um recurso de auto-correção em um editor de imagens não resolva. Tem mais fotos no Flickr.

Desempenho:

Em números gerais, o Motorola RAZR é mais rápido que o Milestone 3 (com processador dual-core de 1 GHz), mas um pouco mais lento que o Samsung Galaxy S II, nossa atual escolha ZTOP Indica para aparelhos Android sem teclado. Nada que cause problemas de atraso/lentidão/travamento do aparelho, entretanto. Por ser mais voltado ao mercado corporativo, não é mesmo um problema para recomendar a compra do RAZR.

O desempenho da bateria, como já é comum nos smartphones Android, é o grande gargalo do sistema. E lembre que, por conta do design diferenciado do RAZR, não é possível trocá-la: a solução é andar sempre com o cabo e carregador ou usar um carregador de emergência.

Em um dia de uso intenso (3G, GPS, e-mail, ligações, Twitter, Foursquare, Facebook, Internet, SMS, câmera digital), a bateria levou cerca de seis horas para atingir o nível de 30% (e mais de uma vez repetiu esse desempenho), desempenho praticamente igual ao do Milestone 3.

Apesar do bom gerenciamento de bateria fornecido pela Motorola (e gerenciamento de dados também), é menor que o Galaxy S II. E, como já disse, ainda estamos longe do mundo ideal em que a bateria de um smartphone atinja um dia inteiro -no meu ponto de vista, das 8h às 22h – sem pedir recarga.

Conclusões

O RAZR é um sopro de ar fresco no design de smartphones Android. Reforçado com Kevlar, novos ângulos e uma tela grande, representa uma mudança na linha de desenho industrial da turma de Chicago. Por dentro, é um aparelho rápido, que tira boas fotos e aproveita ao máximo novos recursos inseridos pela Motorola, como as Smart Actions. É um aparelho melhor em hardware que o Milestone 3, mas ainda um pouco inferior ao Galaxy S II. Como disse lá no começo, é um smartphone que vale investir pelo design, tela e câmera.

Vale lembrar que ainda estamos na fase pré-Google da Motorola, mas isso não deve mudar muita coisa (pelo menos é o que o Google diz) em um futuro próximo.

Resumo: Motorola RAZR

O que é isso? Smartphone com sistema operacional Android 2.3
O que é legal? Tela grande e com ótima resolução, bom desempenho, ótima câmera
O que é imoral? GPS demora a responder, tamanho do aparelho pode incomodar, bateria dura pouco. Poderia vir com Android 4.0, já que foi anunciado no mesmo dia.
O que mais? Apps MotoCast e Smart Actions ampliam os recursos do smartphone.
Avaliação: 7,0 (de 10). Entenda nosso novo sistema de avaliação.
Preço sugerido: R$ 1.999 (operadoras podem ter ofertas com planos de dados e voz melhores)
Onde encontrar: Motorola

 

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

  • Seiji 10/11/2011, 19:08

    Essas bordas são feias pra caramba. Esperava mais desse RAZR. :/ Continuo satisfeitíssimo com meu HTC Ultimate.

  • Luis Brasil 10/11/2011, 23:10

    O aparelho é lindo mas cade aquela dock legal e super apresentavel pra compor a mesa que tem a tv e o xbox e acompanhar nas viagens? O aparelho merecia essa "cortesia"(já ta muito bem pago) da Motorola. O GPS só não pode ser igual ao S2, porque uma coisa é demorar, a outra é não funcionar. É um daqueles aparelhos que faz a gnt perder o sono esperando o review prometido para o final da semana (hoje) e mesmo assim continuamos coferindo se por um acaso não ficou pronto na segunda de manhã. O problema é que quando fica pronto a gnt descobre que aquele aparelho inquebravel peca ainda em erros primarios. Ele ainda salta aos olhos mas desanima um pouquinho ter pouca prespectiva de upgrad do android. S2 ou RAZR eis a questão!

    • Hermengildo 01/02/2012, 11:17

      Rapaz, eu tmb estava na dúvida, depois que vi o Razr pessoalmente e useio na loja, fiquei muito impressionado e entusiasmado.
      O que ocorreu depois foi que visitei alguns foruns, principalmente internacionais, e fiquei sabendo do novo lançamento nos EUA – Razr Maxx, com o dobro de bateria. Fiquei puto da cara, pois muitos reclamam da baixa autonomia da bateria, e
      está sendo lançado la esse com bateria dobrada. Porque iriam lançar um fone igualzinho, so com mais autonomia da bateria??? Sinal que está FAIL essa bateria. E resolvir ir de S2 mesmo.

  • Jader 11/11/2011, 00:06

    Off topic, forgive me.
    Meu primo veio aqui com um galaxy 5, com Andrioid 2.1 e tentou puxar a net do meu speedy via USB (com o programa Kies da Samsung, e rotear para o note dele, já uqe aqui não tem roteador wi-fi. Bem, não conseguiu. Queria saber se é possível ou não fazer isso.
    Valeu

    • henriquem 11/11/2011, 00:30

      posta essa dúvida lá no Gemind.com.br: o @ghedin tem um Galaxy 5

      • Jader 11/11/2011, 07:40

        Mandei um mail pra ele. Obrigado.

  • Brunocg 11/11/2011, 01:09

    "E outros nem rodaram – assim como vídeos em 720p (no DicePlayer a reprodução em 720p também não funcionou)."

    Fail demais… tenho um Samsung Galaxy S. Processador single core 1GHz e roda videos em 720p tranquilamente. Ta louco com que um smartphone com processador dual core não consegue fazer o mesmo?

    • henriquem 11/11/2011, 07:39

      o problema é mais de codec do que de hardware. os galaxy (pelo menos o S e o S II) já vêm habilitados pra isso, e quem não faz (aparentemente, caso da motorola) precisa usar um player separado, como dice player.

      • Marvels 11/11/2011, 14:46

        meu sensation tb, já rodei até 1080p nele… mkv

  • Marvels 11/11/2011, 14:47

    Belo review, celular bonito mas não empolgou tanto assim não…. Acho o HTC sensation mais bonito!

  • Kantaro 11/11/2011, 21:21

    Resumo: Nome motocast é muito tosco. espessura, Smart Actions e 120fps em 480p são os atrativos desse mais do mesmo.

  • dflopes 12/11/2011, 14:21

    Sendo redundante, parabés pelo review!

    O Smart Actions é uma boa sacada.
    Juntamente com o MotoCast – algo simples e que era tão dificil de fazer antes (VPN, abrir portas, etc)

    Mas… quem gasta $2k num smartphone se preocupa com pacote de dados?
    Mesmo pq no Brasil a maioria dos pacotes apenas reduz a velocidade, e náo tem mais conbrança de excedentes (se seu plano ainda cobra, providencie a troca)

    Eu não entendo como o Android tem dificuldade de ter um player NATIVO que rode tudo, igual ao old N8 (mas que não roda RMVB)

    Não tem um aplicativo para corrigir a exposição das totos, algo como +2?

  • Roberio 14/11/2011, 16:31

    Em momento algum vocês falaram da tela ou do Tamanho dela…

    Muito legal as comparações com outros aparelhos, fotos e videos… Tenho vontade até de compra-lô, mas hoje após mexer um pouco no HTC com WP Mango, resolvi que esse mercado está explodindo maravilhas novas a cada dia e que ainda não é o momento de investir tanto dinheiro em um novo aparelho… Vou aguardar mais novidades…

  • issamu 29/11/2011, 19:31

    Quando você afirma que "(o RAZR) tem uma ótima câmera" e "acertaram a mão nessa área",

    fala para gravação de vídeo, ou para vídeos e fotos?

    Pq aquelas fotos postadas estão ridículas, a mostarda está parecendo ketchup!

    • mnagano 29/11/2011, 19:40

      Se vc está se referindo aquela coisa amarela no prato, não me parece ser mostarda e sim purê de mandioquinha.

      By the way ketchup não é vermelho? Seu monitor está calibrado?

    • henriquem 29/11/2011, 19:41

      vídeos, e não é mostarda… nem ketchup!

  • Murilo 24/12/2011, 09:46

    Caramba! até que enfim uma descrição de aparelho que preste! Parabéns Henrique Martin ! Você foi direto ao que interessa ! Multimídia na Veia!!!!!

  • Mauro 16/01/2012, 14:51

    Continuo com o iPhone 4. Tive a oportunidade de ver um Razr de um amigo. As fotos não saem boas não. Não saem apenas escuras. É possível clarear mexendo na exposição mas aí aparecem um monte de pontinhos, tipo pixels exspalhados. É preciso ter ótima quantidade de luz para obter uma boia foto com o Razr.

  • Hermengildo 01/02/2012, 11:30

    Não fala da bateria, que muitos dizem quer o ponto fraco.

  • @cacaazevedo 17/02/2012, 16:52

    Só problemas com o Razr XT910. Já foi 2 vezes pra assistência e estou a mais de 30 dias sem smathphone… a motorola deve estar rindo de mim… pois em vez de trocart a aparelho está me fazendo de idiota: http://www.youtube.com/watch?v=Yx9x-TwnUJ4

  • francico cruz 03/03/2012, 08:43

    comprei um razr nao gostei bateria descarega rapido e trava costante estou com u defy esta com o mesmo problema agora estou mudando pra sansung dizen q e melhor

  • atr 24/03/2012, 09:18

    eu tenho um razr e gostei muito extramamente satisfeito com o cel ñ me arrependi nem um pouco exelente celular mas como qualquer smartphone ele vai pra tomada todo dia,meu nokia n8 era assim e com ele não é diferente…
    esse razr é uma otima opção e ai faltou uma coisa ele é muito resistente tem gorila glass e é resistente a água e o meu ja tomou 2 banhos sem querer e continua otimo

  • Arthur Medrado 02/05/2012, 17:24

    Esse motocast só suporta windows e mac. Isso me decepcionou. Mas nada que uma vm não resolva…hehe!