Review: Placa-mãe PCWare IPM31

R

pcwarex31_intro

Mais conhecida pelo trabalho com a Gigabyte, a Digitron passou por mudanças (montando placas de outras marcas como MSI e Intel) no último ano e lançou uma linha de produtos de marca própria — a  PCWARE. Testamos a IPM31, uma placa-mãe com tecnologia Pegatron (do grupo ASUS).

Baseada no chipset Intel G31 + ICH7, a IPM31 é uma placa ATX-Mini (24,4 x 20,8 cm — LxA) do tipo tudo-em-um de desenho enxuto e mais voltada para o segmento mainstream. Seu projeto é bastante flexível e permite montar desde um PC de entrada com Celeron com vídeo integrado até um Core 2 Quad com placa de vídeo PCI-E X16. Isso porque ele ainda utiliza o bom e velho soquete LGA 775 suporte para FSB de 800/1.066/1.333 MHz.

pcwarex31_overview_small

Os componentes da placa estão dispostos de maneira bastante lógica com a maioria dos conectores dispostos nas laterais da placa. Note a presença de reguladores de tensão com núcleo de ferrite e de alguns capacitores de estado sólido ao redor do processador, o resto da placa os capacitores convencionais ainda são usados provavelmente para manter os custos baixos.

pcwarex31_capacitores

Como é comum nessa linha de produtos, ela vem somente com dois slots para pentes de memória DDR2 de 533/667/800 MHz em dual channel. Note a segunda porta serial COM2: (conector verde) à direita da porta E-IDE (azul) e do controlador de disco flexível (preto).

pcwarex31_memory_small

No canto esquerdo podemos ver o chipset SouthBridge, dois conectores USB (amarelo), quatro SATA e o conector do painel frontal. Novamente, nada de botões de liga/reset on-board como vemos nos modelos topo de linha.

pcwarex31_sata_small

Uma curiosidade desse produto é a presença de um conector que permite a instalação de um chip de segurança TPM da Infineon (o mesmo usado na GA-EX58-UD4P) que a Digitron oferece na forma de um acessório opcional. Acho essa estratégia muito interessante, já que essa solução pode ser muito importante para alguns e totalmente inútil para outros. Assim a empresa fornece (e cobra por) essa solução apenas daqueles que realmente desejam ter esse recurso.

pcwarex31_tpm_small

E para aqueles que ainda duvidam que essa placa é um OEM da ASUS, descobrimos a prova do crime:

pcwarex31_asus_cd_small

Seu painel traseiro chama a atenção o número de dispositivos legados: A partir da esquerda, portas de teclado/mouse PS/2, serial, paralela, SVGA quatro USB 2.0, porta Gigabit Ethernet (yay!)  Realtek RTL8111B e som HD Realtek ALC662 de seis canais. Alguns entusiastas podem até torcer o nariz, mas as portas serial e paralela ainda tem bastante aplicação no mercado, em especial na automação comercial.

O curioso é que algumas empresas estão preferindo o uso de teclado e mouse com porta PS/2 por uma questão de segurança, já que existem casos de roubo de dados onde os meliantes andaram desconectando o mouse/teclado da porta USB para instalar um pendrive no lugar e fazer a festa.

pcwarex31_back_panel_small

Finalmente, o conjunto de slots de expansão é formado por dois slots PCI, uma PCI-E x16 e uma PCI-E x1. Essencial e que a atende às necessidades da maioria dos usuários.

pcwarex31_slots_small

Acompanha o produto o manual do usuário, CD de instalação e um kit com cabos IDE, SATA e espelho para o painel de conectores traseiro.

Sob testes:

Para realizar os testes, fizemos uma montagem usando um processador Intel Core 2 Duo E6550 de 2,33 GHz com 4 MB de cache e FSB de 1.333 MHz, dois pentes de memória DDR 667 MHz de 1 GB cada (totalizando 2 GB em dual channel), um gravador de DVD IDE e um disco Western Digital WD800JD de 80 GB SATA II com NCQ. O sistema operacional instalado foi o Windows Vista Ultimate de 32 bits.

Nos testes realizados, a IPM31 obteve uma média de 114 pontos no SYSmark 2007 Preview 1.05, 4.626 pontos no PCMark 2005 e 3.281 pontos no novo PCMark Vantage. No teste com o AutoGK 2.4, nosso sistema levou apenas 1h26m35s para converter um filme de 2h10min para um AVI de 700 MB.

O processo oposto (criar uma imagem de DVD a partir de três arquivos de vídeo) feito com o DVDFlick 1.3.0.6 foi de 2h37m11s utilizando um thread e 1h50m08s com dois threads. E, como era de se esperar, o desempenho da aceleradora Gráfica GMA X3100 foi modesto, obtendo apenas 313 pontos no 3DMark 2006.

Ah sim, o mardito teste de Super Pi pro David Lopes:

pcwarex31_super_pi

De um certo modo, a IPM31 é muito parecida com a GA-G31M-ES2C da Gigabyte, também voltada para o segmento mainstream. Seu desempenho foi ligeiramente melhor que a PCWARE, mas isso porque ela foi testado com um Core 2 Duo E8400 de 3,0 GHz.

Se de um lado a placa da Gigabyte vem com Dual BIOS, a IPM31 oferece porta de rede Gigabit Ethernet e opção de chip de segurança TPM. A opção por uma ou outra é mais uma questão de gosto pessoal, já que ambas podem ser uma solução interessante para montar um PC novo ou mesmo dar um tapa no velho. ;^)

E isso é só o começo. Acredito que, com o tempo, veremos a marca PCWare em outros produtos, em especial no segmento de portáteis.

Resumo: PCWARE IPM31
O que é isso? Placa-mãe micro-ATX com chipset Intel G31 Express voltada para uso geral.
O que é legal? Plataforma flexível, já vem com porta de rede Gigabit Ethernet.
O que é imoral? Alguns podem sentir falta de mais portas USB, Firewire, slots de memória etc.
O que mais? Módulo TPM 1.2 disponível como acessório.
Avaliação:
6,7 (de 10). Entenda nosso novo sistema de avaliação.
Preço sugerido: R$ 180
Onde encontrar: www.pcwarebr.com.br


Sobre o autor

Mário Nagano

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World.
Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos