Review: filmadora de bolso Sony Bloggie PM5

R

Passar alguns dias com a Sony Bloggie (MHS-PM5) me fez repensar minha relação com esse tipo de filmadora (vale para a Flip também): são modelos ótimos para filmar gente a média distância, paisagens, cenas em movimento – nada muito perto, tá? É um equipamento um tanto interessante, com suas limitações.

No número de recursos, nem dá para pensar em comparar a Flip Ultra (vídeo VGA, sem fotos, memória interna, pilhas recarregáveis) com uma Bloggie: o modelo da Sony é infinitamente melhor. Faz vídeos em VGA (ignorei esse modo nos testes), 720p (30 e 60 frames por segundo) e 1080p, lente que gira 270 graus para permitir que você se filme/fotografe também, tira fotos widescreen a 5 megapixels, tem detecção de rostos que funciona mesmo, estabilização de imagens, software para envio para Facebook/YouTube/Picasa, entrada para cartões de memória Memory Stick (buuuu) e SD/SDHC (eeee!), e um zoom digital de 4x.

O que eu quero dizer no “filmar gente a uma média distância”? A lente da Bloggie, num mundo equivalente a 35 mm, é de 47 mm. Veja o que acontece quando você filma muito de perto (vídeo que fiz no Samsung Experience):

Aproximando mais um pouco, o problema clássico das filmadoras pequenas – a falta de foco:

E até um vídeo que fiz no tripé pra mostrar um gadget me fez desistir de sua publicação em um post oficial por aqui:

E, no escuro, com condições ruins de luz, desista da Bloggie:

Porém, porém, quando você segue para um local aberto, muito bem iluminado, a situação muda de figura (fiz o mesmo vídeo rápido a 1080p, 720p-60 quadros por segundo e 720p-30 quadros por segundo só pra dar uma ideia):

Os arquivos são salvos em formato MPEG4 AVC/H.264 (MP4). Um cartão de 8 GB grava até 80 minutos em 1080p, e pela imagem abaixo dá pra ver qual a capacidade de um cartão de 2 GB SD. Vale lembrar que o zoom digital não funciona no modo 1080p:

A lente móvel da Bloggie, apesar de limitada pelo foco fixo, é móvel (gira 270 graus, para você se auto-filmar). Tirá-la da posição fechada ativa a câmera – e ao conectar a câmera ao computador pela porta USB, o software PMB Portable da Sony entra em ação.

Testei com o Mac e, olha só, totalmente compatível para salvar os arquivos no disco rígido, reproduzi-los e compartilhar na web (ponto para a Sony, junto com a possibilidade de usar os cartões Memory Stick PRO Duo ou um simples e básico SD).

Na parte de acessórios, a Bloggie vem com um cabo extensor USB (que também recarrega a bateria)

… e um bizarro cabo de vídeo A/V com conector proprietário do lado da câmera. Com capacidade de gravação de vídeo a 1080p, não entendo a ausência do HDMI. Um CD de instalação vem com uma versão full do PMB 5.0 (Windows 32 bits apenas).

Pra esse tipo de câmera, vale repetir um comentário universal, já feito antes neste Zumo: Fazer vídeos com a Bloggie é muito simples. Basta ligar, apertar o botão de gravar e pronto: só sair filmando. O legal dessa câmera é fazer vídeos em alta definição, tarefa bem cumprida com algumas restrições: não existe um modo macro, para filmar coisas de perto (nem a Flip tem isso), então se prepare para perder o foco em cenas muito próximas, e a câmera se comporta mal (e granularmente mal) em ambientes com pouca luz. Por outro lado, em locais iluminados, a Bloggie é perfeita – e já que faz vídeos a 1080p, consegue entregar melhores resultados que a Kodak ZX1.

Resumo: Sony Bloggie PM5
O que é isso? Filmadora portátil
O que é legal? Faz vídeos em alta definição (1080p e 720p) sem frescura.
O que é imoral? não tem saída HDMI, usa bateria proprietária, foco fixo.
O que mais? software embutido roda em Mac, tira fotos widescreen de 5 megapixels.
Avaliação: 7,0 (de 10). Entenda nosso novo sistema de avaliação.
Preço sugerido: R$ 999.
Onde encontrar: www.sonystyle.com.br

Sobre o autor

Henrique Martin

Henrique Martin é o fundador do ZTOP+ZUMO e da newsletter de tecnologia Interfaces. Já escreveu na PC World, PC Magazine, O Estado de São Paulo, Folha de S. Paulo e criou o ZTOP+ZUMO em 2007, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC.

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos