ZTOP+ZUMO (tech, opinião, inteligência)

Review: desktop AOC EVO 9223PS All-in-One

Mais conhecida pela sua linha de TVs e monitores LCD, a AOC também possui uma linha de computadores “tudo-em-um” para uso geral e pequenos negócios.

O EVO lembra muito o design de alguns monitores LCD da casa, em especial o modelo 913fw de 19″ com seu visual porta-retrato muito usado nesse tipo de equipamento e que proporciona uma base de sustentação bastante estável, principalmente se se levarmos em consideração de que seu apoio é de feito com uma sólida barra de alumínio com 5 milímetros de espessura.

Apesar de não ficar muito claro para o usuário, este tudo-em-um vem equipado com um processador AMD Athlon NEO X2 L325 de 1,5GHz e 512 KB de Cache L2

… e que trabalha junto com um chip set AMD RS780Ecom uma aceleradora gráfica Radeon HD 3200, uma GPU bem modesta se comparada, por exemplo, com a Radeon HD 6310 que equipa a APU AMD E-350.

Fora isso, o modelo analisado veio equipado com 2 GB de memória SDRAM DDR2 SODIMM (expansível até 4 GB), disco rígido SATA  Seagate Momentus 5400.6 de 2,5″e 160 GB, gravador de DVD H-L GT30N, porta de rede Gigabit Ethernet (uia!), rede Wi-Fi 802.11 b/g/n,  quatro portas USB 2.0, entradas PS/2 para mouse e teclado, portas de som e leitor de cartão SD/MMC/MS. O sistema operacional que acompanha o produto é o Windows 7 Starter em português.

Medindo aproximadamente 39,3 x 47,4 x 12,2  (LxAxP) e  5,4 kg de peso (sem contrar o mouse e teclado) o EVO vem equipado com uma tela LCD de 18,5 polegadas com resolução nativa de 1.366 x 768 pixels, delimitada por uma moldura na cor preta brilhante (ou black piano), sendo que os dois alto falantes estéreo, do tipo DSS Premium Sound, localizam-se logo abaixo onde também fica…

… o botão de liga/desliga e dois LEDs indicadores de estado, sendo que o azul indica o acesso ao disco e o laranja que o PC está ligado. Interessante notar que o botão também se ilumina ao ser ligado.

Como é comum nos notebooks, acima da tela podemos ver uma webcam de 1,3 MP que fica ao lado de um pequeno microfone, que mais parece um furo localizado à direita da câmera.

Na lateral, ainda existem quatro botões que controlam o nível de brilho da tela, volume dos alto-falantes e para ativar/desativar o Wi-Fi. E ainda não descobrimos para que isso serve num equipamento de mesa.

Na lateral esquerda, localizam-se duas portas USB 2.0, mais o letor de cartão SD/MMC/MS.

Do outro lado, temos um gravador de DVD 8x GT-30N da L-H (uma joint venture entre a coreana LG e a japonesa Hitachi).

O teclado e mouse seguem o padrão visual do PC com sua cor preta com detalhes em prata. O mouse é do tipo óptico e ambos se comunicam com o PC por meio de portas PS/2, por sinal um padrão ainda muito popular no mercado corporativo por questões de segurança. Fora isso, o uso de um teclado e mouse sem muita frescura também facilitam a sua troca no caso de defeito ou mesmo se o usuário preferir usar um teclado que seja mais do seu agrado.

Sua traseira é simples, funcional e é como deve ser um all-in-one já que, quanto menos coisa tiver atrás, menor a necessidade de termos que virar o PC  para conectar ou desconectar algo. Apesar de não ser um equipamento pesado, sentimos a falta de algum tipo de espaço atrás do gabinete para colocar a mão e levantar o EVO como se fosse uma TV portátil, o que poderia facilitar em muito o seu transporte e de maneira mais segura.

Vale a pena observar que o suporte traseiro do EVO possui uma articulação de mola na sua base e um pé de borracha no seu ponto de contato com a mesa. Isso faz com que fora a posição totalmente ereta…

… a outra posição realmente segura é a totalmente inclinada. Posições intermediárias podem ser até tentadas, mas a estabilidade vai depender do nível de atrito entre o suporte e a mesa.

 

No seu painel traseiro, novamente o essencial: duas portas PS/2, som, mais duas USB 2.0 e uma porta de rede Gigabit Ethernet (uia!).  Como o EVO não possui entradas frontais de som isso obriga o usuário a ter que virar o computador toda vez que quiser conectar ou desconectar um fone de ouvido ou microfone, o que pode ser um incômodo.

Outra coisa que me chamou a atenção foi a fragilidade do seu slot para trava de segurança padrão Kensington. Ao contrário de outros PCs onde a trava costuma se fixar em alguma parte interna bastante rígida (como o chassis de metal do computador)…

 

… no caso do EVO a trava se fixa no gabinete de plástico e a única coisa que impede que o slot ceda a um puxão mais forte do cabo é uma chapinha de metal, que fica no lugar por um ponto de plástico derretido que pode cair de uma hora pra outra, ou seja, nada que impeça que um meliante leve computador mesmo que uma parte dela fique para trás presa no cabo anti-furto.

Curiosamente, a fonte do EVO é externa como nos notebooks e impressoras…

… e o adaptador é do tipo bivolt com saída em CC de 19 volts x 4,73 ampéres.

O processo de instalação em si é simples: basta ligar o teclado, mouse, fonte de alimentação e no meu caso o cabo de rede. Observe que essa última conexão pode até ser dispensada já que o EVO vem equipado com porta de rede Wi-Fi.

Ao contrário de outros portáteis que já passaram por este ZTOP, notamos que não existe nenhuma porta e/ou compartimento que aparentemente dê acesso ao interior desse computador.

O que notamos foi a presença de uma trava localizada logo abaixo do suporte traseiro…

… que ao ser puxada destravou o suporte traseiro.

Aqui podemos ver duas coisas: primeiro que o suporte traseiro possui uma estrutura de metal bastante reforçada e que ela se apoia em chassis interno do mesmo material. Outra surpresa é que na base desse suporte existem quatro pontos de fixação onde podemos instalar qualquer tipo de suporte que siga o padrão VESA. Isso abre possibilidades interessantes de usar o EVO por exemplo, como um terminal inteligente de informações com conexão Wi-Fi que poderia ser fixado na parede de uma sala de espera, dentro de um elevador etc.

Depois de uma procura mais minuciosa descobrimos que é possível remover parte do gabinete traseiro do EVO o que permite ter acesso a alguns de seus componentes internos. Interessante notar que por baixo dessa segunda capa de plástico podemos ver que uma sólida estrutura de metal que dá total rigidez estrutural ao conjunto.

No canto superior direito podemos ver o compartimento do disco rígido SATA de 2,5″ montado numa simples moldura metálica e que se conecta com o sistema por meio de cabinhos SATA padrão, por sinal do mesmo tipo usado em desktops.

O mesmo pode ser dito do gravador de DVD. Não dá para ver muitos detalhes do mesmo já que a face exposta é na realidade a sua base.

Para nós a grande surpresa foi ver que os pentes de memória SDRAM ficam dentro de um compartimento coberto por uma portinha metálica que fica presa no lugar por meio de um parafuso. O sistema aceita até dois pentes de memória SODIMM DDR2.

Sob Testes:

Nos testes realizados o EVO 9223PS bateu 3,0 pontos no índice de Experiência do Windows, o que segundo a métrica da Microsoft permite que esse produto tire pleno proveito do Windows 7, incluindo a sua interface Aero. Um desempenho melhor que um netbook e dentro do que poderíamos esperar de um PC de entrada com Windows Starter.

Isso também pode ser visto nos testes de HDxPRT, onde o EVO 9223PS bateu apenas 47 pontos nos testes de criação de conteúdo — o que é um desempenho bastante modesto para um PC moderno com Core i5, mas ainda está bem acima de uma plataforma com Atom como o Dell Inspiron Duo, que bateu apenas 32 pontos.

Nos testes de vídeo notamos que ele funcionou muito bem na reprodução de vídeos no formato .MOV mesmo em full HD, mas o desempenho variou nos vídeos em .MKV em especial nos vídeos em Full HD com alguns lags, o que não aconteceu, por exemplo, em vídeos de resolução mais baixa.

Nos testes de aplicativos, o tudo-em-um da AOC bateu 62 pontos no Sysmark 2007. Novamente, um desempenho ligeriamente melhor que um netbook com Atom, mas nada de saltar aos nossos olhos.

Nos testes da Futuremark como o PC Mark Vantage o sistema bateu 2.377 pontos

Enquanto que no novo PC Mark 7 o sistema obteve 954 pontos.

Já para criar uma imagem de DVD a partir de um conjunto de arquivos de vídeo com o DVDFlick 1.3.0.6 o M90z levou de 6h26m41s utilizando um thread e 5h07m05s com quatro threads. Já o processo contrário — para transformar um filme em DVD para um arquivo AVI de 700 MB — no AutoGK 2.45 o sistema levou aproximadamente 2h34m15s.

O teste com o Cinebench 11.5:

E o Super-Pi do David Lopes:

 

Esses números mostram que o AOC EVO 9223PS ocupa um curioso nicho um pouco acima dos All-in-One com Atom Dual Core e os PCs de entrada com Intel Pentium e é mais indicado para aqueles usuários que querem de ter um PC simples e prático para executar as tarefas do dia a dia, como preencher documentos do Office, ouvir músicas e assistir vídeos, trocar mensagens, navegar na Internet etc.

No caso de tarefas que demandem maior capacidade de processamento (como edição de imagens e vídeos), o EVO pode até até ser usado porém com algumas reservas, já que seu desempenho é dos melhores, mas isso não significa que ele não consiga realizar essas tarefas.

Na minha opinião o EVO é uma opção interessante para aqueles que gostariam de adquirir seu primeiro PC, já que ele integra tudo aquilo que o usuário precisa de ter num único equipamento, bastando apenas ligar o mouse, teclado e ligá-lo na tomada para botá-lo para funcionar. Fora isso, ele já vem com alguns recursos ainda raros em computadores de mesa, como webcam e interface Wi-Fi. E o contrário também é válido, ou seja, se comparado com um netbook, o EVO oferece uma tela maior, teclado mais confortável, porta de rede Gigabit Ethernet e gravador de DVD. Assim perde-se em mobilidade e ganha-se em recursos.

Com relação à sua capacidade de expansão, pudemos ver que ele oferece acesso relativamente fácil para a troca do disco rígido e do gravador de DVD e dos pentes de memória. Apesar disso não acho que seja o caso, já que a sua configuração está bem equilibrada para o seu perfil de uso, mas caso seja necessário a facilidade está à disposição.

Interessante notar que o EVO também pode ser uma opção interessante no segmento de negócios, podem ser usado em recepções de prédios, lojas, telecentros, salas de treinamento etc. Fora isso qualquer aplicação que rode essencialmente um programa — como terminais de telemarketing, sistemas de estacionamento ou aqueles terminais de informações que vemos pregado dentro dos elevadores — poderiam se beneficiar de um computador desse tipo.

Como já disse antes, é o PC que compraria para minha mãe.

 

Resumo: AOC EVO 9223PS

O que é isso? Desktop do tipo “tudo-em-um” para uso geral. 
O que é legal?
Bem construído, simples de instalar e usar, rico em recursos.
O que é imoral? Desempenho modesto.  Slot para trava anti-furto não é das mais resistentes.
O que mais?
Oferece a maioria dos recursos presentes num notebook mainstream num PC de mesa. Pode ser adaptado para ser pendurado na parede. 
Avaliação: 6,5
(de 10). Entenda nosso novo sistema de avaliação.
Preço sugerido:
R$ 1.299
Onde encontrar:
www.aoc.com.br

 

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • Wikle

    Este all-in-one é muito modesto para meu uso, mas seria um ótimo presente para namorada/filha/mãe. Gosto deste tipo de arquitetura, mas as opções mais atrativas pecam por terem um custo muito alto, ao redor de R$ 4k, o que me torna mais trativos os notes com tela 16"+.

  • sidney

    pc pra dar pra mãe. se cair um pouco mais o preço pode ter utilização industrial. mas pra utilização industrial projetos custom podem oferecer soluções mais em conta caso atingido um volume de unidades.

  • henrique9469

    3,9 pontos para a RAM? Rapaz, isso deve deixá-lo um pouco lento… Mas o resto do conjunto não decepcionou. Em especial a placa gráfica.

  • fabio

    Só tem um problema em se encontrar peças para esses modelos, processador embutido na placa mãe, tela de 18.5 que só tem na autorizada pelo preçinho de R$ 400,00, pois é to com um aqui todo desmontado com a tela quebrada, e o pior de tudo e encontrar alguém que faça um bom serviço com notebook, porque a tecnologia é a mesmo!