ZTOP+ZUMO 10 anos!

Review: AMD Phenom II x4 940 Black Edition

phenon_ii_intro

Como alguns já devem ter notado, já faz algum tempo que já temos em mãos o novo processador Phenon II x4 940 Black Edition de 3,0 GHz da AMD. Ele se posiciona como uma interessante opção de upgrade para aqueles gostariam de dar uma incrementada ou mesmo uma sobrevida para seus sistemas baseados no soquete AM2 — atrativos que sempre foram o ponto forte do pessoal de Sunnyvale.

Baseado na microarquitetura Deneb de 45 nm, o Phenom II espreme quase 760 mil transístores numa pastilha de apenas 285 mm2. Apesar de rodar a 3,0 GHz o x4 940 tem um envelope térmico de 125 watts, por sinal a mesma especificação do Phenom x4 9850 de 65 nm rodando a 2,5 GHz. Isso garante uma transição tranquila do Phenom original para o Phenom II simplesmemte trocando um pelo outro, o que soa como música nos ouvidos dos integrad0res que poderão melhorar o desempenho de seus produtos baseados na plataforma AMD sem ter que mudar seus projetos. Como, por exemplo, o novo ThinkCentre A62.

Ao contrário dos Core 2 Quad, o Phenom é um processador do tipo monolítico desde a sua concepção com seus quatro núcleos de processamento montados na mesma pastilha de silício. Sua memória cache L1 é formada por 4 bancos de 64 kb + 512 kb de L2 (um para cada núcleo) mais 6 MB de L3 de uso compartilhado. Seu canal Hypertransport opera a 3,6 GHz que, combinado com as memórias DDR2 de 1.067 MHz, pode chegar a uma banda total de 37,2 GB/s, o que não é algo a ser ignorado.

Mas de olho no futuro, o Phenom II também será o primeiro chip da AMD compatível com as novas memórias DDR3 e, para isso, a empresa introduzirá o novo soquete AM3. Sua  principal diferença física será a ausência de dois pinos se comparado com o AM2. Assim, um chip AM3 será de um certo modo retrocompatível, sendo capaz de encaixar num soquete AM2, mas o contrário não será possível porque os pinos extras do chip AM2 impedirão que o mesmo entre no novo soquete. Simples e engenhoso.

spider_soquete_small

Assim pode ser  que o x4 940 seja o chip AM2 derradeiro, já que a tendência é que a partir de agora os usuários optem pelas atuais e futuras versões com Phenom II  x3 ou x4 com soquete AM3 cujas velocidades irão variar de de 2,5 a 3,2 GHz e caches L3 de 4 a 6 MB.

Sob testes

Para esse teste, utilizamos uma placa-mãe MSI DKA790GX Platinum com soquete AM2+ baseado no chipset 790GX com GPU ATI Radeon HD 3300 integrado com suporte para Hybrid Crossfire, saídas DVI, HDMI, eSATA, suporte para DDR2 até 1.066 MHz e outros petiscos:

pheon_ii_dka790gx_platinum

Completamos a montagem com dois pentes de memória DDR2 667 MHz e um HD SATA 300 de 80 GB, um leitor de DVD SATA e botamos pra quebrar.

pheon_ii_montagem

Como uma das propostas desse chip é de ser uma opção de upgrade para placas-mãe ou processadores com soquete AM2, realizamos duas baterias de testes. A primeira com um Phenom x4 9850 Black Edition de primeira geração e depois substituimos o mesmo pelo novo Phenom II x4 940 Black Edition.  Os resultados podem ser vistos na tabela abaixo:

pheon_ii_consolidado_revb1

Esses números mostram que — realmente — o Phenom II oferece um excelente ganho de desempenho se comparado com seu antecessor e isso sem explorar seus recursos de overclock, sendo que até já ouvimos histórias aqui no Brasil desse chip rodando sem problemas a 4,0 GHz com um cooler a ar.

Sob um certo ponto de vista, o x4 940 pode ainda não ser páreo para a nova geração de processadores Core i7 mas com sua melhora de desempenho, ele começa a ter condições de bater de frente com alguns Core 2 Quad de linha, como o Core 2 Quad Q6600 (que equipou o desktop Dell Studio 540) que na sua versão in-a-box se equipara ao chip da AMD nos EUA.

“E isso é só o começo” diz, o pessoal de Sunnyvale. “Esperem pela chegada dos novos modelos com soquete AM3 que aí vamos correr atrás dos Core i7!”

O que posso dizer é que este Zumo estará plantado lá na linha de chegada esperando para ver o que acontece.

logo-zumoindica

Resumo: Phenom II x4 940 Black Edition
O que é isso? processador quad-core de 45 nm com soquete AM2+ para uso geral e entusiastas.
O que é legal? É um quad-core de verdade, ótimo desempenho, destravado de fábrica.
O que é imoral? Não será compatível com os novos soquetes AM3.
O que mais? Pode ser o último grande processador para soquete AM2.
Avaliação: 8,0 (de 10). Entenda nosso novo sistema de avaliação.
Preço sugerido: US$ 225 (nos EUA para lote de mil peças)
Onde encontrar: www.amd.com.br

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • _JF

    Review rápido e rasteiro 😀

    Vejo o Phenom 2 com socket AM3 como meu futuro upgrade (atualmente um Athlon 64 3000+ socket 754), só falta baixarem mais os preços e a gama de mobos compatíveis aumentar, as memórias DDR3 já estão mais acessíveis, logo estarão com preço equiparado as DDR2.

    Ah, o link na segunda imagem tá quebrado (spider_soquete.jpg).

  • Bruno

    Cairia bem um comparativo com cor 2 duo e core 2 quad, quem sabe ate com o i7…

  • Renan

    Exatamente!
    Ia MUUUIIITTTOO bem um comparativo com alguns processadores Intel!

  • A placa-mãe MSI DKA790GX Platinum vem na verdade com uma Radeon 3300 onboard. A 4800 são a seria “top” da ATI, OFFBOARD.

  • Lucas Jardim

    Cairia bem um comparativo com cor 2 duo e core 2 quad, quem sabe ate com o i7… [2]

  • Peter

    Cairia bem um comparativo com cor 2 duo e core 2 quad, quem sabe ate com o i7… [3]

  • Oi Wilker,

    Tem razão, falha nossa.

    Brigadão pelo toque. 🙂

    M.

  • MOABI

    Só não gostei de vocês terem usados memórias DDR2 de 667MHz em vez das de 1067MHz, porque ai dava pra ver como seria o desempenho do processador.

  • Isso da memória foi apontado nos outros reviews…
    Um review mesmo seria interessante com memórias DDR2 e DDR3, mas não acho que seja este o lugar pra isso.

    E Nagano, se o AutoGK foi executado em menos tempo, o “Ganho de desempenho” foi positivo, ao invés de “-34,38%” 😉

  • Oi Walter,

    Pensei q isso estava claro já que no caso do AutoGK quanto menor, melhor.

    Depois eu acerto a tabela.

    [ ]s

    M.

  • Gustavo

    Gostei bastante do Review. Porem, creio que voces poderiam ter feito a medicao de consumo de energia tambem, para somar neste comparativo…

    Assim como ja comentado, creio que uma placa mao com video onboard nao seria o ideal para a materia. Porque voces naos usaram a K9A2 Platinum? Cito ela pois tambem é da MSI, com o mesmo chipset AMD 790FX, mas sem video onboard, ou possiveis “gargalos”…

  • Oi Gustavo,

    O foco desse review está na CPU e não na placa-mãe, de modo que para mim, quanto mais simples o sistema gráfico melhor, já que nessas condições o processador poderá contar menos com a GPU para tirá-lo do sufoco.

    Com relação aos testes de consumo de energia, não achava q alguém sentisse falta dessa medição nesse tipo de review. Eu boto ele de volta nos próximos testes.

    Thanks pelo feedback.

    [ ]s

    M.

  • Gustavo

    Ola novamente!

    Eu citei o consumo de energia, pois se trata de dois processadores com tecnologia de fabricacao diferente, ou seja, o 9850 tem 65nm e o 940 tem 45nm. Logo, esperamos que na teoria, 45nm consuma menos energia. Mas na pratica, o quanto isso seria verdade?

    De quebra, se nao for pedir muito, seria bem interessante medir as temperaturas durante idle e no pico de utilizacao do cpu, talvez, sei la, fazer uma tabemla comparativa de consumo de energia com a temperatura…

    Digo isso pois ja ouvi rumores, nao sei se é verdade, que 45nm esquenta bastante quando está trabalhando no pico. Eu nao acreditei muito, porque isso vai contra a teoria… Enfim…

    Era nesse ponto de vista que eu pensei no consumo de energia…

    Abraco!