ZTOP+ZUMO (tech, opinião, inteligência)

Review: Amazon Kindle 6″ Global Wireless (parte 3/3: baixando conteúdo e conclusão)

Kindle_Intro2

Leia também a Parte 1/2: Introdução ao Kindle e a Parte 2/3: Recursos de hardware e experiência de uso

Obviamente, a principal fonte de conteúdo para o Kindle é o próprio site da Amazon.com, onde o usuário pode ir direto nos títulos para Kindle ou mesmo passear entre os títulos (impressos) que podem até ter uma observação de que ele pode estar disponível para o formato digital.

Note, porém, que a política de preços de cada título segue as boas regras de oferta e demanda do mercado, ou seja, a versão digital de um título costuma ser mais em conta, mas isso não é garantia que esse desconto será sempre grande e generoso.


Nesse primeiro caso, a diferença entre a versão de capa dura (hardcover) e a digital é de quase vinte dólares:

Kindle_book_1

Já nesse caso, a diferença fica na faixa das quatro doletas:

Kindle_book_2

Mesmo assim, o Kindle leva vantagem na velocidade na entrega do conteúdo e o não pagamento de frete adicional, que já está incluso do custo do livro.

Entretanto, talvez a maneira mais interessante de comprar conteúdo no Kindle é mesmo dentro do aparelho. Para isso o sistema dispõe de uma pequena loja virtual que pode ser acessada pelo menu de opções do leitor. A partir dessa tela é possível comprar livros e assinar revistas e jornais, incluindo dois periódicos brasileiros (pelo menos até o fechamento desse review): O Globo, do Rio, e o Zero Hora, de Porto Alegre.

Kindle_shop

A maneira mais simples de procurar um título é digitando uma palavra chave no campo de busca Search Store. No caso abaixo procurei pela palavra “Kindle”:

Kindle_buy_choose

Passeando pela lista, é possivel escolher um item e abrir uma tela com mais detalhes e finalmente fechar a compra, o que é feito utilizando os seus dados da sua conta da Amazon. O interessante é que, em vez de folhear o livro, existe a possibilidade do Amazon enviar gratuitamente algumas páginas para que o leitor possa conhecer mais o título antes de comprá-lo.

Kindle_buy_order

Por ser um sistema voltado para o mercado americano, a loja do Kindle não oferece muitas facilidades para encontrar livros em português. A melhor solução nesse caso é tentar procurar pelo título original (tentativa-e-erro) ou uma palavra chave meio genérica como “Portuguese edition”. Novamente vale a pena lembrar que a Amazon não está abrindo loja no Brasil e sim que o usuário do brasileiro é que está indo comprar numa livraria americana.

Kindle_books_portuguese

Outra maneira curiosa de transferir arquivos pessoais para o Kindle é via e-mail. Observe que na hora da compra, o usuário ganha uma conta de email no formato username@kindle.com. Nesse caso basta enviar um email com o arquivo desejado com o assunto “Convert”. Ao receber essa mensagem, os computadores da Amazon convertem esse conteúdo para o seu formato proprietário AZW e manda via wireless para o Kindle do usuário.

Entre os formatos aceitos estão o MS Word (.DOC), HTML (.HTML, .HTM), RTF (.RTF), JPEG (.JPEG, .JPG), GIF (.GIF), PNG (.PNG), BMP (.BMP), PDF (.PDF), além disso arquivos agrupados no formato ZIP também podem ser enviados que o próprio sistema abre e processa cada documento individualmente. Alertamos porém que a Amazon cobra uma pequena taxa por esse serviço (mais detalhes aqui.)

Outra maneira mais econômica — para não dizer anárquica — de transferir conteúdo pessoal para o Kindle é copiando os arquivos diretamente pela sua porta USB ligado num PC. Assim como outros dispositivos móveis, ao fazer isso, o Kindle se comporta como um dispositivo de armazenamento externo, de modo que basta arrastar os arquivos desejados para as pastas do Kindle.

Kindle_files

Segundo o fabricante, além do seu formato nativo (.AZW, .AZW1) o Kindle também lê outros formatos como texto puro (.TXT), Unprotected Mobipocket (.MOBI, .PRC), Audible (.AA, .AAX) e MP3 (.MP3). Com a última atualização de firmware (versão 2.3) o Kindle também lê PDF nativamente, porém com algumas limitações, em especial a inpossibilidade de fazer zoom no documento. A única maneira que consegui aumentar um pouco o texto foi usar o leitor no modo landscape.

Prefiro acreditar que essa aplicação ainda está meio verde e que a Amazon vai melhorar esse recurso que muitos consumidores consideram primordial na hora de decidir pela sua compra.

Kindle_PDF0

Kindle_PDF1

Kindle_PDF2

Faça você mesmo seu e-book para o Kindle

.

Seguindo outra dica do Eric Costa, eu dei uma olhada em um programa chamado Calibre um notável gerenciador de e-books que converte conteúdos em diversos formatos para o formato do Kindle, transferindo os arquivos para o leitor via USB.

Kindle_calibre_small

Eu estava particularmente interessado nos formatos Comic Book Reader (CBR e CBZ) e o processo de conversão funcionou até que bem, mas com a mesma limitação do PDF, ou seja, sem suporte para zoom na imagem:

Kindle_manga

Nossas conclusões

.

Sob um certo ponto de vista, eu fiquei muito impressionado com o Kindle, em especial pela qualidade da imagem para textos e a facilidade de comprar e baixar conteúdo online mesmo sem o uso do computador. Apesar disso, ainda sinto que esse leitor de e-books ainda não alcançou todo o seu potencial, com diversas aplicações secundárias precisando de pequenos ajustes e a total falta de suporte e até mesmo conteúdo no idioma português pode ser um empecilho para uma penetração mais ampla desse produto no nosso mercado.

De qualquer modo é louvável o esforço da Amazon em expandir seu modelo de negócios para novas geografias e até mesmo para novos dispositivos como o iPhone e os computadores pessoais. Assim acredito que se ainda não chegamos no ponto ideal, pelo menos o caminho está aberto e as perspectivas são bastante promissoras.

Pelo preço sugerido de US$ 546, o Kindle no Brasil não é um produto barato, mas pelo menos não é mais preciso viajar para os EUA para ter um.

Resumo: Kindle Global Wireless
O que é isso? Leitor de e-books com suporte para 3G.
O que é legal? Funciona no Brasil e em mais 100 países, Boa qualidade de imagem (para textos) e fácil de usar. Não precisa de assinatura GSM/3G para usar.
O que é imoral? Ainda não é muito flexível com alguns formatos populares como o PDF. Pouco conteúdo e nenhum suporte para o idioma português. Não possui slot para expansão de memória Flash.
O que mais? Programas de terceiros permitem a transferência de conteúdo próprio para o Kindle.
Avaliação: 8,0 (de 10). Entenda nosso novo sistema de avaliação.
Preço sugerido: Aproximadamente US$ 546 (com frete para São Paulo – SP)
Onde encontrar: www.amazon.com

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • Rafael Oliveira

    Esse preço já inclui aquele imposto de 60% que pode cair sobre produtos importados?

    • Oi Rafael,

      Sim, nesse caso o imposto é cobrado antecipadamente. Vc pode ver uma simulação de compra na primeira parte desse review.

      M.

  • Pingback: Zumo Blog: Tecnologia. Opinião. Inteligência. » Review: Amazon Kindle 6″ Global Wireless (parte 1/3: intro & outros)()

  • Diego

    Muito bom o review!

    Pena que é tão caro!

  • Pingback: Zumo Blog: Tecnologia. Opinião. Inteligência. » Review: Amazon Kindle 6″ Global Wireless (parte 2/3: hardware e experiencia de uso)()

  • Ótimo review!
    Kindle é um dos produtos que já era necessário, mas ninguém teve a coragem (ou verba) pra lançar… Pena que o preço ainda é proibitivo, até mesmo nos EUA.

    E na verdade, descordo de um ponto do review: Não acho que a reprodução de vídeo seja necessária no Kindle. Não condiz com a proposta do aparelho. Depois do vídeo vão querer colocar um reprodutor de DVD, câmera, celular, rádio, GPS, e o gadget vira um MP17 genérico ou um "The Homer" (http://images4.wikia.nocookie.net/simpsons/images

    Já imagino a conversa:
    -Nossa cara, "li" Senhor dos Anéis no iKindle Plus Player, muito foda!
    -E aí, curtiu?
    -Óbvio que sim! As cenas de batalha são animais, Peter Jackson é o cara!

  • arnaldo

    Eu não sei se esse produto tem demanda no país. Aqui não temos o costume de ler livros impressos imagina digitais.. Certamente vai ser mais um produto de bacana..

  • Guilherme

    Excelente post…acho que só ficou faltando falar algo sobre a autnomia da bateria !

    Parabéns !!

    • henriquem

      testes de bateria em andamento… aguarde

  • Rafael Oliveira

    Fiz uns calculos do Nook da Barnes e Nobles pelo MercadoDireto.com e sai por R$ 888. Acho que tá um bom preço tb.

  • dflopes

    Parabéns pelo review.

    Só queria fazer um pedido – só um, unzinho – seria possível testar um pdf com equações, para ver como fica a visualização? Um bom exemplo seria esse arquivo, com imagens, tabelas e quações:
    http://citeseerx.ist.psu.edu/viewdoc/download?doi

    E sobre CBR/CBZ, recomendo o N800/810 – são 4' c/ 800×480, fica excelente com o Comix (o CBR page não funcionou comigo)

    Uma pena esse serviço de conversão por email cobrar USD 0,99/Mb.

    E não entendi uma coisa. Se converter para AZW com o Calibre, tb fica sem zoom?

    Fiz uma busca rápida e tb recomendam o "Mobipocket Creator", poderia fazer algum teste com ele para ver se ele é melhor/pior do que o Calibre?

    • Oi David,

      Infelizmente, o Kindle já está voltando pro Amazon.

      Nos testes q eu fiz, o curioso é que os arquivos PDF (transferidos pelo cabo) no Kindle aceita alguns recursos como busca de textos. E a não ser que exista algum atalho de tecla escondido no sistema, o único modo de visualização é o de tela cheia, ou seja, quanto mais texto e/ou informação gráfica na página, pior a visualização.

      Não estudei a fundo o formato AZW, mas usando o e-book minha impressão é que esse formato está mais para um HTML básico (com fontes escaláveis e gráficos de tamanho fixo) do que um PDF da vida.

      [ ]s

      M.

    • Eric

      Vamos lá. Imagens com o PDF indicado (só pra constar, eu sou uma bosta de fotógrafo, como vc irá perceber):
      http://yfrog.com/0escreenshot41027gx
      A lista começa com uma captura de tela (usando o atalho Alt+Shift+G), depois, fotos do PDF na orientação normal e, em seguida, com a tela girada.
      Um comentário: para textos acadêmicos, o Kindle DX é o ideal, por ter uma tela mais próxima do A4. O Kindle normal é melhor para livros com texto puro. Apesar disso, o PDF fica muito bem, salvo pelo problema do tamanho.

      Quanto à conversão, ao trocar para um formato, digamos, de texto normal, como o AZW ou o PRC, o recurso de aumentar o tamanho da letra e dar zoom em imagens funciona normalmente.

      O Mobipocket é melhor do que o Calibre quando o documento original não está num formato próximo do HTML. Para PDFs, o melhor é ver nesse formato mesmo, se não for um problema ou tentar usar qualquer ferramenta para converter para HTML, passando depois para o Mobipocket ou Calibre (nesse caso, faz pouca diferença qual).

  • Bernardo Gaetani

    Estou com um Kindle DX, a versão de 9.7'' e estou adorando. Preferi o modelo de 9.7'' por ter uma tela bem grande, parecendo livros reais e pelo fato de ler mais formatos, inclusive o PDF.

    Gostaria de saber se tem como desbloquea-lo para uma rede 3G brasileira.

    Quanto ao preço dos ebooks, esses irão abaixar uma vez que agora entrou uma liminar que classifica ebook como livro e não será mais cobrado o imposto de 60% de importação.

    • Oi Bernardo, vamos por partes:

      1. A não ser que exista um Jailbreak para o DX, receio que o 3G não funcione por aqui já que até onde eu sei, a tecnologia de comunicação sem fio é ligeiramente diferente.

      2. Acredito que você esteja se referindo ao preço dos leitores de ebook né? Já que a Amazon não cobra imposto de livro impresso nem digital.

      A propósito, alguém já pagou imposto por um programa comprado e baixado pela Web?

      • dflopes

        Nao sei se vc leu, Mr.Nagano.

        Um advogado conseguiu uma liminar para comprar o kindle sem impoto.

        A logica? Livros nao pagam impostos, nem o papel para i mprimi-lo, entao, o kindle nao deveria pagar imposto.

        Li a decisao de primeira instancia e gostei da argumentaçao da juiza – mas vamos ver ate qdo vai durar a decisao…

        • Sim David, li essa notícia mas parece que essa decisão só vale para o advogado, ou seja, se você quiser o mesmo benefício também tem que entrar com um pedido na justiça.

  • Mônica

    OLA ADOREI O BLOG E ESTOU COM UMA DUVIDAS , ESPERO Q ME AJUDEM !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Vou comprar um Kindle 2 , ou espero Junto mais $ e compro um da 3ª geração ?? Tem como ler arquivos em pdf somente convertendo-os ? E qto outros formatos ( por ex aos disponiveis na saraiva ) , como faria pra le-los ?? Obrigada e aguardo contato ….
    Atenciosamente ,
    Mõnica