ZTOP+ZUMO

Qualcomm revela o Snapdragon 8cx voltado para PCs com (mais) desempenho

Desenvolvida a partir do zero, a nova plataforma móvel da Qualcomm para PCs Sempre Conectados inicia uma nova era de produtos que prometem bom desempenho com baixo consumo de energia.

Numa amostra de que o pessoal de San Diego está determinada a fincar sua bandeira no mundo dos PCs com Windows, a empresa anunciou hoje (6/12) no último dia do Qualcomm Tech Summit 2018 a plataforma móvel Snapdragon 8cx (cx = Compute eXtreme), seu mais novo SoC voltado para PCs sempre conectados:

Segundo Miguel Nunes, gerente de produto para Windows da Qualcomm, o 8cx é o Snapdragon mais performático já criado pela empresa.

O mais impressionante é que ele faz isso sem abrir mão das principais características dos outros dragões da empresa, ou seja, mesmo ostentando o X de “eXtreme” no nome ele mantém os atrativos de ligar rapidamente, estar sempre conectado e principalmente de oferecer uma grande autonomia de bateria, que pode até ser contada até em dias de acordo com o uso:

Mas para isso, o 8cx tira proveito do fato de que — ao contrário dos concorrentes — a Qualcomm já é capaz de produzí-lo no processo de 7 nm o que lhe proporciona vantagens no que se refere a ganhar desempenho ao mesmo tempo que reduz o seu consumo:

Também vale a pena deixar claro que este chip não irá substituir o Snapdragon 850 lançado em junho deste ano, já que o 8cx é um produto realmente novo criado do zero, desenvolvido em paralelo com os modelos da linha 8xx.

Sob esse ponto de vista, o 8cx pode ser considerado um primo do 835 / 850 que continuarão a ser vendido como uma opção mais em conta, permitindo assim que os integradores possam criar modelos capazes de atender a diferentes públicos e/ou faixas de preço:

E apesar de compartilhar algumas características em comum o 8cx não chega a ser uma versão maior e acelerada do novo 855 (à direita) o que fica bem claro quando os colocamos lado a lado:

Segundo Nunes, seu processador Kryo 495 usado no 8cx é um chip octacore com 10 MB de cache (total) com TDP de apenas 7 watts e é considerado o processador mais veloz já desenvolvido pela empresa. Se comparado com o processador do 835 o novo Kryo é 3,5x mais veloz e 60% mais eficiente:

Esse mesmo adjetivo é dado a sua GPU Adreno 680 que oferece o dobro da largura de banda de memória, vem equipado com um decodificador de vídeo compatível com H.265 e VP9, HDR de segunda geração, suporte para dois monitores externos com definição 4K é compatível com a última versão do DirectX 12. Já o seu barramento de memória de 8 canais é compatível com memórias LPDDR4 (até 16 GB) e sua interface de disco aceita discos SSD NVMe com UFS 3.0.

Ele pode ser alimentado via porta USB-C e sua recarga pode ser até acelerada usando a tecnologia Qualcomm Quick Charge 4+.

Já o DSP Hexagon 685 também incorpora recursos de IA de quarta geração da Qualcomm além de permitir o uso de assistentes de voz como o Cortana e Alexa.

Curiosamente esse sistema vem equipado com um modem X24 LTE, ou seja, ele ainda não é compatível com as futuras redes 5G pelo menos por enquanto, já que a empresa já declarou que o novo X50 será implementado no 8cx.

Com relação ao seu desempenho, o pessoal de San Diego comparou sua nova plataforma móvel com um concorrente com TDP de 15W que depois descobrimos ser um Core i5 Intel que parece ser um modelo da série U.

Essa informação por sinal é bem interessante porque ela mostra que apesar do “x” de eXtreme no seu nome, o 8cx não deve ser comparado com chips de outros fabricantes que também têm “x” já que o que o que entendemos nas apresentações de demos é que esse produto seria mais focado no segmento mainstream que hoje compra notebooks com processador Intel Core i5.

De fato, a Qualcomm deixou muito claro na suas declarações durante o evento que esse produto não deve ser comparado com um PC Gamer ou coisa do tipo. Fora isso, eles afirmam que seu produto oferece muitas outras vantagens como design leve e fino, funcionamento silencioso (por não precisar de ventoinha no cooler), conectividade, maior autonomia etc. de modo que, no fim das contas, a proposta da Qualcomm pode ser até mais vantajosa:

Outra grande novidade da plataforma 8cx é que ele virá com a versão Enterprise do Windows 10 para plataforma ARM agora na versão de 64 bits, o que permite executar aplicações x86 no modo emulado. Isso pode abrir as portas do mercado corporativo para esse sistema.

Vale a pena lembrar que a primeira geração do Always Connected PC com Snapdragon 835 vem com uma versão do Windows 10s ou Pro que só rodava programas x86 na versão de 32 bits. A má notícia é que não será possível substituir essa versão do Windows para a nova versão Enterprise.

Mas ao contrário do anúncio do ano passado, nenhuma empresa esteve presente no evento para anunciar notebooks baseados no 8cx. Em vez disso, a Qualcomm nos apresentou um desenho de referência que estava sendo usado para demonstrações, inclusive para rodar aplicações legadas como Photoshop e alguns jogos.

No geral o objetivo das demos é de mostrar que o produto performava bem nas diversas aplicações do dia a dia, o que foi feito de maneira bem convincente apesar de que dentro de condições bem controladas.

Segundo o painel de controle esse sistema veio equipado com um processador Snapdragon 8cx de 2,75 GHz e 8 GB de RAM:

Segue abaixo a lista completa de especificações técnicas deste produto:

Legal né?

Disclaimer: Mario Nagano viajou para o Havaí a convite da Qualcomm, mas todas as fotos bacanas, observações brilhantes e piadinhas infames são dele mesmo.

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.