ZTOP+ZUMO

Programação 4K: o dilema da TV nova

Ter uma TV 4K no Brasil em 2017 ainda é um dilema: ou você só assiste Netflix/Amazon Prime Video/alguma coisa no YouTube ou se conforma com o upscale no resto (TV aberta/cabo e demais serviços de streaming). Nos dois últimos finais de semana, a NET deu mais uma amostra do que vem por aí – e ontem a Samsung fez uma promessa interessante para 2018.

Eu sei que as fotos não fazem jus à qualidade da imagem, mas… imaginem uma transmissão perfeita e com som Dolby incrível. Foi o que aconteceu (mais ou menos). A NET mandou um email algumas semanas atrás perguntando quem tem TV 4K e é assinante da operadora.

Não tenho uma TV 4K, mas estou com um aparelho de 55″ 4K da Samsung para review (com uma soundbar incrível da marca, por sinal; meu limite doméstico para TVs é de 55 polegadas), então disse sim para a NET. No sábado, segundo dia de Rock in Rio, o técnico toca a campainha aqui de casa e instala um set-top box novo complementar ao que eu já tenho, além de um divisor para o cabo da operadora (ignorem a bagunça em torno da TV)

O sábado à noite foi de ansiedade: ver ao vivo, no canal Multishow 4K experimental (704), os shows no Rio. O lineup de 2017 não era lá dos meus favoritos, mas, fazer o que? Foi meio frustrante descobrir que o canal estava com o som bagunçado (parecia que somente um dos canais de áudio estava sendo transmitido), sem ouvir voz ou guitarras no sábado e domingo. O jeito foi ver no Multishow HD, que pelo menos estava com o som perfeito nesses dias.

No final de semana seguinte, a experiência foi completa. Botei no 704 e tudo foi incrível. Não vi tudo porque tive compromissos pessoais no sábado e no domingo, mas na quinta e na sexta consegui ver alguma coisa do palco principal (que foi o único a ter transmissão 4K).

O nível de detalhe era absurdo, o que me leva a uma conclusão curiosa: 4K não é para todo conteúdo. Com 1080i (que é a resolução original da NET) com upscale na TV da Samsung, a imagem já fica muito boa. Para música, OK, funciona. Acho que para filmes e séries idem. Para TV ao vivo, acho que é complicado demais – e, de novo, muito detalhe.

Como as rugas dos Tears for Fears 🙂

Ou o suor do vovô do Def Leppard. 

Este é o set-top box da NET compatível com 4K. O smart card da operadora fica embaixo da caixa, por sinal. Em tempo: o Rock in Rio foi só um teste, sem previsão de lançamento oficial para os assinantes (E eu já guardei a caixinha na embalagem, aguardando retirada).

Falando em conteúdo 4K, ao fechar este post vejo que a mesma Samsung vai lançar – em 2018 – um app para suas TVs de altíssima definição para transmitir jogos da Seleção Brasileira de Futebol em 4K, desenvolvido em parceria com o canal SporTV.

Assinantes de TV a cabo com canais Globosat no pacote terão acesso ao aplicativo 4K. Diz a Samsung o app “vai oferecer conteúdo premium sobre partidas, comentários exclusivos, multicâmeras e transmissões on-demand, tudo com a tecnologia 4k disponível no portfólio das Smart TVs Samsung, modelos de 2016 e 2017“.

A conferir em 2018, quando vamos cortar o cabo para assinar inúmeros canais de streaming e gastar mais que uma TV a cabo convencional.

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

  • evefavretto 26/09/2017, 19:28

    Bom, a Globo já tem alguma experiência com 4K no Globo Play, então faz sentido partir pra 4K no VOD/OTT/on-demand/use seu termo favorito do SporTV(além dos trials da Copa e Olimpíadas). Só que pediam de requisito mínimo acho que 30Mbps, o que me faz suspeitar que usavam H.264 com bitrates insanos em vez de H.265.

    • Henrique Martin 26/09/2017, 20:23

      sempre esqueço do Globo Play. Obrigado!

  • Tadeus Araújo 26/09/2017, 20:40

    Eu acho que sou o único que não vê a necessidade dessa resolução toda.

    O único motivo de filmes serem rodados em 4K é pra serem exibidos no cinema. E só.

    • Mario Nagano 27/09/2017, 08:33

      Eu já ouvi outra história doida — porém plausível — de que Hollywood filmava em 3D porque era praticamente impossível alguém copiar o filme com uma câmera de vídeo direto da tela 3D.

      Com relação ao 4K a migração para esse formato vai ser um processo natural do mesmo modo que foi a transição do HD para o Full HD, ou seja, a medida que os aparelos de TV Ultra-HD deixarem de ser novidade e baixem de preço, vai chegar um ponto em que não vai valer a pena investir numa Full HD, a não ser em aparelhos de entrada com tela muito pequena ( acho que >= 32″).

      Mas uma coisa você tem razão Tadeus: Acho que o Brasileiro ainda é um consumidor acostumado a ver a TV como um investimento de médio e longo prazo de modo que ele não vai trocar de TV só porque o fabricante diz que o novo modelo é mais melhor do que bão.

      Ele vai ter que encontrar um bom motivo para isso e, se no passado o grande incentivo era a copa do mundo, depois do 7 x1 da Alemanha acho que a bola da vez são os serviços de streaming de vídeo em 4K e — é claro — o conteúdo é REI.

      Alguém ainda se lembra da Rede TV 3D?

      • Tadeus Araújo 27/09/2017, 09:04

        O grande problema é a TV aberta adotar esse padrão. Acho que a Globo é a única que tem bala na agulha e alguma razão pra adotar esse padrão.

        As demais emissoras tem uma programação tão básica que acho difícil que valha a pena fazer essa transição.

        • Alexandre Fabian 04/12/2017, 15:47

          Tem a questão de como transmitir videos em 4K? Quantos segmentos seriam necessários pra isso no nosso padrão de TV digital? Na TV a cabo me parece ainda pior (muitos canais)…. Só eu acho que as transmissões são comprimidas em excesso por lá?

          • Tadeus Araújo 04/12/2017, 17:09

            O padrão HEVC tá aí pra isso. Consome a mesma banda que o padrão HD para 4K, se eu não me engano.

  • brenopeck 26/09/2017, 21:58

    A conferir em 2018, quando operadoras como a Net cobrarão o mesmo ou mais caro por conteúdo SD, o dobro por uma dúzia de canais HD e o triplo por meia dúzia de canais 4K. Como eu sei disso? Simples: porque em pleno 2017, com Netflix, pirataria, Apple TV e Chromecast, os caras ainda vendem um combo básico por quase 200 reais com canais em SD, quando o Netflix manda HD e SD por pouco mais de 15% desse valor. Aí depois querem fazer lobby pra prejudicar o streaming. Tenham a santa paciência.

    • Mario Nagano 27/09/2017, 09:03

      Nessa lista vc se esqueceu do Youtube e da TV Digital Aberta sendo que essa última já transmite tudo em HD e di gratis!!!

      Falando nisso, fiquei chocado quando li uma matéria no The Wall Street Journal que dizia que alguns millenials americanos não conheciam a TV aberta e nem sabiam que, com essa “gambiarra” era possível assistir TV de graça sem infligir a lei.

      Millennials Unearth an Amazing Hack to Get Free TV: The Antenna

      Dan Sisco has discovered a technology that allows him to access half a dozen major TV channels, completely free.

      “I was just kind of surprised that this is technology that exists,” says Mr. Sisco, 28 years old. “It’s been awesome. It doesn’t log out and it doesn’t skip.”

      Let’s hear a round of applause for TV antennas, often called “rabbit ears,” a technology invented roughly seven decades ago, long before there was even a cord to be cut, which had been consigned to the technology trash can along with cassette tapes and VCRs.

      The antenna is mounting a quiet comeback, propelled by a generation that never knew life before cable television, and who primarily watch Netflix, Hulu and HBO via the internet. Antenna sales in the U.S. are projected to rise 7% in 2017 to nearly 8 million units, according to the Consumer Technology Association, a trade group.

      Mr. Sisco, an M.B.A. student in Provo, Utah, made his discovery after inviting friends over to watch the Super Bowl in 2014. The online stream he found to watch the game didn’t have regular commercials—disappointing half of his guests who were only interested in the ads.

      “An antenna was not even on my radar,” he says. He went online and discovered he could buy one for $20 and watch major networks like ABC, NBC, Fox and CBS free.

      http://www.msn.com/en-us/news/technology/millennials-unearth-an-amazing-hack-to-get-free-tv-the-antenna/ar-AApmLwm

  • dflopes 27/09/2017, 11:21

    Como Early Adopter, tive TV 3D (a tv quebrou e estou tentando achar outa pra comprar) e agora TV 4K
    Ambas 49, pois é o tamanho ideal para meu espaço.

    Não tem diferença, nem em filmes.
    Baixei – para testes – o MadMax 4k para comparar com meu BLuRay.
    Pouquíssimas diferenças que não justificam o valor cobrado a mais.
    Talvez o uso melhore com videogame (PS4 Pro e Xbox S) ou Tv aberta…

    P.S.: Também diminui meu pacote de TV pois os filhos passam mais tempo no YouTube e Netflix.