ZTOP+ZUMO (tech, opinião, inteligência)

Preview: Canola 2 (beta)

Canola: interface principal

Desde o ano passado eu venho falando do Canola, aplicativo que transforma os internet tablets da Nokia em media centers (e potenciais concorrentes do iPod Touch). Como o N800 agora está í  venda no Brasil – e recebi um para testes – resolvi instalar o Canola, que agora tem uma nova versão beta (2) liberada.

O processo de instalação é bem rápido. Conectado í  minha rede sem fio, levei o browser do N800 para o site oficial do Canola. Escolhi o sistema operacional (o N800 ainda está com a versão antiga do OS, ainda irei atualizar para a mais nova, que é a mesma do N810), baixei, instalei, desliguei o tablet e liguei de novo.

Player de áudio do CanolaComo acontece na maioria dos celulares, é preciso ensinar ao Canola 2 onde encontrar material para a biblioteca. Copiei músicas, ví­deos (em XviD) e fotos para um cartão de 2GB e inseri no slot externo do N800 (há ainda um slot interno, próximo í  bateria). Biblioteca atualizada, mí­dia disponí­vel, vamos lá.

A experiência de uso do Canola 2 não é voltada ao uso com a caneta Stylus. É para usar com o dedo mesmo. Clicar, arrastar, soltar, tudo pode ser comandado sem a canetinha. Pelo que percebi, as partes de áudio e foto estão mais redondas que a de ví­deo.

Em áudio, o Canola 2 é um excelente tocador de música, seja MP3 ou, se preferir, de rádios na web e também podcasts. Se quiser, alterne para a página inicial do N800 e deixe tocando música – o som que sai das caixinhas embutidas é razoável.

Miniatura de fotos no Canola 2Nas fotos, o Canola 2 organiza todas as imagens em três fileiras de miniaturas. Arraste, com o dedo, para a direita, e as imagens “rolam” pelo LCD. Clique em uma e, com mais um toque, dá para iniciar um slideshow. Some isso a uma trilha sonora e, pronto, você já economizou uma grana com um porta-retratos digital.

A parte de ví­deos, a meu ver, ainda precisa de ajustes. O XviD que coloquei era aparentemente grande demais (350 MB) para o que o Canola consegue fazer hoje. A reprodução do som estava ótima, mas a de imagens parecia quadro-a-quadro (ou, nos piores momentos, de uma TV digital com sinal ruim). Converti os arquivos para DivX e, até agora, não consegui assisti-los (vou depois descobrir o que aconteceu).

Como o software ainda é beta, muitas melhorias devem vir por parte do INDT, que desenvolve o produto (logo ali, no Recife). Entre as promessas, estão a correção de bugs, a criação de plug-ins para YouTube e Last.fm e a compatibilidade com mais formatos. Ainda vou mexer bastante com o Canola 2 (de preferência, com o sistema operacional atualizado) e depois conto mais. Tem screenshots e mais informações sobre o que vem no Canola aqui.

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin