ZTOP+ZUMO

Posto do futuro: movido a energia solar, com reciclagem de água e banheiro autolimpante

O conceito tecnológico do Posto do Futuro é interessante, mas a adoção de soluções ecológicas e sustentabilidade no local é muito mais. Ao chegar ao posto, dá para perceber que a borda do teto tem um estranho formato: são painéis solares, e esse recurso é usado para carregar veículos elétricos (!) e aquecer água para lavagem de carros.

Falando em carro elétrico, ele ainda é uma tecnologia distante do brasileiro, mas o Posto do Futuro tem seu “Eletroposto” com unidades para recarregar bicicletas e scooters elétricas (sistema de carga lenta, de até 3 horas, preço sugerido: R$ 5 a carga).

E também carros elétricos (em unidades convencionais, mais lentas, ou de carga rápida de 80% da bateria em 30 minutos, como mostrado abaixo). Recarregar um carro elétrico tem o preço sugerido de R$ 30 – mas nem a Petrobras Distribuidora vê muita demanda nisso hoje (só para veículos usados em demonstrações e feiras). A tecnologia de recarregamento é fornecida pela GE.

Voltando à energia solar, esse painel enorme ao lado do Eletroposto serve para aquecer água da lavagem de veículos: segundo a Petrobras, isso diminui o uso de produtos químicos e volume de enxague em até 10%.

A água aquecida é usada no lava-rápido, que não tem aquele tradicional “escovão”, mas usa um jato de alta pressão para molhar e ensaboar o veículo.

…que sai limpinho do outro lado. Essa mesma água da lavagem será filtrada e reciclada para outras lavagens.

Além disso, parte da água usada no Posto do Futuro vem da chuva, e é guardada em um coletor gigante desses aí. O uso de água da chuva e a reciclagem de água, diz a Petrobras, permitem reduzir o consumo de água do posto em 50%.

Não dá para ver (nem em foto, nem no local), mas outra alternativa de sustentabilidade usada no Posto do Futuro é o telhado branco, que ajuda a reduzir a temperatura interna entre 3 e 8 graus (e ainda consumir menos no ar-condicionado no calorão do Rio).

As áreas cobertas do posto (lubrificantes, conveniência e a área de abastecimento) usam três tipos de iluminação: por LEDs, por lâmpadas de indução magnética e por janelas de iluminação zenital (luz do sol + lentes para deixar o ambiente bem claro – na foto abaixo, você consegue dizer qual é o LED e qual é a luz do sol dentro da loja de conveniência? 2O da esquerda, mais claro, é a iluminação zenital).

Finalmente, um problema que encontrou uma solução: o banheiro do Posto do Futuro é autolimpante. Sim, é uma caixa metálica cheia de parafernálias necessárias para deixar tudo limpinho. Você aperta um botão do lado de fora, entra na caixa mágica e vê o vaso sanitário – a sua “tampa” gira, sendo limpa a cada uso.

A pia solta água já com sabão e seca as mãos com jato de ar quente no final do processo.

E, bem, se você tiver uma emergência lá dentro, basta pressionar o botão de SOS. Usei o banheiro e, bem, ele me pareceu bem limpinho 🙂

O Posto do Futuro fica na Av. das Américas, 3757, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

Disclaimer: ZTOP viajou a convite da Intel. Todas as opiniões aqui são nossas.

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

  • glaucopgomes 13/12/2011, 13:46

    Fiquei imaginando que tipo de emergência em um banheiro me levaria a apertar um botão de SOS.

    • mnagano 13/12/2011, 16:09

      Hummm…. Acabar o rolo de papel?

      Tem também aquele banheiro japonês que o Mate conheceu no filme Carros 2:

      http://www.youtube.com/watch?v=q9-2pvy5mM8

    • Adrianodl 13/12/2011, 16:18

      Quando acaba o papel oras!
      (waka waka waka…)

  • Rodrigo 13/12/2011, 23:18

    Segundo a normativa de 2004 da ANEEL é proibido vender energia elétrica no "varejo", como esse posto conseguiu?

  • dflopes 14/12/2011, 00:45

    interessante,
    a dissertação de minha esposa foi justamente no reuso de água de lavagem de onibus,
    seja usar na primeira lavagem ou em irrigação (uso classe 4)

    A areia até foi removida no filtro, mas o óleo insistia em ficar na água, dificultando a irrigação.
    Nagano, poderias perguntar qual o sistema de filtração (para um engenheiro interessado)?
    Grato.