Em busca de servidores, Positivo compra a Accept

E

A Positivo Tecnologia anunciou hoje (02) que adquiriu 80% do capital da Accept uma tradicional integradora de PCs com sede em São Paulo, fábrica em Ihéus e que no ano passado completou 30 anos.

Por que importa?

A chegada da Accept ao portfólio da Positivo Tecnologia traz um novo mercado para o pessoal de Curitiba: servidores, computação em nuvem, HPC, Big Data e Inteligência Artificial.

Se você nunca ouviu falar na Accept, isso é porque ela está fora do mercado de varejo desde o ano 2000 atendendo nos dias de hoje essencialmente o mercado corporativo e de governo com soluções que vão de mini PCs e desktops

… até servidores x86, sendo que a Accept mantém diversas parcerias com fornecedores de fora, sendo capaz de fornecer soluções de fabricantes como Intel, Supermicro e mais recentemente ASUS, com quem mantém um acordo de exclusividade:

Fora isso, a Accept também é parceira da NVidia no segmento de Computação Acelerada e Inteligência Artificial oferecendo soluções como os notórios Sistemas DGX …

… equipados com as ainda mais notórias GPUs Tesla V100:

Mas curiosamente, a Accept não monta nem comercializa notebooks.

Com essa aquisição, a Positivo Tecnologia agora pode oferecer algo que Mike Dell já chamou de “Teoria de Unificação do Universo” (“Unifying Theory of the Universe“) ou seja, oferecer para seus clientes soluções completas “ponta-a-ponta” que vão de um simples smartphone até servidores na nuvem — e tudo com a marca Positivo!

Sob esse ponto de vista, é importante que a empresa tenha o controle sobre toda a sua solução o que inclui hardware, software, suporte e serviços.

Quanto vale?

Segundo a Positivo, o valor da aquisição é variável e está fundamentado na lucratividade da Accept nos próximos cinco anos. A negociação foi estruturada na forma de “Earn Out”, cláusula contratual em que o preço final de operações de compra e venda é estabelecido posteriormente.

Interessante destacar que por enquanto a marca Accept será mantida e sua liderança continuará nas mãos do atual CEO Silvio Campos, sendo que o cargo do novo CFO será indicado pela Positivo, mas caso haja necessidade de novos modelos de negócios ou produtos, essa posição poderá ser reavaliada.

Sobre o autor

Mário Nagano

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World.
Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

Por Mário Nagano

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos