ZTOP+ZUMO 10 anos!

Por que o Celeron poderá nunca ser dual core?

IDF 2007 San Francisco: No final da apresentação dos produtos de 45 nanômetros, tive a oportunidade de conversar com Stephen L. Smith, vice-presidente de operações e diretor do grupo de operações da Intel, sobre as várias linhas de produtos da casa, inclundo o segmento de valor que inclui o Celeron.

Como o Celeron é praticamente, o último chip da fabricante essencialmente single-core, eu perguntei se esse chip poderia ter algum dia dois núcleos.

Smith respondeu que num futuro próximo ele não vê essa possibilidade, porque o Celeron é voltado para aquele consumidor que realmente quer pagar o mí­nimo possí­vel num computador, por mais que a tecnologia evolua e os novos recursos sejam integrados ao Celeron (por sinal, hoje já um membro da famí­lia Core), nada é mais em conta que um chip single core.

Para aqueles que desejam um dual core barato, a Intel oferece o novo Pentium Dual Core, numa faixa de preço abaixo do Core 2 Duo.

Um ano atrás fiz a mesma pergunta pra Smith, e a resposta foi mais ou menos a mesma, mas na época ainda não existia a opção do Pentium Dual Core.

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.