Pocket Review: Belkin Wireless G Router

P

Belkin Wireless G Router

Este é um review pessoal.

Explico: dois anos atrás, eu queria um roteador wireless para usar em casa que fosse barato e pequeno. Em alguma viagem ao exterior, encontrei o Belkin Wireless G Router, que se encaixava dentro das minhas especificações (paguei, na época, uns US$ 40 pelo equipamento). Na época, começavam a aparecer os primeiros aparelhos pré-N (caros e não sabia se funcionariam direito) e o da Belkin, mesmo sendo 802.11g, me pareceu uma opção bem econômica. Agora o aparelho chega ao Brasil oficialmente.

A instalação – na época – foi simples e rápida (tudo configurado CD de software e depois via browser), coloquei uma boa senha (WEP de 128 bits) e, desde então, me esqueci da existência do roteador (basicamente, só reclamo dele quando a banda larga cai, e a culpa costuma ser do modem). Conectei meu PC, configurei o notebook e estava pronto para usar o aparelho – ponto final.

No apartamento em que morava, conseguia sinal wireless por toda a casa, do escritório à sala de estar, sem nenhum problema. Hoje, em outra moradia, a situação é um pouco diferente pela configuração do local – a sala fica um pouco mais distante, e o sinal chega muito fraco até lá (ou seja, nada de ver TV e navegar na web enquanto trabalha).

A Belkin diz que o alcance é de até 122 metros, o que realmente não é o meu caso (deve ser algum fator que não consegui identificar ainda que causa interferência entre os menos de 10 metros que separam um ambiente do outro). No escritório e no dormitório, tenho 100% de sinal – isso é bom.

LEDs indicam o que funciona ou não no roteador

O aparelho, com 4 saídas Ethernet, esquenta por causa do uso diário (nada comparável a qualquer notebook por aí), mas nesses pouco mais de dois anos nunca deu um problema grave. Tem um firewall embutido, que me dá mais segurança pra usar um PC com Windows. Tem uma entrada para a rede WAN (banda larga, via cabo ou ADSL) e quatro saídas Fast Ethernet. Um botão de reset escondido e o conector para a fonte de energia. E a anteninha, claro. LEDs na cor verde mostram o status do serviço – ligado, wireless, internet, dados do modem e as portas Ethernet em uso. Se der algum problema grave, os LEDs piscam ou mudam de cor.

1 WAN, 4 Ethernet, 1 fonte de energia, reset

Hoje, o Belkin Wireless G Router fica aqui num canto da mesa, quase que escondido entre a caixa de som e a fonte do notebook. Faz o seu serviço direito, e isso é o que importa.

Resumo: Belkin Wireless G Router
O que é isso?
Roteador Wi-Fi
O que é legal? Quase nunca deu problemas. Configuração fácil e simples. Recursos de segurança.
O que é imoral? Não tem o alcance prometido pelo fabricante.
O que mais? É pequeno e compacto.
Avaliação: 3,5 (de 5,0)
Preço sugerido: R$ 199
Onde encontrar: Varejistas online, como Americanas e FastShop.

Sobre o autor

Henrique Martin

Henrique Martin é o fundador do ZTOP+ZUMO e da newsletter de tecnologia Interfaces. Já escreveu na PC World, PC Magazine, O Estado de São Paulo, Folha de S. Paulo e criou o ZTOP+ZUMO em 2007, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC.

Disclaimer: o ZTOP+ZUMO tem links de afiliados com a Amazon e pode ser
remunerado caso você clique em links neste artigo e compre algo.

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos