Review: TV LED Philips série 7300 com Ambilight

R

Comprar uma TV hoje é tarefa difícil e complicada.

Se no passado não muito distante (pensando que 1998 foi o ano que as telas grandes de plasma começaram a aparecer nas lojas com preços abusivos) você escolhia um tamanho “grande” que, no máximo era de 20-29″, hoje são tamanhos enormes com inúmeras tecnologias embarcadas.

A Philips me mandou um modelo de 55″ da nova série 7300 para testar, com Ambilight (essa luz na borda da tela) em três lados e recursos de Smart TV integrados. No geral, a experiência foi bem positiva.

O mais legal do processo foi mudar parte da minha visão sobre telas de LED no uso diário.

Explico: tenho uma TV de 42″ de plasma em casa (um modelo da LG de 2009), adoro o contraste quase perfeito que essa (já ultrapassada) tecnologia fornece, sem exagerar no brilho e sem dar problemas de movimento na tela. Meu sonho de consumo hoje são lindas telas OLED,  mas ainda caras demais, um investimento que ainda não vale a pena.

Meus problemas com TVs de LED e LCD até então: muito brilho, falta de contraste, muito problema de movimento (o clássico efeito “soap opera”, que gera um leve atraso na imagem com pulo de alguns quadros e uma dor de cabeça daquelas depois de um filme).

Entra em cena a Philips série 7300 (modelo 55PFG7309/78), um dos modelos topo de linha da fabricante recém-lançado no mercado brasileiro, que me ajudou a remover 80% (mas não todos) meus problemas com telas LED (em resumo: ainda acho muito brilhante a tela, mas é opinião pessoal minha). E o Ambilight ajuda pra caramba.

Passei o último mês assistindo TV nessa tela gigante e é um baita de um equipamento pra colocar na sala de casa.

PHILIPS 7300 - 03

A TV série 7300 é da família de modelos ultrafinos da Philips, com apenas 1,9 cm de espessura na tela, com borda também fina. O acabamento em alumíno e a base cromada (também superfina) dão a sensação de que a tela com resolução máxima de 1920 x 1080 flutua sobre uma superfície.

Dá para pendurar a TV na parede também, com um encaixe para suporte padão VESA na traseira do equipamento.

PHILIPS 7300 - 22 PHILIPS 7300 - 31

O controle remoto é grande e cheio de funções, incluindo um teclado alfanumérico em sua parte traseira. Ao ser usado em menus internos – mais notadamente nos de Smart TV – o controle atua como mouse na tela: mova o braço e a seta segue o movimento.

DSC_0164 DSC_0166

O Ambilight  – ou diversas lâmpadas LED minúsculas montadas atrás da tela em sequência – dá um efeito especial ao ajustar as cores projetadas na parede de acordo com a imagem na tela. É um diferencial exclusivo da Philips faz algum tempo, e esse modelo conta com três lados (topo e laterais da tela) com os LEDs.

Se você tiver lâmpadas HUE em casa, elas funcionam em sincronia com a TV, ampliando a experiência.

PHILIPS 7300 - 33 PHILIPS 7300 - 26

As conexões da 7300 se concentram no lado esquerdo da tela, com quatro portas HDMI, duas USB (que reproduzem diversos formatos de vídeo e também permitem gravar TV em HDs externos), duas A/V, saída de áudio digital (óptica), uma porta Ethernet e um conector de antena.

PHILIPS 7300 - 27

Parte das conexões fica na lateral…

PHILIPS 7300 - 28

E outra parte na traseira/embaixo:

PHILIPS 7300 - 30

A TV tem ainda conectividade Wi-Fi (padrão N) integrado para poder usar os recursos de Smart TV.

PHILIPS 7300 - 04

Que fica em uma interface nova da Philips, que se sobrepõe à imagem. São diversas opções de aplicativos/recursos integrados, e um dos focos principais da fabricante é destacar os serviços de vídeo sob demanda entre os aplicativos. A linha inicial (com os ícones em azul) traz links para a galeria de aplicativos, Social TV (que integra Facebook e Twitter a uma barra na lateral), TV on Demand (com programas/destaques sob demanda), navegador, Cloud Explorer (que se conecta à sua conta do Dropbox, uma baita ideia legal) e Cloud TV (mais canais sob demanda).

De conteúdo nacional, destaque grande pro aplicativo da Band TV:

PHILIPS 7300 - 07 PHILIPS 7300 - 08

Curioso é navegar pela Cloud TV. Apesar de configurada para o Brasil, só achei canais em italiano (!).

PHILIPS 7300 - 09

E a meia dúzia que vi tinha uma estranha propaganda de chicletes antes:

PHILIPS 7300 - 11

Mas de qualquer modo é um canal online, como dá pra ver ao pressionar o botão de “informações” no controle remoto:

PHILIPS 7300 - 12

Ah sim, esta é a “Social TV”: ainda prefiro o Twitter no smartphone como segunda tela ao ver TV.

PHILIPS 7300 - 13

E o navegador (que me pareceu bem experimental):

PHILIPS 7300 - 14

A TV sob Demanda tem um monte de conteúdo – a maioria notícias – pra ver, mas nada em português ainda. PHILIPS 7300 - 15

A cena abaixo não é TV: é streaming sob demanda do Wall Street Journal.

Vale ressaltar que no app do Netflix, a transmissão na maioria das vezes começa em padrão SD (e com uma imagem ruinzinha) e ajusta para HD em poucos instantes.

PHILIPS 7300 - 16

Com os ajustes certos, a qualidade de imagem é muito boa, seja na reprodução de vídeos (via pen drive no USB ou discos Blu-Ray). A qualidade de som (20w RMS) também é bastante boa.

PHILIPS 7300 - 03

Ou na velha e boa TV a cabo. Por questões de localização, TV aberta não pega aqui em casa – mas a 7300 tem sintonizador digital e (diz o manual) já vem com Ginga.

philips tv - 01

E tem recurso 3D também, com tecnologia passiva. A TV vem com quatro pares de óculos na caixa e faz conversão automática de conteúdo (ver “Cosmos” em 3D é incrível!)

PHILIPS 7300 - 18

Mas pena que não dá para reproduzir o efeito em fotografia.

PHILIPS 7300 - 19

Outros itens interessantes da Philips 7300 incluem o fato de ela incluir “rede” como uma das fontes de imagem (via DLNA)…

PHILIPS 7300 - 20

… e ter Skype pré-instalado e com atalho no menu inicial, apesar de esse modelo específico vir sem câmera integrada.

PHILIPS 7300 - 21

Conclusão

Testar TVs não é tarefa fácil: é um produto pesado, grande, caro e complicado de montar e desmontar em curtos períodos de tempo (e por isso acabamos testando poucos modelos aqui no ZTOP). O televisor Philips série 7300 (20 kg com a base) é um belo exemplar de uma tela grande, nítida e com inúmeros modos de configuração que conseguem convencer um chato (como eu) de que telas LED podem ser (e são) muito boas.

Ainda continuo com a impressão de que o brilho (mesmo reduzindo-o ao máximo) ainda é muito grande, mas no geral esse modelo específico da Philips se comporta muito bem no geral – e sem efeitos indesejados na imagem final, principalmente naquela vinda de canais da TV a cabo (que é 1080i, não 1080p). Se você está no mercado em busca de uma TV nova, a Philips série 7300 é uma excelente escolha.

Resumo: Philips série 7300 (modelo 55PFG7309/78),

O que é isso? TV LED Full HD de 55″
O que é legal? Ótima qualidade de imagem, diversos recursos de conectividade, tem Ambilight de 3 lados.
O que é imoral? Controle remoto muito grande, ajuste de brilho pode ser complicado
Avaliação: 7,5 (de 10). Entenda nosso novo sistema de avaliação.
O que mais? Muito boa qualidade de som, modo de games 3D com divisão de tela, 3D passivo integrado, usa processador dual-core.
Preço sugerido: a partir de R$ 5.999
Onde encontrarPhilips

Sobre o autor

Henrique Martin

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos