Números enormes: Philips Hue no Brasil

N

A Philips lançou no Brasil (aleluia!) sua linha de lâmpadas conectadas Hue (cumprindo uma promessa feita no ano passado a este ZTOP).

Para quem não conhece, a Philips Hue é um kit de automação doméstica para iluminação. Vem com três lâmpadas LED e um conector de todas à rede, chamado Bridge.

O Bridge (abaixo) permite conectar até 50 lâmpadas Hue dentro de casa (mais do que um ser humano médio precisa numa residência de dois/três quartos, certo?). E pelo tablet/smartphone, você controla a iluminação de acordo com seu gosto.

CAM00297

É mais um passo para automação doméstica baseada em iOS (ou smartphones, vai) do que sistemas proprietários malucos – uma das primeira a investir nesse tipo de coisa foi a Belkin, com seu WeMo. Ou, pra dizer o termo da moda, é um jeito de levar a “Internet das coisas” pra dentro do lar.

O controle da iluminação passa a estar nas suas mãos, de qualquer lugar com conexão à internet, oncluindo aquela velha lâmpada do ladrão (quando você viaja e deixa uma luz apagada para o ladrão achar que tem gente – agora dá para ligar e desligar de qualquer lugar com conexão à internet). Liga à noite, desliga de dia, tudo programável pelo smartphone.

Controle? Sim. 16 milhões de cores customizáveis para cada ambiente com uma lâmpada (mas já existem diversos modos pré-programados). Por ser LED, economizam até 80% de energia em comparação com lâmpadas convencionais.

A Philips já começou a vender o kit básico da Hue (3 lâmpadas + bridge) pelo valor sugerido de R$ 1.299, e cada lâmpada avulsa sai pelo valor sugerido R$ 269.

Apesar de funcionar com iOS e Android (e as duas plataformas têm inúmeros apps extra-oficiais para brincar com cores e clima de festa), as Hue estão à venda inicialmente no ecossistema Apple: na loja do Rio de Janeiro, na Apple Store online e em revendas autorizadas.

Depois do feriado eu publico um review – já instalei uma Hue no meu quarto e outra na sala de estar 🙂

Sobre o autor

Henrique Martin

Henrique Martin é o fundador do ZTOP+ZUMO e da newsletter de tecnologia Interfaces. Já escreveu na PC World, PC Magazine, O Estado de São Paulo, Folha de S. Paulo e criou o ZTOP+ZUMO em 2007, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC.

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos