ZTOP+ZUMO (tech, opinião, inteligência)

Panasonic lança bike elétrica para engravatados

Novo modelo é voltado para aqueles que querem trocar o transporte urbano pela bicicleta (mas sem amarrotar o terno).

A Panasonic do Japão vai lançar no mês que vem uma nova bicicleta elétrica especialmente voltada para os salaryman (サラリーマン), um termo usado por lá para designar o trabalhador de escritório (normalmente de grandes corporações) cuja presença no cenário urbano é tão comum que virou até referência em guias de viagens:

Fonte: Por dentro do Japão — (c) 1992 Japan Travel Bureau & Dantec Corp.

Batizada de Mobieito (BE-ENHE78), trata-se de uma bicicleta elétrica especialmente feita para ser conduzida por uma pessoa vestindo terno e gravata. Isso faz com que esse modelo combine algumas características bem curiosas que poderiam ser consideradas até meio bregas por aqui, mas que servem bem à sua proposta de ser um meio de transporte alternativo, saudável e não poluente que pode ser usado tanto para o deslocamento da casa para o trabalho quanto para suas andanças pela cidade, dispensando assim o uso do carro ou do transporte público.

Sua roda é do tipo 700 × 32c, mede ~1,84 metros de comprimento, 58 cm de largura (contando a cesta) e pesa 23,5 kg.

A característica mais óbvia é sua cor — preto metálico — que combina com a vestimenta do seu condutor, fora isso ela possui uma cestinha mais larga e reforçada para acomodar uma pasta de executivo…

… proteção para a corôa do pedal (para que ela não morda a barra da calça) e paralamas nas duas rodas que evitam que respingos de água, terra ou mesmo barro voem na direção do seu condutor. Ele ainda conta com farol de LEDs e trava anti-furto.

A bicicleta ainda conta com câmbio de oito velocidades e sistema de tração elétrica assistida ou seja, seu motor não serve para impulsionar a bike como uma mobilete ou motociclo — e sim para dar uma força a mais nas pedaladas, permitindo assim que seu condutor consiga percorrer maiores distâncias com menos esforço, além de ser uma mão na roda (literalmente falando) na hora de subir ladeiras, principalmente para aqueles fora de forma. Sua bateria de íons de lítio tem capacidade de 25,2 volts x 8 Ah e pode ser recarregada em ~ 4,5 horas.

Segundo a fabricante, esse sistema de tração ECO NAVI pode funcionar de três modos: um mais econômico (Long) que estende a sua autonomia para 54 km, outro mais intensivo (Power) que reduz essa distância para 40 km e um modo automático (Automatic) que varia o esforço de acordo com a demanda e cobre algo em torno de 44 km:

Seu preço sugerido é de 145 mil ienes (~ R$ 3.292) e a previsão é que ela chegue no mercado japonês no início de março de 2012. Mais informações podem ser encontradas aqui.

Ainda em tempo: Essa mesma bicicleta também estará disponível na cor prata (BE-ENHE78), um tom mais neutro e que também pode ser mais atraente para o público feminino.

 

 

 

 

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • dnmessias

    Com esse precinho eu não teria coragem de usar uma dessas no Br

    • mnagano

      Se servir de consolo, esse preço é caro até para os padrões japoneses. Tanto que lá existe até um sistema de rastreamento por GPS especialmente voltado para proteger essas bikes contra roubos.

      • dnmessias

        e eu que pensava que não tinha roubo no japão!

        • mnagano

          Entra no Google e procure por "Escândalo Olympus" só pra ficarmos nas notícias em português.

  • Pingback: Blog – Webbikers » Panasonic lança bike elétrica para engravatados()

  • O preço tá violento… mas a preta está irrestível.

  • Saulo Benigno

    É mais ou menos o preço de uma moto por aqui não?
    Mas achei bem interessante também 🙂

    • mnagano

      Sim, só que vale a pena observar que essas bikes com tração assistida ao pedal ( também conhecido como "pedelec") não deveriam ser confundidas com os modelos com tração direta que se comportam mais como scooters e/ou motos (principalmente no que se refere a sua velocidade).

      Agora, imagine um ciclista mais "cachorro louco" andando por ai com um veículo com desempenho de moto como se fosse uma bike ou seja, andando tanto na rua quanto na calçada em qualquer sentido, serpenteando entre carros ou pessoas a 40 km/h?

      Pior: como esses motores elétricos não fazem barulho, alguns podem não perceber a aproximação de uma bike elétrica (principalmente pelas costas) o que pode levar a graves acidentes, alguns até mortais:

      http://www.china.org.cn/business/2011-06/20/conte

      http://en.wikipedia.org/wiki/Electric_bicycle#Roa

      http://en.wikipedia.org/wiki/Electric_bicycle_law

  • Marvels

    ótimo post, bem escrito, e uma curiosidade legal.

  • Camolez

    Uma dessa resolveria 100% do problema de locomoção, tenho bike e adoro andar de bike, mas ir trabalhar com a bike é osso principalmente da minha casa ao trabalho tem 3 subidas que é de enrroscar a lingua na roda da frente.

  • Curti muito a magrela, pena que caso venha para os lados de cá, o preço seria nada amigável. Mas acho que faria o esforço, já que bicicleta é praticamente meu meio de transporte mais utilizado!

  • Mark Bierast

    Poxa, eu gostei, será que chega por aqui? Bom, mesmo se chegar preço seria proibitivo demais prá meu modesto salário… uma pena. Aposentaria minha moto fácil…

  • Bem melhor que moto ou carro!

  • Olá Pessoal,

    Criei um fórum pra discussão de bicicletas elétricas, chama Meu Elétrico. http://www.meueletrico.com/forum

    Podemos discutir bastante sobre esse assunto por la!

    Com sua autorização Mário, vou postar essa reportagem por lá, ok? Obrigado!