ZTOP+ZUMO 10 anos!

Panasonic anuncia reflex digital sem espelho (hein???)

Para quem se perguntava o que os apoiadores do padrão Four thirds tinham na cabeça quando anunciaram o novo padrão Micro Four Thirds taí uma das respostas: a Lumix G1, uma reflex digital sem espelho (uia!).

Inventado pelo lado russo da Carl Zeiss em Dresden (que depois se chamaria Pentacon) o sistema reflex utiliza um espelho em 45º que desvia a imagem vinda da lente para um pentaprisma montada no visor que corrige a cena (originalmente invertida como num espelho) permitindo assim que o fotógrafo veja exatamente o enquadramento e o foco exato que será registrado em filme, ao contrário do que acontece nos sistemas baseados em visor e telêmetro como as Leicas M.

Mas com a popularização das digitais compactas e o novo hábito das pessoas de fotografarem usando a tela LCD ao invés do visor, fez com que os fabricantes de DSLR criarem o chamado “Live-View” um verdadeiro antagonismo tecnológico já que ele complica e distorce completamente o conceito e o modo de operação do sistema reflex, tornando o ato de fotografar até mais lento e ineficiente. A solução encontrada pela Panasonic com sua Lumix G1 foi de simplesmente acabar com o espelho e substituir o sistema de pentaprisma por um visor eletrônico (EFV) o que resultou num sistema menor, mecanicamente mais simples e de um certo modo, muito parecido com as atuais superzooms com lente fixa. A vantagem nesse caso fica por conta do uso do mesmo sensor de imagem das atuais DSLR’s e a possibilidade de trocar as lentes.

A DMC-G1 utiliza o mesmo sensor CMOS de 12,1 MP das atuais câmeras Four Thirds, pesa apenas 385 gramas e já vem com o mesmo filtro ultrassônico usado nas DSLR da Olympus. A G1 virá acompanhada de duas lentes já no novo padrão Micro Four Thirds: a Lumix G Vario 14~45 mm f/3.5~5.6 ASPH de uso geral que irá acompanhar a G1 e a teleobjetiva Lumix G Vario 45~200 mm f/4.0~5.6, ambas já equipadas com sistema de estabilização de imagem na lente (Mega OIS). As diferenças entre a atual lente Leica D Vario-Elmar de 14~50mm e a nova G Vario 14~45mm podem ser vistas na imagem abaixo:


O produto chegará nas lojas do Japão no próximo dia 31 de outubro pela bagatela de 89.800 ienes (R$ 1.567,59) pelo kit com câmera mais a lente 14~45 mm ou 124.800 ienes (R$ 2.178,56) pelo kit com a câmera mais as duas lentes. Além do pretinho básico, a G1 também estará disponível nas cores azul escuro e vermelho fosco. Mais informações aqui.

Ainda em tempo: o Dpreview postou na semana passada uma nota falando sobre primeiro protótipo de câmera digital da Olympus baseada no padrão Micro Four Thirds com objetivas intercambiáveis e um visual tão retrô que até lembra as câmeras Werra da década de 1950~60, por sinal outra criação dos comunas da Carl Zeiss alemã-oriental.

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.