O que significa (Intel Core) i7?

O

Editor’s day 2008 — Quando falamos pela primeira vez sobre o nome comercial dos novos processadores Nehalem que serão conhecidos como Intel Core i7, conversei com vários executivos da Intel tanto nos EUA quanto aqui em Trancoso na Bahia para entender o significado do sufixo i7 já que, a teoria das gerações, foi totalmente descartada.

Fato é que não consegui nenhuma explicação simples e clara, mas a melhor delas que foi me passado por uma fonte explicou que o sufixo i7 define uma linha de produtos entre várias que ainda devem ser anunciadas pela empresa, ou seja, para entender o contexto seria necessário antecipar alguns lançamentos, o que obviamente nenhum porta-voz da Intel diria mesmo depois de muuuita caipirinha de tangerina (com dose extra de cachaça) na cabeça.

Se o i7 define uma categoria de produto (nesse caso, processadores para desktops de alto desempenho), meu novo palpite é que a Intel pode estar trabalhando em algo parecido  com o que já aconteceu no passado, quando a empresa de Santa Clara introduziu a escala numérica para descrever seus processadores que, na época foi definido pelo meu colega Andreas Stiller da C’t como sistema “BMW” cujos veículos são divididos nas séries 3, 5, 7 e assim por diante.

Viajando ainda mais na maionese, eu chutaria que no futuro possa existir algo como um Core i3 para processadores móveis, Core i5 para processadores de entrada/mainstream, Core i9 para servidores e assim por diante, mas só o tempo dirá.

Trivia

Isso me lembra uma mesa redonda que participei com Stephen Smith na época do lançamento do primeiro Pentium de dois núcleos (o Pentium D). Um jornalista europeu perguntou para Smith se o “D” seria de dual core. Ele franziu a testa e disse que o “D” não era de dual core, muito menos de desktop, “seria algo diferente” segundo suas palavras, o que nos levou a conclusao que Pentium D significaria “Pentium Diferente”. Mike Magee do Inquirer registrou esse momento.

* O editor de testes do Zumo viajou para Trancoso a convite da Intel Brasil .

Sobre o autor

Mário Nagano

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World.
Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos