O que aconteceu com o Zumo?

O

Nas últimas duas semanas, vocês devem ter percebido que saímos dos trilhos – e na hora errada. Mas não dá para prever o que acontece no mundo mágico dos servidores. Primeiro, problemas com a Dreamhost (sem link, porque o serviço deles é tão baixo quanto o preço que cobram). Saímos do ar por, sei lá, excesso de acessos, tentamos migrar para outro serviço (um pouco mais caro deles) e nada aconteceu.

No meio do processo de salvamento, tentei fechar com outro provedor – desta vez nacional – de hospedagem. Não é aquele que, dizem as pessoas no twitter, “cai” direto. Estava tudo OK, migração pronta, quando um pequeno detalhe de suporte técnico (“olha, senhor, só podemos responder ao seu pedido em 24 horas“) me fez jogar tudo pro ar – de novo. Daí, acabei fechando com o povo da Media Temple, que foi muito bem recomendado por amigos.

O que falta fazer? Alguma coisa ainda. Resolver o redirecionamento do zumo.com.br para zumo.com.br (afinal, tem uma parceria envolvida aí, com contrato e tudo), mas estamos quase lá (deve sair entre hoje e amanhã). E o grande desafio de resolver os acentos quebrados nos posts antigos (nosso honrado CTO Rafael Rigues tá quebrando a cabeça pra fazer isso). Pra completar, nossos e-mails @zumo.com.br tão bagunçados ainda. Vai entender…

Além de tudo isso, eu tive questões pessoais para lidar (e resolver). Acabei meio que sem foco na última semana, mas estou de volta. Nagano-san fez uma baita cobertura legal do IDF, a partir de amanhã ele fala do NVision 2008. E eu, aos poucos, me recomponho – junto com o Zumo.

Obrigado pela força!

Sobre o autor

Henrique Martin

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos