ZTOP+ZUMO (tech, opinião, inteligência)

NVidia Ion se apresenta em evento de PCs da… Intel

nvidia_neon_intro_small

Durante o evento da CoolerMaster sobre sua iniciativa de PC para gamers no Brasil, a NVidia fez seu showzinho à parte apresentando para a platéia um protótipo de sua nova plataforma Ion no meio de um evento onde o assunto eram PCs de alto desempenho baseados em Core 2 Duo e Core i7.

As palestras estavam ocorrendo de acordo com o esperado: apresentações formais e até meio previsíveis como introdução do que é a Coolermaster, visão do mercado, a parceria da Accept na integração de produtos, a apresentação do processador Core i7 da Intel e assim por diante, e depois disso, surge Richard Cameron, territory manager da NVidia no Brasil que todo mundo achava que ele iria falar (pela enésima vez) sobre o poder de suas GPUs quando — do nada — ele me saca uma caixinha branca com cara de roteador de banda larga afirmando que iria fazer sua apresentação a partir daquilo — um Nettop baseado na plataforma Ion com processador Atom.

nvidia_neon_richard

A mensagem de Cameron é que ao contrários dos PCs corporativos onde a produtividade, coerência e a uniformidade das plataformas são características das mais importantes, no caso dos consumidores domésticos, certas características como preferências pessoais, customizações e o uso de aplicações mais visuais e criativas ganham peso e é nessa tecla que sua empresa bate forte afirmando que vivemos numa era em que não compramos mais um carro pela potência do seu motor e sim pelas suas características que mais se ajustem ao estilo e gosto pessoal de seus usuários. Se no passado falávamos em carro da família, falamos hoje em SUVs, esportivos, compactos etc. Do mesmo modo, Cameron acredita que o PC torna-se cada vez mais pessoal mesmo dentro das casas, de modo que abre-se uma janela de oportunidade para computadores pequenos, baratos e de preferência com bom desempenho. Vide o exemplo dos netbooks.

O executivo explicou que nos livros de ciência, Ion é aquele átomo que perdeu ou ganhou um elétron de modo que sua empresa usou este último caso como uma metáfora de sua nova plataforma, ou seja, “dar uma carga no Atom!” em especial na sua aceleradora gráfica, resultando assim numa solução simples e econômica para acessar a Internet, bater papo, editar documentos, baixar e reproduzir arquivos de áudio e vídeo e algumas novidades que muitos acreditam estar fora do alcance do Atom como reproduzir conteúdo em HD, editar imagens e vídeos com produtos Adobe, rodar Google Earth e até brincar com alguns  joguinhos casuais. E apesar das pesquisas do mercado darem muito destaque para os jogos 3D em primeira pessoa,  Cameron afirma que o jogo mais popular do mundo ainda é o The Sims — “o Big Brother que você monta em casa e que funciona muito bem no Ion” afirmou o executivo.

Outra faceta interessantíssima do Ion é que essa plataforma é compatível com a tecnologia CUDA, mesmo não sendo no mesmo nível das suas mosntruosas GPUs topo de linha, o potencial de processamento de seus 16 núcleos de processamento podem resultar numa solução bastante interessante se comparado com a solução da Intel.

nvidia_neon_cuda

Mas para isso, o pessoal de verde de Santa Clara precisa atingir uma massa crítica em relação às oferta de aplicações baseadas em CUDA de modo que o software se torne um argumento de venda até mais forte que a computador em si. Nesse campo, a NVidia tem se esforçado muito nesse segmento apoiando o desenvolvimento de aplicações para o usuário final.

nvidia_neon_aplics

A boa notícia é que, depois de um verde jogado por Cameron, a CoolerMaster confirmou que eles já tem alguma coisa baseada no Ion assando no forno e que será especialmente direcionada para esse mercado de valor. Mas isso é assunto para outro evento.

Agora, você pode estar se perguntando — E o que isso tem a ver com um evento onde o assunto eram PCs com chips Intel de alto desempenho?

Minha resposta? Eu não entendi até agora…  🙂

Segue abaixo mais imagens do protótipo do Ion da NVidia:

nvidia_neon_base_small

nvidia_neon_back

nvidia_neon_front

E para dizer que não existe um clima ruim entre os homens de verde e de azul de Santa Clara, eles ficaram lado a lado durante todo o evento.

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • Anderson

    Embora tanto a NVIDIA quanto a Cooler Master ofereçam bons produtos ao mercado, coerência nunca foi o ponto forte de ambas, ao melhor estilo “qualquer espaço é válido para aparecer”

  • não consegui enxergar nas figuras, tem HDMI?

  • Oi David,

    Nope, ele só vem com uma DVI mas que pode se conectar numa HDMI por meio de um cabo/adaptador. Só não sei se o som passaria pelo mesmo.

    [ ]s

    Mário

  • Oi, Mário!
    O som não passa pelo adaptador DVi/HDMI. Tenho um sistema montado assim.
    Agora, achei bacaninha essa caixa branca… Quanto será que vai custar?