ZTOP+ZUMO

Números enormes: Vivo lança rede HSPA+ em São Paulo

A operadora Vivo anunciou hoje o lançamento da sua rede HSPA+ em São Paulo. É uma evolução da tecnologia 3G atual (HSPA) com maior velocidade de navegação, por um precinho nada camarada no começo. Mas ainda não é uma rede 4G – e essa é uma confusão que muita operadora faz no exterior.

O serviço da Vivo, chamado 3GPlus, tem dois preços: um para assinantes normais no plano Vivo Internet Brasil 10 GB, que contempla também um modem USB, que sai pelo valor sugerido de R$ 199,90, outro para assinantes num plano casado com o Speedy, da Telefônica, que pagam o preço sugerido de R$ 99,50, também com o modem. Ou seja, é acesso rápido pra computadores, não no smartphone (ainda, já que aparelhos como o Samsung Galaxy S II já estão prontos para HSPA+).

Na teoria, o HSPA+ oferece velocidades de pico de até 21 Mbps de download (ou, nos termos da Vivo, velocidade três vezes mais rápida que o 3G atual, de 7 Mbps).

Na prática, a Vivo vai oferecer acesso a 3 Mbps (picos de 6 Mbps) e, quando não tiver cobertura, o modem alterna automaticamente para 3G ou GPRS/EDGE, com franquia de dados de 10 GB/mês. O 3G da Vivo vai a 1 Mbps máximo de velocidade de download.

Lá fora, operadoras como AT&T vendem o HSPA+ como “4G”. Na definição da International Telecommunication Union (ITU), 4G é alcançado apenas com redes LTE, que tem velocidades 10x maiores que o 3G atual e não teve, ainda, suas frequências leiloadas pela Anatel para exploração pelas operadoras (e isso vai longe). Pelo menos não chamaram o 3GPlus de 4G e foram honestos com o consumidor.

(O Felipe lembra, nos comentários, que a ITU relaxou um pouco sobre a definição do 4G e colocou o HSPA+ na lista…)

Segundo a Vivo, sua rede 3G já está toda pronta para rede HSPA+ e, após o teste no Estado de São Paulo, vai levar a oferta a outros estados, sem previsão ainda de lançamento.

 

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

  • rubens 22/11/2011, 12:47

    Em alguns sites publicaram que foi a primeira rede do tipo no Brasil/SP, mas sempre noto H+ no SII de amigos na rede da Claro.
    Informaram a velocidade de upload?

    • henriquem 22/11/2011, 12:50

      nope…

      • henriquem 22/11/2011, 12:46

        mas é a primeira oficial a ser lançada.

        • Felipe Cepriano 22/11/2011, 13:18

          É curioso porque as operadoras demoraram tanto pra oficializar o HSPA+. TIM, Claro e Vivo já tinham implantado em vários pontos das redes, pra todo mundo usar, há um bom tempo…

  • Felipe Cepriano 22/11/2011, 12:58

    Na verdade, depois de tanto a AT&T e a T-Mobile empurrarem o HSPA+ como 4G (E a Sprint fazer o mesmo com o WiMax dela – que ainda não é a variante considerada 4G), a ITU acabou aceitando-os como "4G". http://mobile.slashdot.org/story/10/12/17/2325225

    Mas parabéns pra Vivo por não abusar disso. Depois que vi algumas lojas vendendo o Galaxy Tab 10.1 com celular como 4G, achei que iam chamar o HSPA+ assim mesmo por aqui…

    • henriquem 22/11/2011, 12:59

      bem lembrado, Felipe.
      e o Galaxy Tab 8.9 tem "4G", nas palavras da Samsung…

    • rubens 22/11/2011, 21:22

      ITU vacilou mesmo nessa.
      Se tivessem riscado uma velocidade máxima (demonstrável), teria sido muito melhor…

      Achava que o HSPA+ aceito como "4G" era o com duas conexões paralelas (igual faziam com ISDN) via MIMO ou dual cell, mas nem isso tentaram esclarecer…

      Mas sempre tem um departamento de marketing picareta que resolve dar o passo maior que a perna…

    • Guilherme Carvalho ⌘ 23/11/2011, 00:11

      Se não me engano, em campinas a TIM tem um tal de 3G+ pode não ser o hspa+ mas é bem mais rápido do que o 3G da tim aqui do sul.

  • Paulo Celso 22/11/2011, 16:35

    As operadoras deveriam oferecer um 3g decente a preços razoáveis em vez de oferecer esse "4g" meia-boca e cobrarem o olho da cara! Mas, como existem uns e outros que querem ser "chics" e ostentar que usam HSPA móvel, vão adquirir assim mesmo.
    Honesta mesmo foi a TIM, que preferiu priorizar uma melhora do 3g a embarcar numa nova tecnologia sem a devida infraestrutura.

    • Luis 22/11/2011, 16:47

      pois é, a vivo deveria melhorar o 3G, pois em plena Av. Paulista, vive caindo a toda hora, quando consigo conexão ! :/

  • Saulo Benigno 22/11/2011, 18:45

    "quando não tiver cobertura, o modem alterna automaticamente para 3G ou GPRS/EDGE"

    Deve ser legal pagar mais caro por 3GPlus e rodar 90% das vezes em EDGE!

    • dnmessias 22/11/2011, 22:23

      Pensei o mesmo.

  • dflopes 22/11/2011, 23:05

    Deve funcionar em duas esquinas da paulista.
    Se não chover…

    Por isso que nem tiro meu smartphone de EDGE – o 3G raramente funciona.

  • Moises 28/11/2011, 18:32

    Preço sueco, serviço paraguaio.