ZTOP+ZUMO 10 anos!

Números enormes: Samsung Galaxy A9 (2018)

Três câmeras, quatro câmeras: o rumor que a Samsung iria melhorar a configuração da sua linha intermediária Galaxy A se confirmou hoje com o anúncio do Galaxy A9, com especificações de gente grande e quatro câmeras traseiras (!).

Em setembro, o Galaxy A7 (junto ao A9 na foto do destaque do post) já tinha… três câmeras. Do comunicado de imprensa de hoje, uma explicação interessante sobre o olhar de aranha traseiro do Galaxy A9:

  • Tire fotos bem de perto, sem perder nada, graças ao Zoom óptico de 2x, para capturar todos os detalhes, mesmo de longe.
  • Capture o mundo em sua plenitude e sem limites, com a Lente ultra grande angular, e fotografe como um profissional, usando o Otimizador de cena. 
  • A Lente de profundidade possibilita gerenciar manualmente a profundidade de campo das fotos e focar no assunto, resultando em fotos impressionantes e profissionais.
  • Tire fotos nítidas e claras, com pouca ou muita luz, graças à lente principal de 24MP do Galaxy A9, para resultados fantásticos a qualquer hora do dia.

Logo, um zoom óptico, uma lente grande angular, uma lente de profundidade + uma lente principal. Um pouco exagerado, mas o resto do telefone que parece interessante – quase (mas quase um S9?):

  • tela de 6,3″ Full HD+ Super AMOLED (tá, uma FHD+ não é tão gente grande assim)
  • processador octa-core (não divulgado, mas deve ser Exynos)
  • variantes de RAM/armazenamento –  6 GB RAM, 128 GB ou 8 GB RAM, 128 GB
  • Bateria de 3.800 mAH
  • NFC
  • Android 8.0 (Oreo)

E pelo menos a Samsung hoje é a única fabricante Android (das grandes marcas) que não tem aparelhos com notch/franja/testa. Quem diria que não ter um penduricalho feio viraria diferencial, não?

A única coisa que me deixou pensativo foi a escolha de cores do aparelho – rosa ou azul com gradiente ou preto. Parece que se “inspiraram” nos aparelhos da Huawei 🙂 A conferir em algum momento que essa linha nova chegar ao Brasil.

[Samsung]

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin